Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

APRENDA TÉCNICAS DE CANALIZAÇÃO, AULAS COMPLETAS E GRATUITAS, SENSACIONAL!!!


AULAS SOBRE CANALIZAÇÃO



Exercício 1 - Boas Vindas e Preparação para a Abertura


Você será levado a um estado de relaxamento, seguido de uma sincronização com a energia da Força da Vida. Para fazê-lo, você vai precisar de duas plantas, ou duas flores, ao seu lado e também, um cristal e uma pedra qualquer (ou dois cristais).


Quando estiver canalizando, "sinta" a presença do seu Guia, ou utilize sua intuição.
Trabalhe com a sua sensibilidade, também com relação à energia da Força da Vida, a um nível mais sutil. Isso lhe ajudará a começar a abrir a sua percepção.


Depois de ouvir toda a meditação, se você estiver se sentindo mais calmo e relaxado que o normal, (não que você imagine como os outros se sentem, mas sim como você se sente) e se tiver sido capaz de sentir as vibrações sutis da Energia da Vida, passe para o Segundo Exercício. Faça isso, mesmo que você pense que tudo é fruto de sua imaginação.


Caso contrário, continue trabalhando com o Exercício 1, até que você se sinta mais relaxado e capaz de se ligar às vibrações sutis da Força da Vida.


Abrindo seu Canal


Os exercícios que se seguem vão ajudá-lo a canalizar verbalmente seu Guia e, representam um caminho seguro para abrir-lhe à canalização. Você deve saber que ao trabalhar com essas classes, os Mestres de Luz estarão oferecendo seu apoio e energia, auxiliando à abertura de seu canal.


A melhor maneira de usar os exercícios, é de forma sequencial. Utilize seu próprio critério de tempo e só passe ao exercício seguinte, quando sentir que está pronto.

Conforme você se abre à Canalização, seja amável e paciente consigo mesmo e, permita-se dirigir seus esforços ao próximo processo, somente quando estiver preparado para dar o seguinte passo.


Como sempre ocorre com as novas habilidades, a vontade, disponibilidade e o estar disposto a experimentar coisas novas, são fundamentais para o êxito destes processos. A ansiedade e o nervosismo também são comuns diante de uma oportunidade como esta, mas devem ser evitados, à medida do possível.


Pratique os exercícios somente quando estiver pronto para canalizar e para aprender. Haverá dias em que será melhor não trabalhar com estes processos, nem tentar canalizar. Se estiver doente, ou temporariamente triste por haver perdido alguém próximo, ou se está passando por alguma crise ou depressão, melhor não praticar estes exercícios. Muito menos, ao sentir-se fisicamente cansado ou esgotado.


Para fazer sua primeira comunicação com seu Guia, o melhor momento é quando esteja sentindo-se fisicamente descansado, saudável e positivo. Se ainda tiver medos não resolvidos, dúvidas ou perguntas, espere para canalizar quando tiver todos esses assuntos resolvidos de um modo aceitável. A melhor forma de canalizar, é a mesma que para as demais habilidades: estudo contínuo, determinação e vontade de vencer.


Os exercícios e processos se encontram estruturados de tal modo, que lhe permitem obter uma rota segura para aprender a canalizar. Em cada intento, eleve-se tanto quanto lhe seja possível e então, verá crescer sua habilidade de alcançar as Dimensões Elevadas e conectar-se aos Reinos Elevados.


Utilize os exercícios para se abrir mais e mais. E assim que estiver pronto para canalizar e, estiver familiarizado com essa experiência, lhe recomendamos que deixe de lado as formas e processos, e crie algo próprio, que venha de seu interior. Experimente!


Existem várias técnicas para elevar a sua vibração. As mais conhecidas são a respiração e o relaxamento que antecede esses exercícios. No entanto, é altamente recomendável que haja uma música suave e inspiradora, e que nesse dia, pelo menos, você não coma carne, nem seus derivados (isso inclui pescados e frango). Nem tome café. Também se recomenda que antes de fazer o seu trabalho, utilize suas proteções habituais.


Conhecendo seu Guia mentalmente


Nesse exercício, você será guiado a se elevar aos Reinos Superiores da Consciência, aonde se encontram os Guias elevados, quando será convidado a conversar mentalmente com o seu Guia.

Você vai conhecer o seu Guia e deve sentir que está com o Guia correto: um Guia elevado, que te ama imensamente e está disposto a fazer de sua elevação, a sua meta.


Quando você estiver pronto para canalizá-lo verbalmente, poderá passar ao Exercício 4. Se, por outro lado, você ainda não está seguro de sentir o seu Guia, continue usando esse exercício, até que o consiga.


Você deverá sentir-se alegre, amoroso, e expandido enquanto estiver na presença de um Guia elevado. Se você não se sente cômodo, em paz, com reações de elevação espiritual quando está na presença de um Ser de elevada vibração, não o convide para acercar-se, nem tente canalizar essa entidade.


Tudo o que você tem a fazer é pedir a esse ser, com muita firmeza, que vá embora. Não trabalhe com entidades menos desenvolvidas e nunca canalize alguém que partiu recentemente para o outro lado do véu, mesmo que seja um amigo. Somente canalize um Guia de planos elevados, que tenham o seu Propósito Maior e o seu caminho, como sua única meta.



Quem são os Guias ?


Seus guias te escolheram para trabalhar com eles, em função da similaridade de metas e propósitos.


Nem todas as entidades dos reinos elevados escolhem ser um Guia, assim como nem todos os seres humanos elegem ser um canal. Trabalhar nos planos elevados é tão variado como pode ser o trabalho que é feito aqui na Terra. Os guias são seres altamente habilidosos para transmitir energia desde a dimensão deles até a nossa.


Isso requer uma imensa quantidade de energia, desde o plano deles até o nosso e isso é feito, quase sempre, através do amor puro e da devoção que eles têm pela Humanidade, com o fim de transmitir suas idéias elevadas.

Quando você chega ao nível de fazer um serviço altruísta, como o da canalização para a Humanidade, é que já estás em um caminho de rápida evolução. Os guias te escolheram, devido ao alinhamento entre suas metas e as deles, e também, porque eles te amam.


Quando os Guias falam com você, outros dos Reinos Superiores têm que ajudar nesta conexão, amplificando a energia dos Guias, já que sua substância é tão fina, que eles necessitam esse foco e essa ampliação para chegar até você.

A vibração deles é tão expandida e vasta, que reduzi-la a frequências que você pode segurar em sua mente requer muita prática, habilidade e decisão. Eles têm que ajustar o processo deles de percepção, aos conceitos diferentes e compreensão nossa. Para se conectar conosco, eles têm que ser capazes de trabalhar com a energia e com os campos eletromagnéticos, a níveis refinados e sutis.


O plano Causal é muito elevado e compreende uma dimensão de vibração muito fina, onde você somente poderá existir depois desta vida, quando já tenha harmonizado muitas de suas energias, e evoluído até um estágio elevado.


A maioria das almas vai para o Plano Astral quando morre, pois elas ainda não estão suficientemente evoluídas para viver no Plano Causal. Muitos Guias elevados são originários deste Plano Causal, ou mais além, como da Realidade Multidimensional. Para viver nestas outras dimensões, é necessário obter a Mestria das polaridades, e também um grau avançado de controle sobre as emoções e a mente, além da habilidade de utilizar energia.


Alguns Guias viveram na Terra, evoluíram rapidamente, aprenderam com afinco as lições, e são agora puro Espírito no Plano Causal, evoluindo ainda mais, por estarem servindo à Humanidade. Outros procedem da Realidade Multidimensional e são seres extremamente elevados nos seus próprios sistemas.


Alguns de vocês podem escolher canalizar seu EU MAIOR. Este pode lhes dar amor, compaixão, direção espiritual e conselhos sábios. Ambos, seu Guia e seu Eu Superior, estão aqui para ajudar com seu crescimento, impulsionar-te para cima e guiar-te para conseguir alcançar seu Propósito Maior.


Os Guias podem aparecer ante seu olho interno, com nacionalidades diferentes, ou com roupas próprias de seu país de origem. Alguns vêem seus Guias como luz. Outros os percebem como som, e outros como aberturas no coração. Conforme você se acostumar a visualizar em planos de vibração elevada, logo serás capaz de ver seus Guias com claridade. Alguns vêem seus Guias como figuras conhecidas, tais como Cristo, Buda, ou anjos, que representam um grande amor e grande sabedoria para eles.


Os Guias podem aparecer como homem ou mulher, apesar de que nos reinos de pura energia não exista a polaridade, e assim, eles realmente não são homens, nem mulheres. Os Guias escolherão uma entidade mais de acordo com o que eles vieram fazer aqui. Uma que lhes ajude a relacionar-se mais facilmente contigo. Se, pela natureza de seu trabalho, desejam tomar uma forma que manifeste qualidades suaves, então escolheram uma forma feminina.


Geralmente, o Guia que deseja representar o papel masculino tomará então uma aparência masculina. Alguns adotarão a aparência de uma vida anterior que tenham vivido na Terra, e até podem usar o mesmo nome. Existem tantas identidades para os Guias, como as que existem para as pessoas. Sendo assim, fique alerta e más receptivo para qualquer forma ou aparência com a qual o seu Guia se apresente a você, seja ele ou ela.


Alguns Guias são puramente intelectuais e gostam de distribuir novas idéias sobre Ciência, Lógica ou novos sistemas de pensamentos. Algumas entidades de outras dimensões pertencem ao mundo das essências, que está mais além de todas as formas. Estes deverão ser canalizados por pessoas que não estão preocupados com formas, com detalhes, ou que sejam específicos sobre sua vida e seu trabalho. Os que desejam lidar diretamente com energias, ou outros modos que envolvam experiências com a essência da energia, são os indicados.


Se estás buscando conselhos específicos destes Guias sobre aonde viver, ou que negócio fazer, talvez você fique decepcionado. Por outro lado, se desejas trabalhar com a energia, através do toque, ou algum trabalho com o corpo, eles poderão te ajudar a produzir resultados surpreendentes. Se você quer trabalhar com a natureza da realidade, eles serão capazes de te dar grandes explicações. Mesmo nos níveis mais elevados, os Guias têm diversos talentos e áreas de extrema habilidade, como você nessa Terra. Alguns podem ser muito bons dando conselhos concretos, solucionando problemas ou te ajudando em sua vida diária. Outros são bons em te dar inspiração, conversas informativas, ou explicando verdades espirituais. Se você lhes fizer uma pergunta que está fora da especialidade deles, eles buscarão esta informação e a trarão até você.


Não pense que por canalizar um Guia, estarás capacitado a fazer tudo. Os Guias te escolhem porque você está mais alinhado com a informação que eles querem trazer à Terra. De modo geral, tudo o que você tem desejado fazer, ou já está fazendo na sua vida, continuará a desenvolver-se com a ajuda de seu Guia.


Alguns Guias são chamados de “Seres de Luz” porque eles trabalham com a luz e utilizam a linguagem da luz.


Muitos Guias de níveis elevados são quase energia pura. Evoluíram seus espíritos e se tornaram um facho de luz. Alguns têm sido denominados Seres de Luz, porque eles trabalham com um espectro da luz e utilizam a linguagem da luz, transmitindo os impulsos do pensamento, diretamente para as almas daqueles com quem trabalham. Estes Seres de Luz são capazes de navegar na Quarta Dimensão, tanto quanto na Quinta ou em outras Dimensões mais elevadas.


São tantos os lugares de onde podem vir os Guias, que é melhor não se preocupar com isso, e assim não fazer nenhuma diferenciação entre eles, pois todos eles trabalham por para o seu bem maior. Almas de todos os níveis de mestria podem existir, em todas as Dimensões.


As entidades podem vir de distintas dimensões e se encontrar em níveis diferentes dentro de sua própria evolução. Grandes professores existem em todos os planos da realidade. É muito importante saber que seu Guia é bastante habilidoso e capaz, assim como estar comprometido a ajudar em seu crescimento espiritual.






Guias elevados são fonte de encaminhamento, claridade e direção.


Em geral, as pessoas perguntam: Como posso saber se o Guia que atraí é de nível elevado?


Pensamos que todos têm a habilidade de reconhecer um Guia que não é elevado. Quando conheces alguém, tens imediatamente a noção de quão sábias e amáveis elas são. Você sabe se sente bem ao lado dela, ou não. Com um Guia, você pode utilizar o mesmo julgamento que utiliza com as pessoas. Você tem a habilidade de reconhecer a sabedoria. A verdade se sente, como se você já soubesse.


Guias elevados vêm para iluminar teu caminho. Seu único desejo será seu bem total. Eles estão aqui para ajudar em coisas como: Se recordar de quem era, se livrar de seus medos, aprender a se amar e a amar á todos os demais. Eles vêm para aumentar sua alegria e para te ajudar em teu crescimento pessoal e em seu trabalho na Terra.


Guias elevados nem te assustam, nem tampouco elevam seu ego. Eles não elogiam, ainda que aplaudam seu progresso. Eles criam uma noção de percepção mais expandida em todos seus temas e te conferem uma maior visão interior. Eles te animam a usar sua própria sabedoria e discernimento, mais que seguir cegamente eles te dizem. Eles nunca vão te dizer que você deve fazer alguma coisa, ou em tentar determinar um resultado direto para sua vida pessoal.


Eles te ajudam e encorajam a desenvolver e utilizar sua própria força interior e sua sabedoria. Eles não te animarão a ceder seu próprio poder e força para eles. Os Guias elevados, em geral, são humildes e sabem que a verdade deles não é a única. Eles podem sugerir e te ajudar a tomar suas próprias decisões. Os Guias elevados podem te mostrar alguma coisa que não está funcionando na sua vida, mas farão isso de um modo que você se sinta com forças e capaz de resolver seus próprios problemas.


Os Guias elevados raramente prevêem acontecimentos futuros. Quando o fazem, é somente porque a informação é útil para seu crescimento, ou para o bem da Humanidade. Se você receber uma informação de outra pessoa através de seu Guia , e isso fez com que esta pessoa se sinta inferior ou mal consigo mesmo, então você não estava com seu Guia elevado. O seu Guia lhe deixará expandido e animado, dentro do que você é. Eles te ajudam e fortalecem, para que possas te ver de um modo expandido e novo.


Os Guias elevados têm o seu Propósito Maior como sua principal preocupação.


Os Guias elevados se expressam com precisão e dizem muito, com poucas palavras.


Eles ensinam a tolerância e animam a perdoar. Seus conselhos são práticos e seguem o bom senso. Qualquer passo que eles aconselhem, serão úteis e beneficiosos para a vida das pessoas. Os Guias elevados somente falam bem dos demais e das coisas, sempre positivamente, porque a natureza deles está sempre permeada por amor e bondade.


Você pode pedir ao seu Guia que te mostre as lições que você veio aprender aqui. Mas eles vão permitir que você siga na mesma situação, se é o que desejas. Se você está indo em direção a algo que te ensine uma lição, ainda que difícil, eles poderão te mostrar caminhos mais agradáveis para aprender a mesma coisa. Por outro lado, se persistes em teu caminho original, eles não te impedirão.

É sua a decisão de aprender através da dor e da luta, ou com graça e suavidade. Os Guias elevados não tirarão isso de você.





Reconhecendo Entidades menos evoluídas


Há alguma confusão sobre seguir ou não o conselho de um Guia em particular. Dependerá de saber usar sua habilidade natural para discernir e reconhecer a sabedoria, ou ausência dela.


Quando você recebe um conselho de seu Guia, ou do Guia de outra pessoa, você deve se perguntar:


Será correto seguir essa informação?
Essa informação me limita, ou me expande?
Ela é precisa?
Tem um valor prático para mim e posso utilizá-la imediatamente?
Está de acordo com a minha verdade interior?
Como me sinto diante dela, me incomoda ou não?
Que sinto diante desta informação? Raiva, medo, ou alegria, paz...
De que modo a entidade se expressa diante de mim? (Com agressividade ou com amor? Com autoridade, ou com suavidade? etc.)


Lembre-se da última vez que recebeu um conselho de algum amigo, ou de um Guia, e que não deu certo. Não é verdade que havia uma parte sua que não queria seguir este conselho?


Em geral, você sabe o que é melhor para você. Filtre a informação que recebeu, cuidadosamente. Utilize seu senso comum para decidir se você deve ou não utilizar essa informação. Não aceite, cegamente, informações sobre sua vida.

Os Guias elevados te ajudarão a obter maior confiança em sua própria verdade. Os conselhos canalizados só devem ser seguidos se os sentem como verdadeiros, e não somente porque foram canalizados. Faça somente as coisas que são boas e corretas para você. Aceite as mensagens que te pareçam verdadeiras, no fundo do seu SER.


Como reconhecer entidades que são espiritualmente menos desenvolvidas?


Algumas delas adoram, lhes encantam fazer previsões de natureza desastrosa e gostam de grandes emoções, tais como utilizar o medo que eles podem gerar nas pessoas.

As predições dessas entidades podem falsamente aumentar o ego das pessoas, ao afirmar que se tornarão ricas ou famosas, quando isso claramente não está determinado para o seu caminho. Saberás e sentirás sempre que estiver conectado a um Guia de baixa vibração.

Ficarás com medo, debilitado, deprimido ou preocupado com respeito a sua vida, depois de ouvir suas informações e conselhos.


As entidades menos evoluídas podem te levar a cometer uma ação, que em seu interior sabes não ser a mais elevada. Entidades menos evoluídas, em geral, atuam nas relações entre amigos, tentando gerar sentimentos vingativos. Ou podem sugerir que se protejam de medos e perigos, que você mesmo não está vendo. Algumas entidades, particularmente as menos evoluídas, pesam suas emoções intensas e tentarão trazer-las para fora.

Outras simplesmente gastam seu tempo te dando informações inconsequentes ou inadequadas. Entidades menos evoluídas falam com pretensão, de trivialidades, ou dizem coisas de um modo que aparenta ser profundo, mas que na realidade, não dizem nada de valor.


Os Guias menos evoluídos não têm nenhum compromisso de elevar sua energia. Não estão interessados em seu crescimento espiritual, e talvez nem sequer conheçam os caminhos que levam ao crescimento espiritual. Eles não têm consciência da corrente de evolução da Humanidade. Você reconhecerá isto, já que o conselho que te darão, poderá até parecer interessante, mas não terá nenhum valor prático para você.


Eles podem não ser más entidades, mas não vão compartilhar suas metas ou propósitos, nem tampouco entendem seu próprio destino e desse modo, não te podem guiar. Estas entidades não podem te afetar de forma alguma, ainda que você possa vivenciar algum desconforto , ou negatividade. Eles podem até ser muito bem intencionados, mas é provável que eles estejam no mesmo grau de evolução que você. Saberás se são menos evoluídos, ao notar sua falta de uma compreensão maior, e sua ausência de sabedoria.


Existe um nível de realidade, que possui uma freqüência, ou ritmo, fora de nossa realidade, conhecido como Plano Astral. É para onde vão muitas almas, entre uma e outra vida. Nos níveis inferiores do Plano Astral, existem muitas entidades que querem voltar para a Terra e eles podem querer viver a vida através de você. Em geral, eles não têm más intenções, somente ignorância. Os reconhecerão quando se aproximam mais, devido a que você poderá sentir seus medos emocionais, dores e incertezas. Você principalmente sentirá sua falta de paz.

A maioria das almas deste nível, não estão suficientemente evoluídas, a ponto de te ajudar e recomendamos que não canalize tais entidades. Elas representam uma seção cruzada da Humanidade e de todos os caminhos da vida. São entidades ligadas à Terra, e pode ser que nem saibam que estão mortas. Se notar que é assim, diga a eles para ir para a luz.



Os Guias falarão através de você, somente com a sua permissão.


Nós te recomendamos que nunca tragas estes seres dentro do seu corpo, nem que os canalize verbalmente. Seguramente, você os conhecerá e saberá que sua vibração e sentimentos não são elevados. Você se sentirá pesado, ou com resistência em relação a eles.


Eles não poderão te tomar inteiramente, porque a Terra tem uma vibração superior à deles, o que dificulta sua penetração em nosso plano. Você é o único que tem o controle dentro desta realidade. Sua curiosidade, sua vontade de lidar com eles, poderão mantê-los ao seu redor. Seja firme, e rompa a ligação. Se você perguntar se ele ou ela pertencem à Luz, eles não te dirão que sim, se não forem, de fato. Os Guias não irão te enganarão. Peça sempre por um Guia elevado e ele estará aí para você.


Um Guia elevado te ajudará a sentir compaixão por você e pelos demais.

Se entidades que não são elevadas desejam falar através de você, simplesmente diga que NÃO, com firmeza e claridade. Ao canalizar seu Guia, saberás como ele ou ela é. Será impossível para outro ser te enganar.

Um Guia elevado te fará vivenciar um estado generalizado de bem estar. Te sentirás elevado e feliz. Se você se sentir deprimido, triste ou com raiva, seguramente não estará na presença de um Guia elevado. Peça para que este se vá, e peça a presença de um Guia elevado.

Guias Pessoais


Todos nós possuímos um Guia pessoal que nos acompanha durante cada vida, normalmente chamado de ANJO DA GUARDA.

Algumas vezes, podemos ter vários Guias espirituais nos ajudando, particularmente se estamos em uma fase de transformação maior em nossa vida.

Em geral, esses Guias pessoais são menos evoluídos que os Guias elevados.


Eles são mais evoluídos do que nós, porque já viveram nesta Terra, e agora possuem uma percepção mais elevada da realidade. Podem ser pessoas que conhecemos nesta ou em outras vidas, e que já morreram, mas evoluíram para além desta base terrena de emoções negativas.

Eles estão aqui para ajudar-nos a escolher nosso destino, e para que tenhamos a oportunidade de revisar temas específicos. Eles trabalham ao nosso lado, mesmo que não sigamos nosso caminho mais elevado, ou mesmo que não tenhamos conhecimento de sua ajuda.

Parte do propósito destes Guias pessoais, consiste em nos ajudar a cumprir nosso Propósito Maior. Estes guias não são menos do que os Guias dos Planos elevados, mas a amplitude de suas consciências e de suas diferentes Dimensões, são algo mais estreitos que a dos Guias-Mestres dos Planos elevados.


Os Guias elevados trabalham com o seu Guia pessoal para ajudá-lo providenciando informações detalhadas e específicas sobre nossa vida pessoal. Os Guias pessoais atuam como um elo entre você e seu Guia elevado, em certas áreas. Uma vez que você tenha se conectado a um Guia elevado, a maior parte da consciência desta conexão com seu Guia pessoal se dará através de seu Guia elevado, e não diretamente de seu Guia pessoal.


Nota: Ao lidar com os Guias, as possibilidades parecem ser realmente infinitas e o que você vai vivenciar sobre os Guias, pode ser diferente de outras pessoas. Lhe encorajamos a honrar a sua experiência com os seus Guias. Deixe que eles te falem sobre temas como quem são eles e, não tente fazer com que eles se enquadrem dentro de uma ou outra categoria.

Outra coisa: as informações dos Mestres não constituem regras inflexíveis e sim, linhas direcionais. Use sempre o seu discernimento, mantendo-se todo o tempo consciente de como você se sente.





Como os Guias se comunicam com você


1- Como os Guias transmitem as mensagens.


Os guias entram em contato com sua alma e então, as informações fluem através de sua alma, até a sua consciência, onde são traduzidas, através de palavras e conceitos que você tiver disponíveis. Existem inúmeras maneiras pelas quais um Guia transmite informações para a sua alma.

O estado de transe e focalização ajudam a clarear as distorções produzidas pela personalidade, de modo a produzir um canal claro, para que os dados possam fluir através dele.


Para canalizar, você deve alcançar uma elevação em sua frequência vibratória enquanto estiver em estado de transe. Paralelamente, os Guias baixam as frequências deles, de modo a sintonizar-se com a nossa. Não é uma combinação exata das energias, mas sim, uma complementação. Os Mestres criam um campo eletromagnético na nossa Dimensão, que é similar a deles, em sua Dimensão. Então, alinhamos ambos campos de energia, para que a transmissão possa ocorrer. A habilidade dos Guias em combinar nossas frequências para uma transmissão mais acurada, é também importante.


Conforme você continua a canalizar, os Guias vão aprendendo como monitorar as transmissões, e também como controlar os campos eletromagnéticos. Você aprende como seguir de forma mais acurada, os campos energéticos de seu Guia, e assim se tornam mais experientes no processo de canalização. Os Guias também contribuem com uma aceleração imediata de energia, enquanto você estiver entrando em transe.


Para ajudar a compreender este tema extremamente complexo, imagine que existe somente um Universo. Pense nos Mestres ou Guias, não como existindo em um Universo separado do nosso, mas sim no mesmo, só que em uma frequência diferente. Eles não serão visíveis para nós, até que entremos em um estado alterado, ou até que possamos expandir nossa consciência e sejamos capazes de receber impulsos.


2- “Somos conscientes de todos e cada um que estão se elevando.”


Os Guias só podem chegar até nós, quando determinam as frequências que combinam com as nossas, e assim, se abrem as portas de entrada. Eles só podem nos ver e ouvir, quando ajustam suas frequências, de modo a fazer nosso Universo visível para eles. Quando você se eleva pedindo por um Guia, você muda a sua energia e se torna visível para os que habitam os Reinos elevados. Nosso desejo de elevarmos é muito visível ao universo deles, e os tornam conscientes de nós, sempre que elevamos nossa vibração.


Mesmo quando nos tornamos visíveis, eles não nos veem como nós vemos os demais. Eles nos percebem como padrões de energia que se movem, com cores e harmonia. Percebem nosso mundo como energias harmoniosas e como energia de vida. Quando pedimos a uma conexão com eles, imediatamente eles começam a estabelecer frequências que combinam em nossa Dimensão, para tornar isso possível.


Os Guias vêem a nossa realidade terrena como um mundo tridimensional. Quanto mais elevada é uma Dimensão, menores são as limitações e as obstruções. Quando você morre, aumenta a sua freqüência de tal forma que se torna invisível no plano terreno e visível para as outras realidades. Você é capaz de atravessar por paredes, ou qualquer coisa física. Não é a densidade das paredes que fazem com que elas sejam impenetráveis para você agora, mas sim a relação entre sua vibração e a delas. Ao aumentar sua vibração, coisas antes invisíveis para você, se tornam visíveis, e as obstruções, tais como as paredes, se tornam transparentes para você.


3- Canalização é uma habilidade que pode ser aprendida.


Sua cabeça está fisicamente composta do lado direito e do lado esquerdo. O direito trabalha com a intuição, sentimentos, comunicação não verbal, criatividade e inspiração. O lado esquerdo utiliza a memória, a lógica, as palavras e a linguagem. Ele funciona para sintetizar, organizar e classificar as experiências, de um modo racional. Na maior parte das vezes, os Guias transmitem para o lado direito do cérebro, que é mais receptivo e sensível ás impressões. Canalizar requer estabelecer o fluxo e a sincronização entre ambos os lados da cabeça. Isso é obtido em estados mais calmos, mais pacíficos e de transe, permitindo maior facilidade de recepção dos Reinos Elevados.


Canalizar requer o uso do lado direito e esquerdo do cérebro, simultaneamente. Parte do desafio de receber um Guia, reside em deixar ocorrer, aprender a receber o fluxo elevado de informações (função do lado direito) e, ao mesmo tempo, falar ou escrever (função do lado esquerdo). Utilizando os dois lados, se torna possível que as mensagens do Guia sejam transmitidas com precisão e facilidade.


Quando você está canalizando, se estão formando novos caminhos (através dos neurônios de seu cérebro), chamados sinápsis. As novas rotas são colocadas, desenvolvidas e utilizadas, gerando uma mudança em seu modo normal de pensar. Todas as vezes que você aprende uma nova habilidade, tal como escrever a máquina por exemplo, novas sinápsis são criadas - ou seja, novas mensagens neurônicas traçam novos caminhos, de seu cérebro, até os músculos de seus braços. Sempre que pedir por mais luz através da canalização, você vai pensar em caminhos mais elevados e mais focalizados, mesmo que não esteja canalizando.


Na canalização consciente, seu Guia imprime a mensagem em sua mente, através do que pode ser chamado telepatia cósmica. Esse é o modo de recepção que nós incentivamos, pois, podes manter o controle de seus músculos. Algumas pessoas conhecem por adiantado as mensagens, e são chamadas de clariscientes. Outras escutam a informação e são chamadas de clariaudientes. Outros podem ver a informação e são chamadas de clarividentes. Há aqueles que recebem a transmissão com tal riqueza de detalhes e impressões, que só têm que depois, combinar tudo isso com palavras.


4- Alguns Guias transmitem usando uma forma mais elevada de telepatia.


Na telepatia, as idéias gerais podem ser transmitidas mais rapidamente que certas imagens específicas, como nomes, datas, ou informações detalhadas. Desenvolver a habilidade de receber detalhes específicos, em geral requer longos períodos de perfeita sintonização com o seu Guia. Os Guias geralmente transmitem “Imagens-Luz”, ou seja, impulsos nos pensamentos dos canais, e um determinado nível de energia, que permita sua “tradução” em palavras exatas, que mais se aproximem, ou combinem, com a energia enviada pelos Guias. Muitas transmissões são melhores enviadas como imagens ou quadros, e então, devem ser decodificadas e passadas a palavras, utilizando o vocabulário e modo de falar do canal.


Alguns Guias falam através de metáforas e histórias, com exemplos ilustrados. Existem também aqueles que trabalham com a energia bloqueada. Outros usam cores, tamanho e formas. Alguns falam através da garganta do canal, ou utiliza suas mãos para gestos criativos. Outros falam sobre a energia e os chacras, e já outros sobre vidas passadas. Enquanto alguns ensinam sobre o propósito da alma, outros discutem sobre as verdades do universo. Há de tudo: Poetas, Filósofos, bem humorados ou sérios. Ocasionalmente, os guias desafiam às pessoas com uma série de perguntas diretas, para que encontrem as próprias respostas, ao invés de simplesmente lhes dar a informação.


Os Guias escolhem o Canal com vocabulário, ou com uma certa habilidade, que sintonize com os propósitos de seu trabalho juntos. Guias científicos, com muita probabilidade escolherão canais que também sejam cientistas. Os Guias relacionados á arte, devem escolher artistas, e assim por diante. Quando os Guias transmitem informações fora de seu vocabulário, buscarão palavras que estejam mais próximas de seu entendimento.


5- Os Guias utilizarão SUAS palavras e SEUS conceitos para se expressar.


Algumas vezes, quando você está conectado com um Guia, as palavras chegam instantaneamente a sua mente. Outras, você “sentirá” as frases se formando e então, você fala, sem prévio conhecimento do que vai dizer. Outros canais são capazes de ver uma tela, com imagens aparecendo, e então, falam sobre, ou interpretam as imagens. Os Guias vão utilizar com você, o método que mais lhes convenha (e a ti também), para que sua mensagem possa sair através de sua voz. Por exemplo, enviando energia através de suas mãos, com um simples toque. Em outras palavras, os Guias escolherão o modo mais fácil de fazer a mensagem deles chegar até você. Receberás a informação da maneira que pareça mais natural para você. E o método de transmissão poderá mudar, conforme esteja canalizando.


6- Você “funciona” como receptor e tradutor.


Como é você quem fala, pode ver seu papel como o de um tradutor. Pode ter uma “sensação” sobre a exatidão de sua transmissão, ou uma “sensação” do que dizer. E você tem a capacidade de saber a palavra correta, e saber que a outra não é. Para melhorar sua exatidão como tradutor, centralize sua atenção em como se sente. Se derrepente se sente incômodo, pare de canalizar e espere por outra direção de seu Guia. Com a respiração mais profunda, reduza o ritmo mental e preste atenção às palavras que chegam. Em geral, os Guias emitem certos avisos através de uma nota discordante, ou de um sentimento, caso você tenha escolhido uma palavra ou um conceito inadequado.


Se você se sentir “irritado” com a informação que te chegou, é um sinal de que perdeu a conexão com seu Guia. Algumas vezes também você se descobre falando, e nota que o impulso original de seu Guia, que estava por trás de suas palavras, já não existe. Se você se descobrir colocando as palavras, diminua o ritmo e fale bem devagar. Isso te propiciará tempo para encontrar o sentido certo das palavras, e que esteja de acordo com o fluxo de energia que está sendo enviado para você.


Despois de uma sessão de canalização, os Guias podem transmitir certas orientações, com respeito a como melhorar sua transmissão. Nestes casos, pode ser que penses ou sintas o que foi transmitido com mais compaixão, ou com um sentimento mais positivo. Sua preocupação vai refletir o intento dos Guias, no sentido de melhorar a transmissão.


7- Em geral, se requer certa prática para receber com claridade as mensagens de seu Guia.


Seu Guia deve familiarizar-se com teus sistemas de energia, além de realizar alguns ajustes sutis. Mesmo que algumas vezes as palavras e os conceitos pareçam ter saído de sua mente, eles serão elevados a uma maior vibração e serão falados de maneira distinta.


Talvez as mensagens mais difíceis de transmitir sejam aquelas mais evidentes, ou as que coincidem com suas perguntas. Às vezes, é difícil canalizar para os seres amados, ou os que conhece bem, devido ao fato de que uma parte sua já conhece a resposta e seu Guia lhe disse o mesmo. Você pensará que está vindo de você e não do seu Guia. Assim, se receber algo que coincide com o que você já sabe, nem por isso deve invalidar a resposta.


Nem todas as transmissões terão formas, palavras ou conceitos que se combinam. Sempre haverá algo nas traduções que se perde por caminho. Quando começamos a canalizar, os Guias observam as palavras, frases e conceitos que selecionamos para combinar com a transmissão. Eles observam nossa personalidade, crenças e conceitos estabelecidos e então, ajustam seus impulsos de acordo com isso. Eles monitoram nossa tradução, de forma bem próxima, e empregam uma sintonia mais fina em suas transmissões, de modo a que sua recepção seja um reflexo cada vez melhor da essência da mensagem enviada. Haverá ocasiões em que podem sentir que estão se recordando de uma experiência passada, enquanto canalizas. Pode ser que sintas estar utilizando sua memória, mais que canalizando a um Guia.


8- Qualquer coisa que você faça, no sentido de expandir a sua percepção, lhe ajudará a ser um canal melhor.


Sempre que você entrar em contacto com seu Guia, e seguir explorando tal espaço, aumentará as fontes que coloca à disposição de seu Guia. Ele vai usar os livros que você tem lido - ontem ou dez anos atrás, não importa - e vai sintetizá-los de uma nova maneira. Qualquer coisa que esteja em sua mente, será um instrumento potencial para o seu Guia.


Quando seu Guia estiver falando a outra pessoa, pode dizer a sua mente: “Se lembra quando tinha lido tal livro, em tal parágrafo, havia tal conceito...” E isso pode ser precisamente o que a outra pessoa para quem você está canalizando, necessita saber naquele instante. Seu Guia pode ir através da sua mente, e selecionar algo dentro de uma memória que seja apropriado você dizer naquele momento.


Seu Guia lhe traduzirá sua sabedoria pessoal, para um trabalho geral. Ele ou ela lhe mostrará as lições universais que você está aprendendo, através de suas experiências. Ele lhe ajudará a ver sua própria vida, de uma forma mais elevada, mais espiritual. Seu Guia poderá usar essas Verdades Universais, também para os demais.


9- Os Guias nos incentivam a conectar-nos com a sabedoria de nossa própria alma.


Antes de usar a voz, nos conectamos primeiro aos pensamentos. Quando canalizamos, os Guias são a corrente debaixo dos pensamentos: a parte que seleciona os pensamentos e leva a mente a falar sobre certas coisas, de um modo particular. Os Mestres eliminam certas áreas de nossa mente, e assim impulsam o conhecimento de nossa própria alma. Eles trazem diretamente de nossa mente as palavras necessárias para ser expressadas. Quanto mais rica é a nossa mente de conhecimentos e experiências, mais palavras terão para expressar seus impulsos-pensamentos de luz.


A princípio, seu Guia virá através de sua personalidade e de sua voz, e assim vai se parecer muito com você mesmo. Lembre-se que estamos acostumados a pensar que somos nossa voz, e por isso, devemos associar o que escutamos de nosso Guia, a nós mesmos falando. É sempre mais fácil acreditar que é seu Guia quem fala através de você - até mesmo quando parece que não é assim. Talvez haja um acento distinto, ou a voz seja mais rouca, ou mais fina, ou apresente um compasso, ou um tom distinto do que utilizamos normalmente.


A linguagem é muito importante e a precisão sempre se torna uma questão de tamanho do quadro que você compreende. Os Guias teriam que escrever verdadeiros compêndios para explicar as bases, para que nós pudéssemos compreender muitos de seus conceitos. Para abreviar a mensagem, digamos que parte dessa precisão é perdida, e por essa razão pode haver uma margem para mal entendidos. Os Guias caminham por uma linha muito fina. Simplificam suas mensagens para que sejam compreendidas por nós e, ao mesmo tempo, preservam a profundidade, a claridade, a sabedoria e a verdade, como elas existem em seu nível.


Em geral, eles restringem suas mensagens usando exemplos, metáforas e comparações. Sempre existe a possibilidade de simplificar demais. Exceções ou exemplos especiais nem sempre são incluídos. Às vezes, terão que criar palavras para explicar o que querem dizer e quase sempre, tais palavras não existem em seu vocabulário. Conforme evoluímos mais, nossa compreensão também aumenta e então, eles podem encurtar as mensagens mais complexas, ou torná-las mensagens de conteúdo maior.


Eles sempre nos darão conselhos que podemos usar e compreender no presente. Há, no entanto, o perigo de que cheguemos a uma conclusão errada, devido a que poucas vezes vemos o quadro todo. A informação que recebemos durante certo estágio de nosso crescimento, deverá ser expandida, clarificada e até modificada enquanto evoluímos mais. Por isso é tão importante gravar as canalizações e ouvi-las mais tarde, quando estivermos com a consciência expandida.


Nessas ocasiões, poderá encontrar uma grande sabedoria na mensagem de seu Guia, muito mais do que você poderia suspeitar. A mensagem poder ser muito mais profunda e cheia de elementos que antes você não havia percebido. O que mudou? Simplesmente tudo. Sua visão, percepção e interpretação da mensagem se expandiu muito. Quase ao ponto de te revelar um novo VOCÊ.




Preparando-se para Canalizar


1. Atraindo um Guia Elevado.


O primeiro encontro com o seu guia é um momento muito especial e é bom se preparar para esse acontecimento, como sendo algo muito especial. Esta é uma experiência única, diferente para cada pessoa. Mesmo para aqueles que já estão recebendo indícios da presença de um Guia, no momento em que ocorre a sintonia, quando os ajustes finais estão sendo feitos, antes da primeira conexão, esta já foi energizada antecipadamente.


A primeira entrada de um Guia em sua vida, pode acontecer de muitas formas. Pode ser que aconteça sob a supervisão ou direção de outro Guia elevado, fazendo contato você mesmo com o seu Guia, ou simplesmente pedindo por esse contato.


Outra forma de começar é pedir a um amigo que esteja ao seu lado, para que possa fazer perguntas, manter a focalização, acreditar em você, escutar e ajudar. Algumas pessoas acham mais fácil canalizar quando alguém precisa assistência, ou uma resposta a um problema, porque o desejo de ajudar os estimula a deixar atrás a hesitação sobre como falar ou estabelecer contato.


De qualquer forma, cedo ou tarde, você gostará de canalizar na presença de alguém, pelas perguntas que esta pessoa fará ao seu Guia, ou pelas informações adicionais sobre o nível e complexidade das informações apresentadas por ele. Se ambos, você e seu amigo compreenderem as informações do seu Guia, poderão avaliar como você está traduzindo as mensagens e assim, ajustar suas transmissões. O teu Guia pode decidir se as mensagens podem ser simplificadas, ou mais complexas e também se você precisa de informações adicionais.


2. O que esperar da primeira vez.


O contato de um Guia elevado é quase sempre suave, exceto quando, em raros casos, a vibração do seu Guia é dramaticamente diferente da sua. No geral, os Guias se aproximam e entram na sua aura de um modo tão suave, que você pode até duvidar de sua presença. Você pode até pensar: “Será que isso é coisa da minha imaginação?” Não tenha medo, nem fique preocupado, pois a maioria dos Guias costuma entrar suavemente, e quase sempre, seu transe é leve e sua consciência está sempre presente.


Há pessoas que começam a canalizar facilmente. Com um bom alinhamento dos caminhos energéticos entre você e seu Guia, é possível entrar em transe sem aquele longo período de transição, ou desconforto físico. Alguns precisam de mais tempo para entrar em transe já que precisam de mais tempo para acalmar a mente, focalizar-se nas suas energias e alinhar-se com o seu Guia. Outros poucos passam por agitações físicas, mas isso não é freqüente.


Tais sensações podem ser eliminadas quando você se abre e aprende a estar em um maior fluxo de energia. A sensação mais freqüente é de estremecimento e calor. Essas são sensações que podem estar presentes no momento de entrada do seu Guia, mas desaparecem, conforme você continua a canalizar. Se você perceber algum desconforto, peça ajuda a seu Guia para abrir-se mais a sua energia.


Conforme você segue canalizando o seu Guia, com o tempo você será capaz de diferenciar a presença vibratória do teu guia, da sua própria vibração. Os guias possuem uma vibração além da escala normal de percepção, e pode demorar um pouco para perceber a diferença entre a vibração do seu Guia e a sua própria. Você poderá perceber mudanças sutis no seu corpo, na sua postura ou respiração. Você poderá observar uma mudança sutil no ritmo, velocidade ou tom da sua voz, enquanto canaliza. Alguns podem ter essas diferenças e outros não.


O seu guia vai reforçar essa conexão, ao comprovar que você possui a habilidade de se conectar com a energia dele. Pode ser que você se encontre recebendo sugestões de como aumentar a força da sua conexão. Sempre que canalizar, haverá uma ligação mais forte e profunda com o seu Guia. Para aumentar a sua percepção de seu Guia, você pode imaginar que se deixa envolver por um ser poderoso e cheio de amor, que te aceita totalmente, te protegendo e te cuidando. Continua pensando que o seu guia está aí, e eventualmente você será capaz de senti-lo, mais do que vê-lo através da imaginação.


A presença do seu Guia poderá ser sentida, sem que aconteça de uma forma definida. Alguns verão cores e luzes e outros poderão sentir como se estivessem flutuando no espaço. O mundo dos Guias é tão cheio de luz, que algumas vezes, quando as pessoas entram nele, sentem que estão cegas. É como sair de um quarto escuro, para um sol radiante. Os olhos terão que se acostumar, antes que você possa ver com claridade.

Quando o primeiro acesso aos Reinos Elevados for alcançado, é normal que você esteja tão envolvido em todas essas sensações, que sinta que é incapaz de trazer mensagens ou conselhos concretos. Ao perceber um mundo de vibração elevada, pode ser necessário certo tempo, até que você possa navegar neste mundo com naturalidade.


3. Aproximar-se do seu Guia requer habilidade de focalização e de concentração.


Se a mente se dispersa, você perderá a conexão. Até que a sua mente possa, com facilidade, segurar o nível necessário de focalização, você terá que depender da sua determinação para manter uma conexão firme e sólida, além de manter a atenção na mensagem que o seu Guia está enviando. Você terá que deixar ir embora os pensamentos intrusos que apareçam. Podemos descrever esse processo como um estado de intensa escuta interior.


Quando você adquirir mais habilidade, será capaz de vivenciar ao mesmo tempo os seus pensamentos e as mensagens do seu Guia, mas no começo a informação pode parecer confusa. Você pode sentir que está “na ponta da língua”, mas não sai. Nesse caso, siga em frente com a próxima idéia que lhe venha à mente e você descobrirá que a idéia inicial é esclarecida, enquanto fala sobre outras coisas.


Quando chegam as primeiras palavras até você, fale antes que as seguintes fluam. Pode que você ache isso arriscado, já que quando você fala normalmente, você sabe de antemão o que irá dizer. Por isso quando canalizar pela primeira vez, pode acontecer que se sinta ridículo, ou pense que está trazendo informações sem nexo. Não desista. Siga em frente, confie e brinque como uma criança.

Abra-se à experiência. Se a transmissão chega até você muito rápida ou devagar, peça ao seu Guia que ajuste o passo. Pode ser que alguma vez, se sinta inundado de informações e te resultará muito difícil expressar todas. Se você estiver vendo partes, ou peças do que lhe parece um detalhe não contado, escolha uma área que mais lhe interesse, e comece desde aí.


No começo, nem sempre é obvio, pela informação recebida, que o Guia pertence a esferas elevadas. Para ter certeza, você tem que saber que na presença de um Guia elevado, sempre haverá uma sensação de elevação, boa, positiva e agradável. Os Guias costumam estimular certas partes do nosso cérebro e no começo, eles não têm muita habilidade para trabalhar com você. A conexão requer um pouco de tempo para se formar. Por isso, suas primeiras palavras podem não refletir com precisão as impressões enviadas pelo seu Guia. Por isso, nessa fase de “aproximação”, como qualquer outra aprendizagem, muitas dúvidas podem surgir. Mas você deve saber que isso é normal.


4. A canalização é acompanhada de uma percepção elevada e sentimentos de bem-estar.


Existe um período inicial de experimentação, que podemos definir como “tentativas e erros”. Nessa fase, o Guia vai explorar como transmitir, através de você, com maior claridade. Há muitas formas de passar as suas mensagens para a nossa consciência, e eles escolhem o caminho de menor resistência. Quanto mais confortável você estiver, mais bem sucedido será o teu Guia, ao imprimir a sua mensagem. Se a informação e o seu significado estão longe de você, pode ser que o seu Guia não esteja se comunicando pelo caminho mais direto. Você e o seu Guia podem alcançar uma grande semelhança de pensamentos e idéias. Muitas vezes você sentirá que está agindo em unidade com o seu Guia. Conforme você atinge essa sintonia e harmonia com o seu Guia, mais fino se tornará o véu entre as suas dimensões. Então, você se surpreenderá sendo capaz de ver e compreender muitas coisas novas.


5. As pessoas podem canalizar com muito mais facilidade do que esperam.


A maior parte dos canalizadores comenta: “é mais fácil do que eu pensei”. Por isso, permita que seja fácil. Seu maior desafio será deixar-se levar por esse fluxo, sem interrompê-lo, para se perguntar se realmente você está canalizando, ou se somente está inventado tudo. A sabedoria das informações que chegam, lhe deixarão surpreso. Enquanto fala, você estará coberto pela presença de uma vibração mais elevada. Não procure mensagens obscuras, vagas ou críticas, já que você não está procurando informações enterradas.


Mesmo pensando que a informação obtida é bastante obvia, você deve dizê-la, porque algumas vezes, é o melhor a ser dito. Enquanto estiver no espaço de um Ser de Luz, a verdade sempre será obvia e muito simples. Fique ciente de que quando começar a canalizar, nem sempre você conseguirá transmitir uma mensagem verbalmente. Seu Guia pode estar trabalhando com você em um nível de energia expandido, abrindo e preparando você para a próxima etapa do seu desenvolvimento. Inclusive pode ser que você receba instruções desde o seu interior, ou através de um quadro mental.


Em algum momento depois que começou a canalizar, faça a seguinte experiência, antes de chamar o seu Guia: faça uma pergunta e grave a resposta que chegar até a sua mente. Então, chame o seu Guia e faça a mesma pergunta. Quase sempre você terá uma resposta diferente, com mais amor e mais expandida, com uma nova visão do tema. Mesmo que o seu Guia ofereça a mesma resposta, você irá notar alguma diferença na versão dele.


É particularmente importante no começo, gravar tudo o que você disser. Há muitas razões para fazê-lo. Vai lhe ajudar a compreender os estágios do seu progresso. Lhe capacitará a voltar atrás e reconhecer a sabedoria do que você trouxe. Também, ao gravar suas palavras, elas se tornam parte da sua realidade. Vão ajudar você a alcançar uma maior sabedoria no plano físico. Sempre que gravar as suas palavras ou escrever, um passo maior será dado para que se manifestem.


6. Seu Guia está sempre presente quando você chama.


As pessoas costumam perguntar “Por que o meu guia está sempre presente quando o chamo?” Os Guias existem em um mundo além do tempo e espaço. E quando se comprometem a trabalhar com você, já estão conscientes de como irá se desenvolver o trabalho dos dois juntos.


Se você mudar de idéia, então o quadro também muda. Mas, a todo momento, eles têm um quadro completo e saberão tudo sobre o trabalho com você, no momento que desejar. Eles não sentem o tempo entre as sessões de trabalhos como você. Na percepção dos Guias, não há começo nem fim, somente um fio contínuo, que consiste em “nosso tempo juntos”. Quando você entra em transe, uma parte do seu Guia entra novamente no seu universo. Aquela parte do seu Guia não conhece o tempo linear e está consciente da última vez que estiveram juntos. Os Guias têm uma consciência muito mais vasta que a nossa e podem lidar com muitas coisas ao mesmo tempo. A conexão do seu Guia com você, utiliza apenas uma pequena parte da sua consciência total. Parte do seu compromisso conosco, reside em manter um canal firme e claro, todas as vezes que você o invocar.


7. Sua alma, ou um Guia?


As pessoas geralmente procuram explicações sobre o processo de canalização, quando começam a canalizar. Se perguntam se chegam a uma parte delas mesmas, ou se a sabedoria que recebem vem de um Guia. Algumas pessoas quando canalizam, vivenciam os seus Guias como entidades separadas. Outras, sentem que se conectam com o seu Eu Maior, ou com sua alma. Examinemos estas percepções.


Talvez você comece a imaginar o que se sente ao canalizar a sua alma, ao invés de um Guia elevado. Muitos de vocês não têm conhecimento de como é sentir a sua alma, e por isso é difícil saber a diferença entre os pensamentos da sua alma e os impulsos-pensamentos de um Guia. Vamos conceituar a sua alma, como a parte mais importante de você mesmo, que existe fora de esta dimensão, que continua vivendo mesmo depois que você morre, e que se lembra de todas as suas vidas anteriores. Aquela parte que escolhe a sua próxima vida, as oportunidades de crescimento que você irá ter, e assim por diante.


Se você não tiver consciência dessas diferenças sutis, será difícil determinar, no plano da experiência, se você está canalizando a um Guia, ou trazendo - através da luz da tua alma - a voz da tua própria alma. Mas não se preocupe por isso. O tempo e a prática trarão a segurança de poder discernir entre ambas.


8. Toda canalização é feita através da sua alma.


Antes que os Guias possam falar através de você, eles têm que obter a anuência da sua alma. Eles irradiam primeiro para a alma e então, ela envia a mensagem para a mente. Estando ou não consciente desse processo, saiba que é assim que funciona. De qualquer modo, a comunicação contém a impressão da sua alma. E porque as mensagens vêm através dela, haverá uma sensação de que a mensagem lhe é familiar.


Se você procurar uma prova de que efetivamente está canalizando a um Guia, e não o seu Eu Maior, pode ser que você não a encontre. O que pode representar uma prova, é diferente para cada pessoa. Você pode sentir que trouxe uma informação que não veio de você. Ou, surpreendentemente, tornar-se mais preciso em suas visões e predições. Essa pode ser uma prova para você e não para demais.


Com certeza você chegará a suas próprias conclusões, por você mesmo. Alguns dirão que é o Eu Maior, ou a sua alma, que está falando. Outros poderão sentir com segurança que é um Guia elevado. Se você já tiver o nome do seu Guia, e sentir que é um Guia o que fala através de você, confie nisso.


Talvez haja a sensação que é a sua alma e não um Guia. Algumas vezes pode ser que seja a tua alma que está falando. É certo que você canalize o seu Eu Superior, já que você é um ser muito sábio e lindo. A sabedoria da sua alma é muito maior do que você pode imaginar, ou que você se permite conhecer. A sabedoria dos níveis mais elevados da sua alma pode ser tão profunda, como a de um Guia.


Conhecendo o seu Guia


Algumas pessoas obtêm de imediato o nome do seu Guia. Outras podem receber sons ou letras, que mais tarde formarão um nome. Outras ainda, colocam tanto interesse em obter o nome “correto”, que acabam confundidas.

Somente mais tarde, quando se relaxam, é quando conseguem. Os guias não estão preocupados com “nomes corretos” e não lhe dão tanta importância, como nós o fazemos. Muitos acreditam que o nome mudou, ou que se alterou um pouco nos dias seguintes a canalização, até que tenham um nome que lhes pareça bom e que se adapte.


Os Guias costumam dizer que saber o seu nome através do seu próprio Guia e não do Guia de outra pessoa, fortalece a sua ligação com ele. Não fique limitado à idéia de que é importante receber o nome na primeira vez. Lembre-se que no seu reino, eles se conhecem pelo padrão energético de cada um e por isso, têm que procurar um nome que melhor se adapte a sua energia - que inclusive podem ser nomes que levaram em outras vidas.


Tem pessoas que pensam que conseguindo a primeira letra ou som do nome, poderão trabalhar somente com isso, até que encontrem a combinação correta entre som e letras. Outras vezes, quando estão lendo algo, encontram um nome e “sabem” com segurança, que esse é o nome do seu Guia. Algumas pessoas tiveram muitos nomes e muitos Guias e são conhecidos como canais múltiplos. De qualquer forma, o nome do seu Guia sempre terá um significado muito especial para você.


Induções ao Transe


Depois que você canalizou o seu Guia verbalmente pela primeira vez, estas curtas induções ao transe lhe ajudarão a trazer o seu Guia novamente.

Cada uma delas pode ser utilizada em diferentes ocasiões, para proporcionar-lhe a desejada conexão com o seu Guia.


As três primeiras lhe ajudarão a alinhar seus corpos de energia e conseguir uma postura melhor ao transe e a posição ideal para a ligação com o seu Guia.

Nas restantes, encontrarás instruções de como permanecer em transe, seguidas de exercícios para serem feitos com o seu Guia.




Canalizando para outras pessoas


Depois que você estiver canalizando verbalmente, é provável que queira fazê-lo para outras pessoas. Encontre aqueles amigos que o apóiam e que são abertos a tais assuntos e que desejem que você canalize para eles, ou têm curiosidade de conhecer ao seu Guia.


Enquanto você está desenvolvendo a sua habilidade de canalizar, não é conveniente que canalizes para pessoas, a quem você tenha que convencer sobre a veracidade da canalização. Ou para aqueles que colocam em dúvida a sua habilidade.


Você pode fazer a canalização para uma pessoa que esteja, ou não, fisicamente presente. Assim que traga o seu Guia, e... boa canalização!


Canalizando para si mesmo - Uma viagem ao futuro


Esta é uma viagem dirigida pelo Mestre Orin, para trazer o seu Guia e dar a você, uma leitura de seu futuro. Primeiro, você trará o seu Guia, que vai viajar com você ao futuro, para trazer de lá, a direção para o seu amanhã.


Se você não conseguir receber as respostas às suas perguntas de ordem pessoal, continue praticando. Suas emoções, pensamentos, ou idéias pré-concebidas sobre uma determinada situação, podem ser muito fortes, podendo dificultar ao seu Guia, atravessar entre emoções tão intensas.


Também pode ocorrer que as respostas que chegam até você, coincidam com o seu próprio pensamento acerca do assunto. Isso fará surgir em você a dúvida, de que isso provenha de seu Guia, ou de sua mente. Algumas pessoas consideram difícil canalizar para si mesmas, mais do que para outras pessoas. Ou, ao contrário... De qualquer forma, essa é uma experiência individual. Seja paciente e experimente!


Ah... e parabéns pela abertura de seu canal!


Perguntas para o seu Guia


Depois de trazer o seu Guia, faça as perguntas e grave as respostas que você está canalizando. Haverá um espaço depois de cada pergunta, para lhe permitir um tempo,
para que você possa gravar suas respostas.


Se as perguntas de natureza universal forem difíceis de responder, responda aquelas sobre a sua vida pessoal, que também estão incluídas. Você também poderá incluir outras perguntas que queira fazer ao seu Guia.








Perguntas para fazer ao seu Guia
De natureza universal


1. É possível viver com real alegria? Como as pessoas podem distinguir entre alegria verdadeira e a ilusão da alegria? Existe uma diferença entre a alegria do Eu Maior e a alegria da personalidade? É possível sentir ambas?


2. O Eu Maior é diferente do ego que as pessoas conhecem? Como chegar a ser seu Eu Maior? É igual para todas as pessoas? Como se sente a pessoa com seu Eu Maior?


3. Qual a função da vontade? Ela pode ser dirigida sem forçar? Como se pode ser guiado por ela, a fim de obter o que se deseja? Como pode sua vontade lhe servir? Que se pode fazer para criar o que desejamos?


4. Como as pessoas podem trazer mais luz para suas vidas?


5. Todas as pessoas têm um propósito de vida? Quais são algumas das razões pelas quais escolhemos nascer? Que tipo de coisas as pessoas costumam trabalhar durante suas vidas na Terra?


6. Existe realmente um universo amigo e abundante?


7. É possível ser afetado pelas emoções e pensamentos de outras pessoas? Como reconhecer que estamos sendo afetados e que podemos fazer a respeito?


8. Todo relacionamento tem um propósito? O que vemos no outro é um reflexo do que estamos trabalhando em nós mesmos? É verdade que devemos SER a mudança que queremos ver nos demais? Como funciona isso?


9. O futuro é pré-ordenado? O que as pessoas ganham com o Livre Arbítrio? Como podemos criar a realidade ou o futuro que desejamos?


10. A Terra é um ser consciente? Está consciente da força da vida? O que ela deseja agora mesmo? Ela está mandando alguma mensagem?


11. Como indivíduo, que posso fazer para contribuir à Paz no mundo? Que podemos fazer para conservar a natureza?


12. Qual o propósito da canalização? Para que ela me servirá e aos demais?


Perguntas de ordem pessoal


Algumas pessoas acham que essas são questões mais fáceis de serem respondidas d que as de natureza universal. Faça várias dessas perguntas, ao seu Guia. Se você não tiver nenhuma resposta e não está canalizando para um amigo, descreva (gravando) o que você está sentindo, incluindo pensamentos, sensações físicas, etc.

É importante que você comece a verbalizar, mesmo que pense que é você quem está falando, e não o seu Guia. Saiba que isso só ocorre ao princípio, quando você começa a canalizar. Quando a conexão verbal com o seu Guia se fortalecer, volte às perguntas de caráter universal.


Perguntas gerais


1. Qual o seu Propósito Maior nessa vida?


2. Que lições deve aprender agora mesmo?


3. Como criar mais abundância em sua vida?


4. O que você está aprendendo com seu relacionamento com...?


5. Qual é seu Caminho Maior nesse momento?


6. Como expressar melhor a sua criatividade?


7. Como conseguir Paz interior? Como é ter Paz interior?


8. Que propósito tem o seu trabalho junto a seu Guia agora mesmo?





Canalizando verbalmente o seu Guia


É agora! O momento de canalizar seu Guia chegou finalmente. Não se esqueça: você não está sozinho nesse esforço.De fato, uma das razões pelas quais é fácil canalizar, mais do que você espera, é que você pode contar com a ajuda de seu Guia. Nós sugerimos que você não fique em transe por mais de 30 ou 40 minutos. Não há perigo algum, mas pode ser muito cansativo para você.


Se em algum momento, você sentir que a ligação se está debilitando, ou se sentir mais fraco ou cansado fisicamente, saia completamente do transe. Espere como mínimo uma hora, para entrar em transe novamente.


Neste exercício, serão ensinadas posturas de transe que melhor se adequem a você e à recepção de seu Guia. Depois, você será guiado para a sua primeira conexão verbal com ele. Tenha um gravador à mão ou um amigo para anotar as respostas do seu Guia.


Depois de haver trazido seu Guia, você poderá passar para o seguinte exercício. Não antes. Permaneça consciente durante todo o tempo em que estiver canalizando. Se você sentir que está se ausentando, ou com sono, use a sua vontade para trazê-lo mais e mais desperto e alerta.


Se depois de completado o exercício, você não conseguiu canalizar verbalmente o seu Guia, permaneça o tempo que seja necessário, sem avançar ao próximo. Concentração, paciência e persistência, são necessárias para desenvolver a habilidade de elevar-se até a chave vibratória correta.


Peça sempre ao seu Guia para lhe ajudar nessa ligação e arranje sempre um tempo satisfatório para que seu Guia lhe encontre. Se depois de algumas tentativas você ainda não tiver conseguido fazer a ligação, pode tentar outros métodos, como:


Chamando o seu Guia e permitir que as idéias fluam através de sua mente, direto para as suas mãos, usando um computador, máquina de escrever ou caneta e papel.


Em várias ocasiões, algumas pessoas acharam mais fácil utilizar esse modo para canalizar da primeira vez.


Se você se sentir volumoso ao sair do transe, é porque ainda não saiu dele totalmente. Instrua-se mentalmente para romper a ligação, talvez espreguiçando-se ou movendo suavemente a cabeça e o pescoço.


Concentração, Foco e Postura para o transe


Após as boas-vindas dos instrutores, será ensinado como manter o foco e a concentração corretamente. Esses dois elementos formam parte do estado de transe para a Canalização. A mente é, naturalmente, rápida e ativa. Para canalizar, sua mente necessita desenvolver certo grau de habilidade para dirigir a velocidade e a atividade, de modo a concentrar-se no fluxo de informações que chegam do seu Guia.


Se você puder segurar o foco conforme as instruções contidas no áudio, estará pronto para passar para o seguinte exercício. Se não, continue trabalhando com esse lado, até que você consiga estar bem focalizado e concentrado.


O exercício para Postura para o transe ajudará você a começar a ajustar sua postura, para melhor receber ao seu Guia. Talvez você queira sentar-se em uma cadeira confortável, com a coluna reta. Ou, talvez prefira uma almofada no chão, em postura de meditação. Seguramente você encontrará a sua posição. Aquela em que estará mais cômodo.


Fonte: www.anjodeluz.net/
http://despertardegaia.blogspot.com/
...



Seja um de nossos seguidores! Ao reproduzir esse artigo, por gentileza cite as fontes incluídas, compartilhe também nossos posts no facebook, obrigado.
by Angelux