Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

PROFECIAS:





PROFECIAS

Normalmente quando tratamos de assunto tão controverso como são as Profecias, as pessoas se perguntam em primeiro lugar se a fonte é confiável e em segundo lugar que “informações privilegiadas” nós possuímos para dissertar sobre esse tema. Em parte isso procede, mas o que procuramos demonstrar é que a maioria das coisas preditas estão interligadas ao passado, em decorrência da inexorável Lei de Causa e Efeito.



O genial Einstein demonstrou que espaço e tempo são relativos, interdependentes, e não são coisas distintas, separadas, como antes se pensava. Isso está de acordo com a antiga tradição Védica de que tudo está registrado no Akasha. Ou seja, no Éter está registrado tanto o passado, como o presente e o futuro. Alguns indivíduos, muito raros, denominados profetas, possuem a capacidade de entrar em sintonia com esses registros.
Como o planeta Terra e a sua humanidade evoluem em espiral, ou seja, em círculos que vão se sobrepondo, é fácil de concluir que o que aconteceu no passado tende a ocorrer novamente. Por isso, dentro da primeira parte do livro Revelação, tratamos de algumas das grandes transformações geológicas do planeta e também da sua humanidade. Na segunda parte tratamos das Profecias propriamente ditas.
Para não nos perdermos em divagações, buscamos osprofetas que mais inspiram confiança em suas predições, os quais sempre descenderam dos israelitas, da tribo de Isaacar, que tinham o dom congênito de profetizar, graças ao sentido espiritual já desenvolvido anteriormente no planeta Capela: João Evangelista e Nostradamus (*).
Paralelamente á essas previsões centenárias, divulgaremos algumas canalizações atuais sobre a Terceira Grande Guerra, as conseqüências da proximidade do planeta intruso, os países que mais serão atingidos por inundações, transformações geológicas e outros.
(*) Michel de Nostradamus, judeu convertido, da família de Isaacar, médico renomado do século XVI, em uma de suas vidas anteriores foi um dos mais célebres profetas bíblicos: Isaías, também da tribo de Isaacar. Suas previsões, afora as do Apocalipse, são as que oferecem maior nível de acerto.
Até o ano de 1999, Nostradamus era o mais badalado dos profetas modernos, porém, bastou terminar o ano para as pessoas concluírem que aparentemente nenhumas de suas previsões sobre o final dos tempos se concretizaram. Não houve o “longo e tenebroso verão”, nem em julho nem em outubro daquele ano, não ocorreu a terceira guerra mundial, não apareceu o anticristo, não apareceu o planeta intruso que seria visto em pleno dia, não houve a invasão da Europa, não houve o grande terremoto“Big-One”, etc. Não ocorreram tantas coisas que muitos se perguntam: será que o “grande vidente” nos enganou ?





Muitas vezes as pessoas confundem o profeta quase infalível, com o homem e suas profissões. Como astrônomo, munido apenas de um astrolábio, Nostradamus previu com exatidão a ocorrência de eclipses com quase 500 anos de antecedência. Como astrólogo, entretanto, estava sujeito a erros de cálculo, que foi o que ocorreu. Na verdade, não serão as datas que ditarão a seqüência dos acontecimentos, pelo contrário, serão as seqüências dos acontecimentos que marcarão o nosso calendário terrestre.

Temos que separar no homem, também, a sua sensibilidade psíquica das profissões a que ele se dedica. Nostradamus se destacou no combate da peste negra no século XVI, salvou milhares de vidas, mas não conseguiu salvar sua família que pereceu no decorrer daquela epidemia. Isto o levou à uma profunda depressão e também atesta sua condição humana, de estar igualmente sujeito aos azares da vida. Era de família de cristãos novos, dedicou-se ao estudo da astronomia e astrologia. Foi amigo de reis e da nobreza em geral e conseguiu angariar grande quantidade de ouro. Porém, uma das coisas que mais causa admiração aos historiadores, foi Nostradamus ter conseguido escapar da Inquisição, pois preenchia todos os requisitos para acabar na fogueira: era muito rico, judeu convertido, astrólogo e vidente. Para que isso não ocorresse, precisou velar as suas previsões, mas tanto disfarçou que os seus versículos ficaram ininteligíveis, precisou então, pelo menos, indicar as datas dos acontecimentos e para isso valeu-se de suas qualidades de astrólogo.
Nostradamus efetuava suas previsões sentado em frente à uma bacia com água, quando visualizava os registros akashicos futuros e somente depois procurava completá-las através de cálculos astrológicos. As aparentes contradições encontradas em suas previsões são originárias de desacertos de seus cálculos astrológicos e também dos múltiplos enganos de seus interpretes. Acertou as datas aproximadas de vários acontecimentos históricos, mas não poderia ter acertado as datas dos acontecimentos da Transição Planetária, pois estava em desacordo com o maior de todos os Profetas: “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai”.