Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

domingo, 1 de setembro de 2013

A BÍBLIA NO 3º MILÊNIO - AS ENCARNAÇÕES DE MOISÉS:





Após o lançamento do livro tenho recebido algumas perguntas dos leitores que estão lendo ou já leram a obra. À medida que novas perguntas chegarem, eu publicarei no blog e na fanpage com as respectivas respostas. Quem está lendo ou já leu o livro e tem alguma dúvida, pode enviar para o email do blog:profecias2036@gmail.com


Da mesma forma, quem quiser receber o pdf com 20 páginas das quase 70 do capítulo 12 que fala sobre a vida oculta de Jesus, pode enviar o pedido para o email que eu eu envio o pdf.




Pergunta: Estou lendo um trecho no capítulo 7 que diz assim: "Inclusive a previsão feita por Moisés aconteceu e foi necessário que ele retornasse como Elias para novamente relembrar ao povo a existência do Deus Único." Elias seria Moisés reencarnado? Porque João Batista seria Elias reencarnado, né? Já li bastante sobre isso... Inclusive, tem uma confirmação desse fato na própria bíblia. Então, se Elias for o mesmo espírito que foi Moisés, é o mesmo espírito que foi João Batista. Mas e o gladiador "Spartacus", que iniciou a Guerra Servil, a fim de libertar da servidão os povos escravizados pelos romanos? Eu li na fanpage, certa vez, sobre "Spartacus" ser Moisés reencarnado e achei bem possível... Até dá pra observar algumas similaridades de personalidade. Mas, se ele reencarnou como "Spartacus", seria possível que houvesse reencarnado como João Batista? A Guerra Servil ocorreu um pouco antes da vinda de Jesus. A época não é muito próxima?


Resposta: Sim, inclusive eu explico melhor essa questão no capítulo 12 que fala sobre a vida oculta de Jesus. Spartacus morreu entorno de 70 antes de Cristo e JB nasceu 6 meses antes de Jesus (segundo consta no primeiro capítulo de Lucas), ou seja, ali pelos idos de 3 ou 4 A.C.


A diferença não é tão pequena (entorno de 65 anos entre uma encarnação e outra), mas foi necessária para a preparação e conclusão de uma importante missão deste grande espírito: Como Spartacus ele ensinou para um grande número de espíritos o valor da liberdade física, como João Batista o valor da liberdade espiritual.


A imagem de Spartacus estava tão viva no inconsciente dos judeus pobres (ebionitas) e dos zelotes (judeus guerreiros) que eles acreditavam que JB era o Messias libertador e guerreiro que libertaria os judeus do jugo romano e foi justamente por isso que JB teve que batizar Jesus, para mostrar que o verdadeiro Messias era seu primo Jesus e não ele próprio.


No livro é contada a história deste espírito junto com São Jorge e qual a atuação deles entre os guardiões e a missão derradeira de ambos antes do auge do exílio planetário.


Dessa forma, nos tempos bíblicos, esse espírito que encarnou como João Batista, também havia sido antes Spartacus, Elias e Moisés.





O link com o resumo dos 27 capítulos, de A Bíblia no 3º Milênio com 650 páginas em promoção de 01 a 07 de setembro de 2013 por 49,33 reais no Clube dos Autores:


http://www.clubedeautores.com.br/book/149168--A_Biblia_no_3_Milenio




Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036




Read more: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2013/09/a-biblia-no-3-milenio-pergunta-02-as.html#ixzz2dgFepJfs