Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 27 de julho de 2013

O DESPERTAR DA SEMENTE- CONSCIÊNCIA:




(Luz na Luz - A Grandeza das Grandezas)



Na magnitude da vida universal, com todas as grandezas incomensuráveis que existem na vastidão sideral, a grandeza das grandezas se chama "consciência".


O despertar da consciência é a maior dessas grandezas, quando o Ser encontra o próprio Ser... Quando se descobre a imensidão universal dentro dos sentimentos do próprio coração.


Quando se descobre que, mesmo à distância, é possível abraçar a todos os seres na vastidão, desaparecem as distâncias, as limitações, e só fica a consciência.


Essa consciência é representada pelo centro do coração, tanto pelos iniciados do Oriente antigo, como pelas consciências mais sábias que iniciaram os estudos espirituais neste orbe há muito tempo.


Elas localizaram o centro da consciência no centro peitoral, por reconhecerem que cada consciência encarnada em corpos densos, em meio à fieira evolutiva das reencarnações, ao mergulhar na carne para mais uma vivência, é semelhante a uma semente que é jogada nas profundezas da terra escura, úmida e fria.
A semente, adormecida em si mesma, sem noção do que é, na escuridão do seio da terra, hibernando por um tempo... Porém, por dentro, de forma espontânea, surge um chamado, uma evocação à luz do Sol. Como se parte da semente clamasse pela luz, em meio às trevas que a rodeiam.


E, de alguma maneira fenomenal, que só a magnitude da Mãe Natureza reconhece, o Sol escuta o chamado, e os seus raios se aprofundam no solo, aquecendo o que estava frio, energizando em volta e chamando a semente para o despertar. E ela, então, acorda e começa o seu trabalho.


De forma instintiva, espontânea, ela busca a luz que está acima. Segue lutando e abrindo espaço dentro do espaço limitado onde está. E vai ganhando forças e mais forças, até abrir o caminho para a superfície e, finalmente, surgir como uma planta aberta para o céu.


Na superfície, ela sente o beijo dos raios solares que um dia a despertaram no seio do chão. Por analogia, os raios solares são as consciências mais avançadas, que constantemente clamam ao homem da Terra para o despertar da consciência.


O Sol é O Absoluto, O Todo que está em tudo, e cada consciência é semelhante a essa semente em si mesma.


Que haja dentro de cada coração a consciência inicial de clamar pela Luz, mesmo em meio às trevas de si mesmo (momentâneas e circunstanciais).


Que o grito da semente-consciência possa se propagar e que os raios solares possam iluminá-la, e que ela cresça, se expanda, e alcance a superfície de si mesma. E desperte todo o seu potencial, para a glória infinita, a qual está reservada, para novos rumos no infinito...


E essa é a Grandeza das Grandezas, quando a semente começa a ir para cima. Este é o trabalho de despertar que as consciências mais avançadas superintendem e inspiram de formas admiráveis e invisíveis, que os homens não percebem.


Este é o trabalho secreto feito nos bastidores da humanidade, por consciências amáveis, generosas, limpas, sutis, serenas e maravilhosas! E que, tranquilamente, inspiram as sementes-consciências em seus desenvolvimentos.


Que, mesmo no meio da treva mais profunda, a semente-consciência cante para a Luz. E Ela virá, como sempre...


O despertar da consciência é quando a semente encontra a Luz dentro dela própria, mesmo em meio à treva exterior. E é esta luz interna que busca a Luz de cima. É este o encontro do Ser com o Ser, Luz na Luz.


É isso que lhe dá forças para superar as próximas etapas do seu crescimento, até alcançar a superfície de si mesma. Vidas e vidas se sucedem... E a semente-consciência vai crescendo e despertando para novos patamares evolutivos à frente...


Que ela possa encontrar na terra em torno de si própria o adubo necessário e os nutrientes compatíveis com seu desenvolvimento. Que o adubo seja de alegria e que os nutrientes sejam de puro amor.


Essa é a Grandeza das Grandezas, que o homem da Terra desconhece. E, ao longo de tantas e tantas experiências, cada consciência descerrará os véus que a impedem de perceber O Todo. Gradativamente, levantará esses véus e perceberá a imensidão, no devido momento do seu despertar.


O descerramento desses véus da ilusão é o motivo de todas as buscas e aprofundamentos dos estudantes espirituais ao longo de éons e éons...


Não somente na Terra, mas também em outros orbes, os iniciados de outrora, de todas as linhas, sempre buscaram esse despertar, sabendo que o processo é dentro de si mesmo, e que ninguém de fora poderá operar o que é fruto do esforço de cada um.


Eles sabiam que não há dependência externa, psicológica, emocional ou religiosa que possa operar esse despertar. O processo é interno e intransferível. Como também é intransferível o valor evolutivo agregado ao esforço de cada um.


O homem da Terra é triste, confuso e estranho para si mesmo. Isso porque desconhece a imensidão que carrega dentro do próprio coração e, mesmo em meio aos grupos de estudantes espirituais, ainda reina grande confusão.


E a Grandeza das Grandezas é mais simples do que se pode imaginar, é apenas o encontro do Ser com consigo mesmo, despertando e fluindo sentimentos melhores...


Porque, quando encontra a si mesmo, toda a dúvida desaparece, só fica a consciência do que se é, fluindo, fluindo, fluindo...


Portanto, que tudo possa fluir no tempo certo de cada um. E que cada um também possa perceber quando esse tempo é chegado, e possa despertar e fluir sem atrasar mais o chamado.


Que as grossas camadas do egoísmo e do medo não impeçam o despertar da Luz em si mesmo. E que isso possa fluir por todos os planos, para todos. A Grandeza das Grandezas é o despertar da consciência, é a maior das riquezas, é o que vale a pena no meio das ilusões sensoriais. E ninguém poderá jamais mensurar o grau evolutivo de outro.


Esse é o ensinamento que vem sendo passado há éons e éons, por todos os grandes iniciados da história. O chamado da Luz que vem de dentro se encontra com a Luz que está em tudo e se funde nela, tornando-se uma só.



E esse despertar é silencioso e sereno. E, mesmo que ainda não seja pleno, apenas uma pequena parte desse despertar já é suficiente para transformar, de maneira admirável, a semente em planta viçosa.


Não precisa alcançar a Luz total enquanto não for o tempo certo da maturidade de cada ser. Mas, dentro dos estudos espirituais, já é possível vislumbrar centelhas disso, e estas já bastam para transformar a lucidez do homem terrestre na lucidez dos seres universais, tudo isso em si mesmo.


Simples centelhas dessa luz valem mais do que todas as riquezas da Terra. Porque essa é a Grandeza das Grandezas. E só alguém que viu a centelha em si mesmo, é que poderá compreender o grande valor.


Enquanto a humanidade terrestre não perceber sequer centelhas dessa Luz em si mesma, reinará a confusão. Pois são estas fagulhas que guiam a semente-consciência em seu coração.


Que os grandes raios conscienciais possam incidir sobre os corações de todos... Aqueles raios lúcidos que vêm das Almas Livres, consciências serenas e magnânimas e, acima delas, do Sol de todos, O Todo, O Absoluto*.



- Os Iniciados** -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges.)





- Notas do Texto:
* O TODO: expressão hermética para designar o Poder Absoluto que está em tudo. O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, Deus, O Amor Maior Que Gera a Vida. Na verdade, O Supremo não é homem ou mulher, mas pura consciência além de toda forma. Por isso, tanto faz chamá-lo de Pai Celestial ou de Mãe Divina. Ele é Pai-Mãe de todos.
** Os Iniciados - grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente. Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são "iniciados" em fazer o bem, sem olhar a quem.
*** Amparador extrafísico - entidade extrafísica e positiva que ajuda o projetor nas suas experiências extracorpóreas; mentor extrafísico; mestre extrafísico; companheiro espiritual; protetor astral; auxiliar invisível; guardião astral; guia espiritual; benfeitor espiritual.



Fonte-www.somostodosum.ig.com.br/Wagner Borges
Por Mavi Hostettler/www.essencia.ning.com
imagens Internet
******Este trabalho pode ser compartilhado com outros
sites desde que os direitos autorais sejam
respeitado citando a fonte de pesquisa / autor e o link.
Obrigado por incluir o link de nosso website quando
compartilhar este trabalho com outros. (MaviHostettler)