Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

O PODER DA CURA:










O Poder da Cura
por Vera Ghimel - veraghimel@oi.com.br


Como tão bem dizia Carl Gustav Jung: "Só aquilo que somos realmente tem o poder de curar-nos". Crescemos à mercê dos sistemas de crenças e culturas vigentes. Se nascemos numa família judia, cristã ou muçulmana, é por ali que seremos moldados. O resto é bombardeio que nos afasta de nós mesmos.

O princípio fundamental da cura é primeiro identificarmos a causa. Olharmos, sem medo, aquilo que nos causou o desequilíbrio, físico, mental, emocional, etérico ou espiritual. Sem isso não há como voltar para o ponto central de nós mesmos. Segundo Kryon, o maravilhoso amigo multidimensional do serviço magnético, "somos anjos disfarçados de seres humanos". Busquemos, então, a nossa divindade dentro de nós. Quando nos reaproximamos de nossa essência divina, a energia acessada é a de amor e cura. Como a Verdade nos liberta e o Amor transmuta, a partir daí estamos no caminho certo. Não há doença no mundo que nos derrote se nós não a quisermos. Mesmo que tenhamos determinado antes de nascer, no nosso projeto de reencarne, que queremos passar por ela, tudo pode ser mudado, basta colocar algo mais produtivo no lugar. Dou a isso o nome de "renegociar o karma".

Há alguns anos atendi uma astróloga que estava com câncer. Lembro-me de ficar muito impressionada com a fúria com que a doença se espalhara. Estava por dentro e por fora. Mostrou-me sua pele do tórax com pelo menos mais da metade tomada. Indaguei-lhe, na ocasião, se ela queria trocar aquele sofrimento por algo construtivo. Respondeu-me que sim. Um ano depois voltou a me ver já curada de toda a manifestação da doença. Fiquei feliz pois entendi que a troca havia sido feita. Mas não sei bem o motivo, ela não cumpriu a troca. A doença retornou agora na cabeça e nada mais pude fazer.

Quando fazemos um projeto de reencarne, com os nossos próprios conceitos e percepções, é para aprender sobre determinadas experiências. Não acredito em "pagar karma". Acredito em aprender e ascender na luz da sabedoria. E não há outro jeito nesse planeta senão pela experiência da reencarnação.

Como exemplo, podemos observar que se você escolhe ser médico e entrar para uma Faculdade de Medicina, depreende-se que irá cumprir todas as disciplinas exigidas para aquele currículo. Assim é quando encarnamos. Montamos um objetivo através de escolhas de família, cidade, país, influências sócio-econômicas, dificuldades, talentos, etc. Este objetivo nos é impulsionado pelos nossos 12 arquétipos matrizes de nascimento. Mas podem ser modificados desde que não comprometamos o resultado final.

Muitas vezes decidimos antes de encarnar que se não fizermos determinada coisa, o nosso alarme disparará para que percamos o nosso tempo aqui. Alguns desses alarmes são doenças (pânico e depressão são algumas), acidentes, a vida se paralisa como se déssemos um "pause" no nosso controle remoto. Até a nossa ficha cair leva um bom tempo. Antes de buscar culpados, faça a seguinte pergunta, quando se vir numa dessas situações: O que a vida quer me dizer e eu não estou entendendo?

O exemplo que eu tenho sobre isso sou eu mesma. Durante o tempo que fiz um trabalho de cirurgia com o meu grupo mediúnico, atendendo pessoalmente cerca de 60 pessoas - o que não é muito - não tive nenhuma crise de alergia e bronquite. Bastou parar de fazer, por não ter mais lugar pra desenvolver esse atendimento, voltou tudo. Este foi o alarme que instalei pra chamar a minha atenção sobre essa missão. Deveria já ter me mexido para achar outro local. E como nós, seres humanos, somos um pouco acomodados, deixamos o tempo passar e nada fazemos. Meu trabalho espiritual à distância sempre continuou, mas a minha missão envolve também a cirurgia espiritual, gratuita. Vi centenas de curas das mais simples até as mais difíceis.

Recentemente, tive a prova de que não posso deixar mais o tempo passar. Uma querida amiga, de Portugal, pediu-me que fizesse o atendimento de seu esposo que estava com uma disfunção no rim. O médico já decretara cirurgia com muitas chances de retirada do órgão. Fizemos, eu e meu grupo, este atendimento e pra nossa alegria, o médico constatou, meio que tonto, que não só não precisava da intervenção cirúrgica como não sabia explicar como o rim estava como se nunca tivesse estado doente. Eu sei que os amigos multidimensionais trabalham já há muito tempo com as células-tronco. Na época eles só me diziam que iriam recompor o órgão. Hoje já tenho o entendimento sobre o assunto, embora não seja médica.

Ter acesso aos benefícios dos amigos multidimensionais não é privilégio meu. Todos somos capazes de obter essa visita amorosa deles. Basta fazer o renascimento, disponível no meu site, e se colocar receptivo à maravilhosa interferência deles.

Estamos sempre com as respostas, basta ficarmos atentos. Por trás de qualquer acontecimento estão as causas que o originaram. Se queremos a cura ou a solução focalizemos o seu início. E a maior causa de nosso desequilíbrio é estarmos distantes da nossa real identidade. Somos a manifestação de DEUS na Terra, feitos à sua imagem e semelhança, portanto, perfeitos.

Aquilo em que acreditas, será a tua realidade!