Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

AS ENERGIAS DE OUTUBRO DE 2.013:






Mais um dia e estamos começando outro mês, aproximando-nos mais

do final deste ano e com alguns novos e poderosos convites para nos

tornarmos mais alinhados ao nosso poder, propósito e potencial. Tem

sido uma jornada interessante até aqui, e ela ficará mais

interessante ainda.



Começamos Outubro com Mercúrio retrógrado, assim não

deixem de checar as suas comunicações e fazer uma revisão

em seu computador.



Os próximos meses irão nos incitar mais ainda a nos expandirmos

e nos impulsionarmos para a cura, até que tudo tenha sido

concluído. Temos uma escolha, mas o momento da escolha é agora,

sem que fiquemos mais em cima do muro.



À medida que avançamos em Outubro, surge uma nova questão

para nós:

“Será que estamos envolvidos ou evoluídos?”



E onde estamos fazendo isto com nós mesmos ou na vida de outros e em

seu caminho, tentando curá-los?



É uma grande questão para nós, pois vemos onde estamos nos

limitando e o nosso movimento, tentando ajudar outros. Podemos

ajudá-los, mas devemos estar atentos ao equilíbrio que é

necessário aqui.



Outro mês se passou neste ano, o que tem sido uma fonte de muitas

oportunidades para a cura, limpeza e liberação. Setembro foi um

mês do qual não iremos nos esquecer rapidamente, e agora estamos

entrando em um mês que começa com Mercúrio em movimento

retrógrado e mais atividade que nos levará aos próximos

eclipses e à quadratura Urano/Plutão de Novembro.



Vocês podem estar perguntando: “Será que isto irá

acabar?” e a resposta é sim e não. Os ciclos terminam de

certa forma, porque quando eles fecham, tornam-se portais de abertura para

o próximo ciclo. É por isto que olhar para o final é

contraproducente; precisamos estar vendo como o final cria o novo

começo.



Em minhas Previsões para 2013, eu escrevi sobre a necessidade de

deixarmos de lado os paradigmas do curador martirizado. Eu também

escrevi sobre isto em “Ascendendo aos Milagres”, em 2011,

e estive escrevendo sobre isto em vários artigos desde 2009.



Este tempo chegou, apesar das respostas irritadas, baseadas no medo, a uma

recente mensagem no Facebook que escrevi, sobre o tema de acabarmos com os

contratos de alma e nos libertarmos da necessidade de curarmos outros;

estas são as indicações de como as pessoas se sentem.



Há ainda uma grande quantidade de ego envolvido em sermos a

força de cura nas vidas dos outros. No entanto, o seu momento chegou

e iremos obter mais oportunidades de liberarmos isto, a partir de 1º

de Outubro e seguindo até o final do ano.



Em Outubro, teremos diferentes caminhos disponíveis para nós,

dependendo do que escolhermos como o nosso próximo passo. Podemos

explorar vários caminhos se estivermos ainda indecisos sobre o que

é importante para nós e o que realmente queremos.



É hora de deixarmos ir os velhos paradigmas e modos de ser?

Será que confiamos em nós mesmos, nos outros e no Universo com o

processo?

Será que tudo irá desmoronar e como será isto?

Como será se tudo não desmoronar?



Acho que estamos todos frustrados, porque não conhecemos as respostas

a estas importantes questões e estamos de pé sobre a areia

movediça, enquanto os velhos paradigmas da 3D estão sendo

desintegrados, tentando manter um equilíbrio, enquanto tentamos

também decidir onde será o próximo lugar seguro para

ficarmos.



Isto é porque os vários caminhos e oportunidades de Outubro

serão ou uma fonte de alegria, ou um verdadeiro desafio (o que é

também uma bênção). Eles serão uma fonte de

alegria se usarmos estas diferentes opções para fazermos as

nossas escolhas a partir de uma perspectiva capacitada e automática.

Mas eles serão um desafio se tentarmos nos agarrar a tudo o que

considerarmos como permanente, ou deixarmos de fazer as mudanças.



Uma boa maneira de vermos onde isto está acontecendo para vocês

é observar aquilo a que estão resistindo, o que os está

incomodando, tornando-os irritados, ou aquilo com que se sintam obrigados

a se defender.



É tão difícil para o ego compreender os conceitos de

divindade, autoconsciência e auto-capacitação e estamos

entre dois mundos agora, pois queremos o mundo com uma frequência

evoluída, mais elevada, mas não queremos desistir do que nos

impede de acessá-lo.



Este movimento de vaivém é intensamente frustrante e parte da

frustração surge de nossa insistência em nos apegarmos aos

nossos paradigmas de curador martirizado, o que não podemos trazer

às dimensões superiores, cuja energia requer que estejamos

“curados e íntegros”, e que todos sejam

responsáveis pela sua própria cura.



Neste mês, estamos experienciando pela primeira vez, um forte impulso

para liberarmos a “velha” e densa energia, o que não

está sendo forçado para nós. Isto é o resultado do

acúmulo de energia de vibração mais elevada que estivemos

integrando durante meses.



As vibrações expandidas, mais leves e mais elevadas estão

se ligando firmemente à energia mais densa que estamos também

mantendo, concentrando-a; por isto estamos muito conscientes dela e de sua

presença em nosso campo energético, pela forma com que está

se manifestando em nossa vida.



Isto pode criar súbitos problemas emocionais, físicos e mentais,

que surgem para que prestemos atenção aos padrões,

paradigmas, pensamentos e crenças que se interpõem entre

nós e o nosso próximo passo.



Uma vez que estabeleçamos uma intenção, tudo o que causa um

bloqueio, surge para uma análise e liberação, e se não

tomarmos medida em relação a isto, isto apenas se acumula,

até que seja tão perceptível que tenhamos que tomar uma

atitude. A energia da luz tirará a energia densa do seu caminho, de

uma maneira ou de outra.



Temos Mercúrio em movimento retrógrado, começando a sua

sombra retrógrada em 2 de Outubro, estando plenamente retrógrado

em 18 de Outubro e a sombra termina em 27 de Novembro.



Em 18 de Setembro, tivemos Vênus em Escorpião em

conjunção com Saturno e Nodo Norte, oferecendo uma oportunidade

de novamente experienciarmos e expressarmos esta energia. Isto está

nos levando à quadratura Urano/Plutão, em 1º de Novembro,

que está entre dois eclipses, o primeiro em 18 de Outubro. Esta

quadratura tem Urano retrógrado e Plutão em movimento direto.



Uma coisa que notei sobre estas sete quadraturas é que o movimento de

cada planeta se alterna entre retrógrado e direto, até a

última, em 17 de Março de 2015, quando ambos os planetas

estarão em movimento direto.



Estamos avançando cada vez mais no caminho da evolução como

nunca antes e não há como voltar agora. A partir de Outubro,

teremos muitas ofertas para apoiarmos a mudança a um nível

profundo, o que podemos usar de forma voluntária e gerirmos a

mudança com graça e tranqüilidade, ou convidarmos o caos e

o drama, de acordo com quanto medo e resistência tivermos.



É o momento certo, temos apenas que encontrar a coragem para fazermos

as mudanças e ficarmos confortáveis com a

transformação que nos leva da zona de conforto para a nossa zona

de desconforto.



As estruturas que sustentam a nossa realidade estão ruindo, enquanto

mudamos a extensão e a expansão de nossa realidade. O que

consideramos como “real” é somente real para

nós; mas é tudo apenas uma ilusão.



Quando mudamos a nossa realidade, convidamos outra ilusão para ocupar

o seu lugar. Tudo o que estamos fazendo é nos movendo através de

diferentes ilusões, cada uma delas criada e capacitada pela nossa

intenção, crenças e pensamentos.



A questão fundamental para Outubro é: “Você é

evoluído ou está envolvido?”



O ser evoluído requer desapego, não julgamento e

aceitação. Quando estamos envolvidos, estamos nos gerenciando e

os outros, com medo do resultado, resistindo à

transformação e temerosos de confiar em nós mesmos e no

Universo.



Nós já sabemos de tudo o que precisamos para criar o que

queremos. Tudo o que temos a fazer é nos conectarmos com isto, a

partir deste espaço de capacitação e de consciência do

nosso ser como divino, íntegro e completo.



Em Outubro, poderemos começar a experienciar uma vida de

“tranqüilidade”, enquanto liberamos os julgamentos e

o medo e esperamos para decidirmos se algo é bom ou ruim, certo ou

errado, até que vejamos a cena inteira e completa. E a

tranqüilidade vem com a intenção, enquanto nos lembramos de

que estamos agora no modo de plena co-criação, assim o que

pretendermos é o que virá a ser.



Com o término dos contratos de alma e do Karma, o curador martirizado

e das nossas obrigações de cura auto-impostas, estamos livres

para sermos alegres, capacitados e felizes.



O que isto lhes parece?



Temos o poder de criar isto agora e sermos um exemplo de vida tranquila,

gratificante e íntegra.



Escolham o que melhor lhes serve e se não gostarem, escolham outra

ilusão.

Podemos torná-las tão poderosas quanto queiramos.

É o momento dos grandes sonhos.



Tenham um mês maravilhoso.





http://stelalecocq.blogspot.com/2013/10/as-energias-de-outubro-de-2...

www.urielheals.com

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br