Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

SOMOS TODOS BIPOLARES







Somos Todos Bipolares!



"O ser humano vive como alguém cuja mão
não sabe o que a outra faz..."
~Carl Gustav Jung~


O transtorno bipolar é uma doença funcional do cérebro relacionada aos neurotransmissores cerebrais, que provoca oscilações imprevisíveis do humor, que vai da depressão aos estados mais elevados, chamados de hipomania, mania ou euforia.

No entanto, torna-se impossível separar os fatores espirituais, cármicos, dos fatores psíquicos, pois ambos procedem de uma mesma fonte, qual seja, o espírito imortal.

E, nesse sentido, o cérebro e o corpo físico desempenham importante papel no processo da evolução espiritual...

O cérebro e o sistema endócrino-humoral é um grande sistema cibernético ou computadorizado, de natureza analógica e não digital, isto é, responde às gradações de forma gradual e não pelo tudo ou nada.

Dessa forma, faculta ao cérebro ser um meio modulador dos impulsos mentais advindos do espírito, atenuando-os ou potencializando-os, conforme as necessidades adaptativas ou educativas da interação espírito-matéria.

E, assim sendo, as tendências patológicas agem como um alarme, fazendo o espírito automodular-se nas tendências e paixões.


É a própria Lei de Causa e Efeito a serviço da educação, finalidade maior de sua existência no grande plano pedagógico do Criador.


À guisa de metáfora, seria como um mau motorista que, notório abusador dos recursos do veículo, desgastando-o prematuramente no descontrole da velocidade e nas frenagens, arriscando-se e levando riscos aos outros, recebesse como parte de seu processo reeducativo um veículo com deficiência nos freios, obrigando-o a restringir a velocidade e a utilizar marchas adequadas, de modo a lhe permitir o devido controle no direcionamento veicular.

Assim, podemos melhor compreender a injunção cármica dos transtornos mentais como um todo, que servem de recursos retificadores dos desequilíbrios que, destarte, corrigem em si mesmos os desvios das paixões alucinantes, do suicídio direto e indireto, dos abusos da inteligência e de outras formas de viciação e alienação do espírito.

Carl Jung havia estabelecido que o ser humano é possuidor de uma estrutura bipolar, ou seja, polos opostos, onde um eu opõem-se ao outro eu em intérmina luta interior.


Um é consciente, vigilante; o outro é inconsciente, adormecido, que desperta acionado pelo seu oposto.
Um se encontra na razão; o outro, no sentimento ou vice-versa.


A não vigilância e não saudável administração desse opositor se apresenta como desvario, que impede o raciocínio lúdico, a presença da razão.


Esse ser duplo é constituido, ora como resultado do conhecimento pré-adquirido, de experiências vivenciadas, enquanto o outro é de total desconhecimento, permanecendo oculto e sempre à espreita.

Stevenson, o inspirado poeta inglês, bem traduziu esses dois polos na sua obra genial "O médico e o monstro", quando o Dr. Jekil era vítima do sr. Hide que coabitava com ele no seu mundo interior, expressando toda a inferioridade que o médico buscava superar no seu ministério sacerdotal.

Na tradição religiosa, expressam-se como o bem e o mal, ou o anjo e o demônio, continuando na feição sociológica em conceituação do certo e do errado, da treva e da luz, do belo e do feio.


Essa dicotomia psicológica permanece no ser humano em desenvolvimento emocional e espiritual, até o indivíduo, por intermédio do autoconhecimento, adquirir a sua totalidade, estado consciencial que lhe faculta o perfeito equilíbrio dos polos opostos.


COMENTÁRIO

Podemos indagar a nós mesmos: "Quem não é bipolar?"

Como vimos, é da natureza humana ainda espiritualmente imperfeita, a alternância de opostos em seu comportamento. No entanto, apesar de sermos todos bipolares, existe um nível de bipolaridade que exige maiores cuidados ao seu portador, que é o transtorno bipolar.

Na minha experiência como terapeuta interdimensional, tenho acompanhado e tratado alguns casos de transtorno bipolar.


E posso assegurar, que independentemente do controle químico da medicina alopática ou das técnicas psicoterapêuticas convencionais ou alternativas pertinentes ao caso, a reforma íntima, a vigilância, as orações, o propósito no bem e as ações beneficientes constituem-se numa excelente opção de profilaxia e tratamento.

Portanto, se acompanhada da autodisciplina e do devido esforço regenerativo, a utilização da terapêutica espírita é de grande valia, tanto para os "bipolares comuns" como para os indivíduos que sofrem com as alternâncias de humor do transtorno bipolar.

Segundo Joanna de Ângelis, pela psicografia de Divaldo Franco, "Jesus conhecia as duas polaridades psicológicas do ser humano e, por isso, incitava-o a amar tão profundamente que o seu gesto de afeição sublime e consciente estivesse em plena concordância com os seus arquivos inconscientes".

Conforme referiu-se Jung, o maior desafio do "homem bipolar" é buscar, através do autoconhecimento e da prática do amor desinteressado, a sua totalidade, ou seja, a cura que lhe faculta o perfeito equilíbrio dos polos opostos.

Fonte de consulta:

Estrutura Bipolar do Ser Humano, extraído do livro "Em busca da verdade" de Joanna de Ângelis/Divaldo Pereira Franco.

O Transtorno Bipolar na Visão Espírita
(medicinaespiritual.blogspot.com)

Psicoterapeuta Interdimensional.
www.flaviobastos.com

***



Grandes gênios da humanidade que eram

Portadores do Transtorno Afetivo Bipolar





Pesquisadores provaram que existe relação entre genialidade e o portador do Transtorno Afetivo Bipolar, já que na fase da mania, este possui grande fluidez de pensamento e muita energia, ficando várias noites sem dormir, mas toda essa genialidade não é via de regra, dos considerados gênios criativos da humanidade 40% eram bipolares, porém somente 10% dos bipolares são considerados gênios, mas que os outros 90% são normais e ainda padecem todas as dores psíquicas por terem desenvolvido a doença.



Existe também uma outra estatística, muito menos feliz, que comprova que 40 a 50% dos encarcerados nas prisões americanas são portadores da doença.



Em crises de euforia, movidos pela impulsividade, se utilizam de meios violentos, contra o seu oponente, podendo inclusive cometer um homicídio.



Aqui estão relacionados algumas pessoas que tinham ou tem TAB, e que se destacam em várias áreas do conhecimento humano, predominam nomes de expoentes internacionais, devido às fontes de pesquisa serem na sua maioria estrangeiras:



Literatura:



Agatha Christie,

Virginia Woolf,

Ernest Hemingway,

Edgar Allan Poe,

Graham Greene,

Hans Christian Andersen,

Dorothy Parker,

Sylvia Plath,

Fernando Pessoa,

T. S. Eliot,

Walt Whitman,

Art Buchwald,

William Blake,

Tadeusz Borowski,

John Clare,

Patrícia Cornwell,

Emily Dickinson,

Herman Melville,

Robert Frost,

F.Scotch Fitzgerald,

Larry Flynt,

Victor Hugo,

Jack London,

Robert Lowell,

Hermann Hesse,

Phil Graham,

Mary Shelley,

Sidney Sheldon,

Charles Dickens,

Walt Whitman,

Leon Tolstoi…





Música:



Cazuza,

Axl Rose (vocalista do Guns N’ Roses),

Kurt Cobain (ex-vocalista do Nirvana),

Elvis Presley,

Janis Joplin,

Jimmy Hendrix,

Thelonius Monk,

Ray Davies,

Connie Francis,

Kristin Hersh,

Tchaikosvky,

Mozart, Maria Callas…





Cinema/TV/Teatro:



Robin Williams,

Jim Carrey,

Marilyn Monroe,

Elizabeth Taylor,

Tim Burton,

Dick Cavett,

Cary Grant,

Francis Ford Coppola,

Eugene O´Neil,

Robert Evans,

Carrie Fisher,

Linda Hamilton,

Rod Steiger,

Maximo Gorki,

Jean-Claude Van Damme,

Margot Kidder,

Nicolai Gogol …





Arte:



Salvador Dali,

Paul Gauguin,

Vincent Van Gogh…





Ciência:



Santos Dumont,

Platão e Isaac Newton…





Política:



Winston Churchill,

Abraham Lincoln,

Ulysses Guimarães,

Napoleão Bonaparte,

Abbie Hoffman…





Astronauta:



Buzz Aldrin.



===========================================

Fonte: http://psicosp.wordpress.com/psiquiatria/

* Jair de Jesus Mari (51), psiquiatra na capital paulista, é professor titular do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina.