Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 27 de junho de 2015

ATIVAÇÃO DA GLÂNDULA PINEAL! HOMEM ABRE TERCEIRO OLHO COM UM IMÃ




Alguma vez você já ouviu a expressão: “Tenha cuidado com o que deseja, porque você pode obtê-lo ?” Muitas pessoas estão tentando encontrar maneiras de abrir totalmente sua glândula pineal, mas uma pessoa em particular pode ter conseguido mais do que ela desejava.

Ao usar a extremidade norte de um ímã um homem supostamente abriu a glândula pineal (terceiro olho) para ver não só as coisas nesta dimensão, mas além dela também.

Experimento estimulador da glândula pineal de Walter Rawls.

O seguinte é um trecho de um ebook livre de David Wilcock chamado: “A Ciência da Unidade


Walter Rawls trabalhou com os efeitos de campos magnéticos monopolares sobre a matéria com o falecido Albert Roy Davis, me contou em uma conversa telefônica sobre suas experiências com o polo norte de um ímã sobre a glândula pineal.

A máscara foi feita posicionando o fim do polo norte de um longo ímã cilíndrico para ativação da glândula pineal ! O objetivo foi estimular a glândula e ver se havia alguma coisa neste negócio de “terceiro olho”, a exposição foi em intervalos de 10-30 minutos por dia durante um período de cerca de 4 semanas.

Na primeira semana ele estava sentado em sua mesa lendo documentos quando notou algo se mover para fora do canto de seu olho, quando ele olhou para cima a figura fantasmagórica de um homem tinha andado através da parede atravessando a sala e desaparecendo através de outra parede, a figura estava totalmente inconsciente de Walter, outras exposições a este campo de polo norte do imã ocorreram ao longo de uma segunda e terceira semana.

Na segunda semana, a mesma figura fantasmagórica atravessou a sala e olhou para Walter quando passou, desta vez a figura parecia ter um pouco mais de detalhes, não era tão fantasmagórica.

Na terceira semana enquanto estava ocupado trabalhando em documentos Walter notou uma mudança no ambiente, quando ele olhou para cima, a parede tinha se dissolvido e ele estava olhando para uma pequena colina onde um homem e uma mulher estavam sentados debaixo de uma árvore, era a mesma figura masculina fantasmagórica que ele tinha visto em outras ocasiões, ele sentou-se e continuou a observar esta cena pastoral durante vários minutos.

O homem olhou para Walter e parecia assustado, era como se ele visse claramente Walter neste momento e possivelmente reconheceu Walter como o fantasma que tinha visto na semana anterior ! A imagem desapareceu e a parede foi restaurada à sua condição normal, a partir desse momento Walter nunca mais usou o estimulador pineal novamente.

Rawls coescreveu um livro sobre o magnetismo intitulado: O Projeto Magnético da Vida de Albert Roy Davis e Walter Jr. Rawls.

Wilcock acrescentou:


Curiosamente as obras de Charles Fort mencionam que muitos estudos “espiritualistas” foram feitas na virada do século 20 por organizações como a Sociedade Americana de Pesquisas Psíquicas, que diretamente correlaciona uma maior frequência de aparições de fantasmas e atividade paranormal com maiores emissões energéticas do Sol.


Neste caso, o Sol parece estar fornecendo uma energia extra de consciência permitindo que os seres humanos de outra maneira normal vejam outros reinos e/ou causem um efeito de mistura entre realidades, e como veremos em um minuto, parece haver algumas pessoas que podem ver estes reinos e realizar proezas psíquicas nelas sem qualquer estímulo energético exterior.

Em 2007 descobrimos algumas informações novas sobre a glândula pineal que aparecerá nos volumes posteriores desta série, por outro lado, o interior da glândula, na verdade o tecido, tem uma composição muito semelhante à da retina do olho, assim, a noção de ser um “terceiro olho” pode ser muito mais interessante do que a maioria das pessoas dão crédito, pode muito bem que a glândula pineal seja a mais importante glândula de “interface” hiperdimensional que temos.

Parece que a glândula funciona em um processo muito simples, ou seja, um volume em forma de barril de água, totalmente protegida da energia eletromagnética, som e outros choques do nosso próprio espaço-tempo, formando uma porta de entrada para o espaço-tempo, este reino metafísico que as várias experiências que estamos discutindo batem, o interior da glândula é preenchido com água.

Mais sangue flui através da glândula pineal do que qualquer outra parte do cérebro, isto é um fato documentado, o depoimento de testemunhas também sugere que naturalmente têm um escudo eletromagnético em torno da água dentro da glândula, e que a integridade deste escudo é muito, muito importante.

O uso de drogas como o LSD pode distorcer e temporariamente desativar o escudo, criando efeitos de consciência interdimensionais que podem ser perigosos, supostamente o uso de tais drogas cria “rachaduras” no escudo protetor que nunca desaparece, e se uma pessoa fica muito “aberta” muito rapidamente, pode haver efeitos desastrosos sobre a sua sanidade.

Assim no caso acima, parece que um processo estritamente eletromagnético pode interromper temporariamente o escudo da glândula pineal do mesmo modo, nós não recomendamos que você tente isso em casa.

Glândula Pineal e imãs.

Devem-se ponderar os efeitos sobre a glândula pineal se houvesse uma inversão do polo magnético, além disso, como é que os hemisférios em nossos cérebros seriam afetados pela mudança do magnetismo ?

Em outro artigo intitulado “A Mística Glândula Pineal” sobre ímãs e a glândula pineal afirma-se:

Colocar um ímã (preso por adesivo) na sua pele acima do seu terceiro olho (localizado entre os seus dois olhos físicos, mas um pouco acima dos olhos) por algumas horas ao longo do dia também vai estimular a glândula pineal e ajudar na descalcificação dela.

Ímãs fazem com que o corpo se torne alcalino, especialmente a parte do corpo onde o ímã está ligado, qualquer ímã força (Gauss) vai funcionar, mas apenas use ímãs na área da cabeça durante as horas de vigília, a energia de Ra (Sol) vai ampliar a força do efeito do ímã sobre a glândula pineal.

O campo magnético e a glândula pineal.

Num estudo sobre o efeito do campo magnético da terra sobre a glândula pineal, foi determinado que o geomagnetismo parece ser uma das condições ambientais que aumentam a atividade pineal.

Recentemente, tem havido um considerável interesse no efeito do campo magnético da Terra (CMT) em organismos vivos, particularmente como um localizador de direção (Baker, 1980, 1981; Hüsing, 1960), esse interesse parece estar se espalhando em campos muito mais esotéricos, a parapsicologia é um deles, há sugestões de que a capacidade psi está relacionada a mudanças na intensidade do campo magnético (egPersinger, 1989), existe a sugestão de que a capacidade psi está relacionada com a glândula pineal (Roney Dougal, 1989) e a glândula pineal é afetada por variações geomagnéticas como detalhado neste artigo, há sugestões de que a capacidade de radiestesia está relacionada com o CMT (Williamson, 1987), há sugestões de que os fenômenos ufológicos estão ligados com áreas de anomalia geomagnética (Devereux, 1982), e os fenômenos ufológicos parecem ter um componente psi (Roney – Dougal, 1991).

Colocando todas essas peças individuais em conjunto uma imagem intrigante emerge sugerindo que a velha ideia de um “sexto sentido” pode ser apenas isso, uma sensibilidade para o CMT, no entanto essa sensibilidade é uma percepção subliminar, e assim o processo psicológico pelo qual tomamos conhecimento dessa informação é em muitos aspectos semelhantes àquela pela qual nos tornamos conscientes de insumos PSI (Roney – Dougal, 1987).

De um nível prático, subjetivo portanto, a consciência da CMT e a conscientização de informações psi se manifestarão de forma muito semelhante, assim o mapa da radiestesia (consciência de impressões psi) e o campo da radiestesia (consciência de impressões eletromagnéticas) se manifestam de forma semelhante, o radiestesista obtém informações a partir do balanço de um pêndulo ou de hastes, sendo estes uma espécie de ferramenta de retorno de informação biológica informando a mente consciente de respostas subliminares corporais, isto sugere, como acontece com a minha pesquisa em mais percepções subliminares tradicionais, que a linha entre a percepção dos sentidos e a percepção psi é muito difusa, uma fusão imperceptível de uma para a outra.

Em outras palavras, a consciência pode ser alterada quando a glândula pineal é estimulada através de mudanças em ambos os campos eletromagnético ou geomagnético.

A ressonância de Schumann e a glândula pineal.


A ressonância de Schumann é a frequência do campo eletromagnético da Terra, mudanças no campo magnético da Terra afetam a produção de serotonina e melatonina da glândula pineal, bem como os níveis de acetilcolina do tronco cerebral.


O ponto de partida.

A lição que podemos aprender com essas experiências é encontrar um equilíbrio energético com a Terra e o Sol, pois quanto mais nos afastamos da natureza tanto mais desequilibramos nossos corpos, e para a nossa glândula pineal trabalhar da melhor maneira, tanto um equilíbrio interno como externo deve ser alcançado.

@Gregg Prescott, M.S.

Origem:in5d