Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

YEMANJÁ:


Yemanjá Rainha
Da água marinha
Me dê a mão que eu tenho em mim o mar
Yemanjá madrinha
Ando tão sozinha
De cada lágrima fiz teu colar
Afasta o deserto
Fica sempre perto pra me guardar
Do perigo enorme
Que é o amor armando o bote em preamar
Quando a deusa dorme
É que o desespero vem
Pra se vingar

Yemanjá sagrada
Vela prateada
Acende em mim a luz do bem-querer
Toda vez que eu cismo
Estrela do abismo
Eu vejo o meu destino ligado a você
Santa majestade
Diz à tempestade pra se afastar
Pra não despetalar
As rosas brancas no altar do mar
Yeyê omo ejá
Mãe do grande seio yorubá
Conceição do mar
Não sustento a luz que há no seu olhar
Meu amor por ti
Corre em rios pelas veias
Deixa eu ser por ti
A mais simples das sereias
Yemanjá rainha
Da água marinha
Me dê a mão que eu tenho em mim o mar
Yemanjá madrinha
Ando tão sozinha
De cada lágrima fiz teu colar
Afasta o deserto
Fica sempre perto pra me guardar
Do perigo enorme
Que é o amor armando o bote em preamar
Quando a deusa dorme
É que o desespero vem
Pra se vingar

Yemanjá sagrada
Vela prateada
Acende em mim a luz do bem-querer
Toda vez que eu cismo
Estrela do abismo
Eu vejo o meu destino ligado a você
Santa majestade
Diz à tempestade pra se afastar
Pra não despetalar
As rosas brancas no altar do mar
Yeyê omo ejá
Mãe do grande seio yorubá
Conceição do mar
Não sustento a luz que há no seu olhar
Meu amor por ti
Corre em rios pelas veias
Deixa eu ser por ti
A mais simples das sereias