Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

SOBRE O USO DO TEMPO:




Sobre o Uso do Tempo

fonte : Grupo Ser Atento

O uso do tempo é algo que merece a nossa reflexão. Temos um texto de John Garrigues, que penso ser muito importante e do qual ressalto um trecho:

#######

Aquele cuja ação é harmoniosa, ou *sátwica*, não cai em ações impensadas, mas economiza energia. *[2]*

Ele não se desgasta com sentimentos de medo ou aflição. Ele concentra sua atenção e esforço no dever de cada momento, à medida que cada momento surge. Uma tendência comum é ficar ansioso em relação a um acontecimento futuro qualquer, focar a atenção no próximo “ponto importante” da jornada da vida, e assim tirar a atenção do presente e das suas lições. Mas se a eternidade está aqui o tempo todo, cada momento é intrinsecamente e potencialmente tão importante como qualquer outro. Podemos ter acesso à nossa herança ou patrimônio a qualquer momento que quisermos. E quanto mais completa for a atenção naquilo que estamos fazendo, tanto mais eficiente será a nossa administração do tempo disponível.

__________
*[2] *Para o hinduísmo, as três *gunas* ou características da vida na natureza são tamas, rajas e satwa, ou inércia, movimento e ritmo; ou, rotina, agitação e equilíbrio; ou preguiça, ambição e sabedoria. (Nota do Tradutor)

#######

fonte :

www.FilosofiaEsoter ica.co

**************************



O bom ou mau uso do tempo é fator decisivo na quota de felicidade ou infelicidade que temos em cada dia. O bom uso do tempo está associado ao estabelecimento de um ritmo adequado. Isso é necessário porque tudo na vida é mantrâmico, ou seja, tudo que existe faz parte do mundo do som. Os pensamentos, por exemplo, são sons do mundo mental. A arte de viver em paz depende da nossa capacidade de combinar flexibilidade e firmeza responsáveis no modo como usamos o tempo, enquanto emitimos o mantra oculto que é a nossa existência individual.

Fraternalmente,

Carlos (Cardoso Aveline)