Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

ACOMPANHADO OU SÓ: FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!!

Dia 12 de Junho, é um dia especial para estar à dois, de estar junto, de sentir junto, de trocar, somar, dividir, compartilhar...
Um dia lindo, que poderia perdurar no espírito e transcender na chama que uniu o casal ao primeiro olhar, o primeiro beijo, a primeira transa....
Perfeito, não?

Mas dia 12 também, é um dia para muitos relembrarem com saudades tempos felizes de uma vida à dois que acabou, terminou e quem sabe, quantas marcas deixou!
Dia 12, dia de tantos solitários, desencontrados, separados, abandonados...
Um dia triste para os solitários. Certo? Errado!
Dia também de abandonar toda a dor, toda a resistência e todo sofrimento e se propor de verdade a se “abrir para o amor”...

Você está só, sem uma companhia?
Simplesmente confie nos processos da vida e perceba que este estado não é a falta de alguém, e sim de uma escolha, consciente ou não!
Apenas um momento, em que podemos acessar “coisas boas” a partir desta solidão.

Liberte-se do pensamento do passado e do futuro como uma necessidade psicológica.
Nossa mente “mente”, quando diz que precisamos ter alguém para nos sentirmos felizes.
A condição de satisfação ou plenitude quando projetada em um ponto imaginário é ilusória e de curta duração.
Acesse o momento presente e sentirá que a alegria do ser não depende de nada que esteja fora de nós.
Afinal, o que significa amar?
Amar é sentir profundamente a Presença de Vida dentro de nós, ao nosso redor e a tudo que nos cerca.

Antes de sair perseguindo a companhia ideal, enlace esse momento no abraço e crie espaço dentro de você para o relacionamento que você quer e merece. Afinal, você se sente merecedor, ou não?
E enquanto o “outro” não vem, aproveite a sua própria companhia, ame suas experiências atuais, incorpore o que aprendeu com os outros relacionamentos e
rearrume sua forma de pensar e amar....
É assim que nos abrimos para atrair um parceiro na mesma sintonia e viver um amor que realmente “valha à pena”....

por SGiudice