Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

NÃO ENTREGUE Á VIDA...LUTE!!!





















NÃO ENTREGUE A VIDA... LUTE

Como se comportar diante de uma doença ou após uma cirurgia




Você pertence àquele grupo de pessoas que uma vez adoecendo, ou após ter sofrido uma intervenção cirúrgica, procura deitar-se, chorar, reclamar, torturar-se, curtindo um mau humor e ficando dependente de médicos, enfermeiros/as, familiares e empregados???? Bem, isto é o que mais podemos ver acontecer com os seres humanos.

Não entregue a vida... Lute. Sim, é isto mesmo. A vida nos pertence por uma dádiva divina. Somos seu principal guardião e responsável em cuidar de cada momento da sua existência, e isto até o final de nossos dias.

Temos que cuidar de nossos momentos em qualquer situação sejam eles quando estivermos vivenciando as glórias da vitória, do prazer, da alegria e do amor, ou seja, eles quando trilharmos as dores, os sofrimentos, as amarguras, as cirurgias e as doenças.

Nos bons momentos tudo parece ficar muito fácil, considerando que a vida está leve, solta e com os ventos batendo na proa e os caminhos abertos para seguir em frente. Já nos piores momentos tudo se apresenta nebuloso com dificuldades para serem transpostas, barreiras invisíveis se apresentam, o mau humor tende a se fortalecer, a impaciência e a intolerância transformam em armas de defesa, e assim o ser humano utilizando mau seus próprios recursos, amargará por mais tempo, trazendo mais infortúnio para si mesmo, até que novos horizontes quebrem essa rotina.

Voltando ao nosso tema central, chamo a sua atenção para cuidar-se melhor em situações diante de doenças, cirurgias, dores, dificuldades para se locomover, dificuldades para banhar-se e até mesmo para alimentar-se.

Em primeiro lugar é importante elevar-se com a auto-estima, não permitir que o mau humor tome conta, evitando reclamar contra qualquer coisa, e em segundo lugar faça a sua parte, esforçando-se para caminhar com suas próprias pernas, banhando-se e alimentando-se sozinho, esforce-se em evitar a dependência, brinque e sorria, e com isso fará o tempo esgotar-se de forma mais rápida.

Pare e reflita. Tudo é passageiro. Assim sendo o que é melhor: fazer com que o “sofrimento” desapareça rapidamente e você volte à normalidade ou prolongar a sua dor, contaminando aqueles que estiverem ao seu lado oferecendo-lhe ajuda?

Por outro lado, algumas dicas para você se libertar mais cedo de uma cama: procure levantar e se possível caminhar sozinho ou com a ajuda de alguém ou de algum equipamento, saia do quarto e vá para outro ambiente, se puder entre em automóvel e de um passeio por mais bobo que seja, como por exemplo, tomar um sorvete na padaria da esquina, tente voltar a praticar suas habilidades de escrever, ler, visitar a internet, enviar alguns emails, abrir suas cartas, pagar suas contas dentro do mais breve tempo possível.

É fácil. Se ocupe e se preocupe com sua vida, não dando espaço para que nada e ninguém roubem seus momentos, pois eles são seus e é você quem decidirá o que fazer com eles.

Viva feliz e sorridente.

Gerson Ferrari