Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

domingo, 31 de janeiro de 2016

O PARADIGMA HOLÍSTICO DA TRANSIÇÃO PLANETÁRIA - As mudanças de conceito sobre Vida, Morte e Karma




A ideia do holismo não é nova. Ela está subjacente á várias concepções filosóficas ao longo de toda a evolução do pensamento humano. O termo holismo origina-se do grego holos, que significa todo.

No século VI antes de cristo, o filósofo Heráclito de Efeso já dizia: “A parte é diferente do Todo, mas também é o mesmo que o Todo. A essência é o Todo e a parte”.

Holística pode, também, ser designada pela força vital da Vida responsável pela formação de conjuntos; esta mesma força seria a formadora dos átomos e moléculas, no plano físico; da célula, no plano biológico; das idéias, no plano psicológico; e da personalidade, no plano espiritual. O próprio universo seria um conjunto em constante formação.

A palavra “holística” não é encontrada em nossos dicionários tradicionais de Língua Portuguesa. O que encontramos é a palavra holismo que significa “a tendência, que se supõe seja própria do Universo, a sintetizar unidades em totalidades organizadas”.

Por este e vários outros motivos aconteceu uma distorção no emprego e definição da mesma. A grande maioria das pessoas tem hoje uma relação errônea com esta abordagem sobre o sentido da vida, através dos movimentos pseudo-esotéricos, que utilizaram esta palavra, desconhecida pela maioria da população, para divulgar e buscar aceitação dos mesmos.

Porém a sua realidade é científica e muito lógica.A abordagem holística da Vida é praticada no oriente nas ciências e filosofias, há milênios, como é o caso da medicina com utilização da acupuntura, da yoga, medicina ayurvédica, do taoísmo, etc.

No ocidente é que essa prática é relativamente nova, pois, sómente agora é que esta abordagem vem ganhando campo entre as ciências e filosofias ocidentais.

O Todo e Parte-Um novo conceito de encarar a Vida

Na verdade, partes de todos em sentido absoluto não existem. Tudo o que há na natureza, seja o homem, um minúsculo inseto, uma molécula, ou até mesmo as grandiosas galáxias que brilham na noite, são considerados

Todos, em relação às suas partes constituintes, mas também são partes de Todos maiores. E tudo isso, Todos e Partes, são interligados, são interdependentes, numa totalidade harmônica e funcional, uma perpétua oscilação onde o Todo e as Partes se esclarecem mutuamente.

Essa concepção holística da Vida e do Universo mostra a existência viva de uma relação dialética entre os fenômenos e sua essência, entre o particular e o universal, entre a base material e consciência, entre a imaginação e razão.



Uma forma de ver e compreender o mundo

A holística não é uma ciência e nem uma filosofia. Não é uma religião nem uma disciplina mística. Também não constitui um paradigma científico.

É tão somente uma visão de mundo que vem se contrapor à visão dualista, fragmentadora e mecanicista que despojou o ser humano da sua Unidade, ao longo desses séculos de civilização tecnológicas e racionalismo exacerbado.

A holística básicamente é uma atitude diante da realidade, uma forma de ver,viver e compreender o mundo, um espaço onde é permitido um intercâmbio dinâmico entre Ciência, Arte Filosófica e as Tradições Espirituais, sendo exatamente esse intercâmbio que se propõem como uma das mais criativas formas de enfrentamento dos desafios desta Transição Planetária.

É UMA OUTRA FORMA DE VIVER E VER A VIDA MAIS EVOLUÍDA.

Sendo uma ATITUDE diante da vida,é uma forma de compreender e de estar no mundo. O pensamento holístico permeia todos os níveis de atuação do indivíduo.

Admite todas as crenças; Admite todos os sistemas filosóficos. Mas não os mescla, não os mistura. Respeita o que cada um tem de importante e entende que a diversidade é não sómente aceitável, como até recomendável e essencial para a riqueza e a fertilização do pensamento.



AS TRANSFORMAÇÕES DOS VALORES-MAIS REAIS E MAIS DINÂMICOS

Não exclui, não condena, não separa. Não nega nem afirma. Trata, tão somente de construir pontes, de estabelecer nexos e correlações entre campos até então considerados inconciliáveis como entre a Ciência e a Espiritualidade, a Arte e Filosofia.

Considera que, em cada coisa está representado o Todo, e que este transcende a simples soma de suas partes. Dessa forma, fica claro que a visão holística não se coloca como a única ou a melhor visão, pois isso seria incorrer na mesma “ilusão messiânica” das ideologias políticas ou religiosas.

Por isso não se contrapõem á nenhum sistema de idéias, a nenhuma teoria.

O pensamento holístico no modo de encarar a Vida é profundamente ecológico, e de acordo com ele, o indivíduo e a natureza não estão separados, mais formam um conjunto impossível de ser dissociado. Por isso é que qualquer forma de agressão à natureza e ao meio ambiente, para abordagem holística, é pura e simplesmente uma forma de suicídio.

Apesar de baseado em idéias muito antigas que se confundem com as origens do pensamento humano, o movimento holístico nasceu nos movimentos contraculturais e filosóficos da década de sessenta.E logo em seguida, começamos a adentrar o Cinturão de Fótons, sinalizando o vento das mudanças no planeta e na raça humana.

Dessa forma, encontramos pontos de contato com o movimento antinuclear, o surgimento da consciência feminista, o movimento de simplicidade voluntária, o renascimento das tradições espirituais a medicina alternativa, as lutas de libertação étnica, a consciência ecológica.

Todas essas bandeiras de luta tem um caráter comum, que reside na resistência aos padrões predominantes na nossa sociedade dominada pelo paradigma mecanicista, onde o ser humano torna-se o predador do seu semelhante e que finalmente está nos seus capítulos finais.cada vez mais avançamos para o Universo de Luz e Vida, onde a semente já foi plantada e começa a dar seus frutos, ainda tímidos, mas com grandes perspectivas positivas.

Esses padrões antigos,que estão caindo sempre foram calcados na tendência à auto-afirmação excessivas, implicam em poder, controle e dominação dos outros pela força, numa classe organizada dominante, em posições de poder mantidas de acordo com hierarquias sexistas e racistas, na ênfase da competição e não da cooperação, e no “endeusamento” de uma tecnologia que tem por meta o controle, a produção em massa e a padronização.

Holística e Conhecimento

Um dos aspectos mais importantes da abordagem holística de vida é que, sendo um forma de encarar a realidade, seus conceitos podem ser aplicados às mais diferentes áreas do conhecimento.

Ao mudar nosso olhar sobre o mundo, começamos a ver a possibilidades novas, impossíveis de serem visualizadas antes.

Vislumbramos uma forma diferente de encarar a saúde e a doença, o processo de cura, e a Morte. Alcançamos um maior entendimento do que passa durante o processo de ensino–aprendizagem, e de quais estratégias são mais adequadas para obter um melhor rendimento de nossas escolas, revolucionando o ensino todo, aproveitando de maneira mais criativa as infinitas potencialidades do nosso cérebro.

Despertamos para novas abordagens do Ser Humano, que extrapolam os limites do pessoal e nos mergulham em níveis chamados trans pessoais, e nos damos conta da importância existencial e terapêutica dos estados ampliados de consciência.

Descobrimos também maneiras inusitadas de se administrar a vida, com a possibilidade de progredir e sobreviver com tranquilidade e abundância mesmo em épocas de crise, e mais, dentro de uma relação harmônica com o meio ambiente.

E podemos também participar de uma prática política instigante, repleta de significado, amor ao próximo, e realização enquanto ser humano, além de estarmos prontos para relacionamentos com humanos mais prazerosos e criativos, onde haja um clima de alegria, respeito, amor e compreensão e sobretudo, de liberdade.

E, finalmente, uma vez despertada a Consciência Holística de Vida, descobrimos que a Arte deve estimular o respeito à vida, à sensibilidade e à beleza, garantindo-se como uma forma consciente de assumir as novas visões, como elemento importante do Homem na busca e entendimento de si mesmo.



O CONCEITO DE KARMA - Uma nova visão para a Nova Era

A primeira coisa vital que fazemos na vida é tomar ar. Então, temos de devolvê-lo.Esse é o ritmo da vida.

Essa é uma lei natural de reciprocidade,na qual tudo e todos são afetados.Você começa pegando o que termina por dar.Essa é a lei de causa e efeito e essa lei que não foi escrita engloba cada ação quedesempenhamos.Essa é a lei da justiça perfeita e nós sempre recebemos o retorno de tudo o que damos.

O que é o Karma?

O Karma é uma lei espiritual natural ou o princípio que governa todas as nossas interações. Ele começa com uma semente de pensamento que se desenvolve e cresce ao longo do tempo, através de nossos sentimentos, atitudes, palavras, ações e relacionamentos.

Ele finalmente se estabelece em nossas almas como traços de personalidade, apenas para surgir de novo na forma de outro pensamento.

A Lei do Karma pode ser entendida como o equivalente espiritual da Terceira Lei do Movimento de Newton, a qual enuncia que para cada ação (em um plano físico) há uma reação igual e oposta.

Na Física, o entendimento da exatidão da Lei de Newton trouxe tanto esclarecimento para um mundo antes envolto em mistério, que hoje ela está na base de muitos avanços da ciência e da tecnologia.

A Lei do Karma é igualmente indubitável na dimensão espiritual. Ela diz que “para cada ação no plano espiritual há uma reação igual e oposta”. Isso significa que quando se dá felicidade, em retorno, experimenta-se felicidade, e quando a tristeza é dada, a tristeza será experimentada em igual medida.

Em outras palavras, qualquer emoção que eu leve outra pessoa a sentir deve, em algum momento, tornar-se minha própria experiência.

Entender a Lei do Karma me torna consciente de que cada ação (ou Karma) provoca um retorno, uma conseqüência; da mesma forma, eventos (e seus efeitos) só podem ocorrer quando há uma causa correspondente.

Isso significa que, não importa em que circunstâncias eu esteja no momento – quem ou o que quer que esteja me levando ou me afastando e qualquer experiência que eu tenha –, isso é conseqüência de meus próprios pensamentos, decisões e ações prévias.

Entender a Lei do Karma dá um significado profundo á conceitos como responsabilidade e justiça. Às vezes, a Lei do Karma é entendida apenas em parte.

Alguém pode se sentir desencorajado e pensar: “Se tudo o que está me acontecendo agora é em virtude de minhas ações passadas, não há nada que eu possa fazer a respeito”.

Mas se o passado criou o presente, o presente também cria o futuro. Ao invés de sermos escravos do passado, entender a Lei do Karma nos inspira a participar ativamente em criar nosso próprio caminho.



OS PENSAMENTOS E AS NOSSA AÇÕES/ESCOLHAS CRIAM A REALIDADE E MUDAM NOSSO KARMA

Usando uma metáfora simples,o pensamento é uma semente; a ação é seu fruto. A qualidade do fruto é determinada pela qualidade de sua semente. Os bons pensamentos levam á boas ações que beneficiam os outros e também a nós mesmos.

A Lei do Karma começa a trabalhar a meu favor, quando eu paro as ações habituais que são prejudiciais, ASSUMO a responsabilidade para enfrentar positivamente as conseqüências de tais ações desempenhadas no passado e PRESTO ATENÇÃO em desempenhar ações positivas desse momento em diante.

A Lei do Karma é uma lei em transformação para consciências elevadas, cujos longos braços alcançam fácilmente, de uma vida para a próxima, permitindo que a alma colha os frutos de quaisquer sementes que tenha plantado , mas tenha o direito de criar o destino que quiser e mudar situações sem gerar consequências danosas á ninguém.

Afinal, o livre arbítrio é incontestável e faz parte deste Universo.Então, escolhemos situações para vivenciar,pois isso faz parte da nossa evolução e nem sempre o erro gerará Karma negativo.

Tudo depende de nossa escolhas conscientes,pois sentimos e sabemos o que precisamos experienciar;

Temos responsabilidades sobre essas escolhas, mas não podemos achar que tudo o que nos acontece provém de um Karma infalível e punitivo/compensatório.



ANALISANDO O FENÔMENO DA MORTE SOB O PONTO DE VISTA DA VIDA

Medo ancestral, recorrente, misterioso. Difícil quem não tem, mais difícil ainda quem já o superou. É um treinamento da mente, das emoções, dos conflitos internos, das crenças.

Passar pela morte com a mesma naturalidade com que se passa pela vida deve ser a nossa meta. A morte é um evento tão natural quanto o nascimento, mas a encaramos ainda como tabu, sofrimento e falta de compreensão.

Se olharmos a natureza e tudo à nossa volta, perceberemos que nada é estável, que tudo é impermanente e contínuo.

Assim também somos nós: impermanentes e contínuos. Seguiremos de onde paramos. Por isso, é tão importante ressignificar os medos em torno desse momento para que se prossigamos da melhor maneira possível.

À medida que desconhecemos a nós mesmos, isto é, a nossa verdade essencial, alimentamos nossos medos internos e entre eles, o mito da morte.

Portanto, nada mais “normal” quando definimos através de nossos dicionários o conceito de morte como sendo “fim”, porque tudo o que desconhecemos, tememos, e o que tememos por causar-­nos sofrimento á sua lembrança, esquecemos ou apagamos da memória.

Nós, ocidentais civilizados, não estamos preparados para as mortes repentinas ou para os desaparecimentos prematuros. Esses fatos nos chocam e nos comovem. Sentimos a “perda” como algo abstrato que não compreendemos e, que muitas vezes, atribuímos à fatalidade ou ao azar.

Portanto, dependentes da cultura do medo da morte que nos acompanha desde os mais remotos tempos como sendo um trauma a bloquear a passagem do conhecimento, impedindo um melhor nível de compreensão, permanecemos órfãos e ignorantes de seu profundo significado, vindo buscar na religião e na filosofia, algo que explique a nossa angústia.

E para compreendermos a MORTE, temos que compreender o significado da VIDA porque, ciclicamente, uma coisa está relacionada à outra.

E compreender o significado da vida requer perceber o nosso verdadeiro papel inserido nela, porque apesar de sermos parecidos não somos iguais, pois representamos capítulos à parte na história da Humanidade.

Quando começarmos a compreender o verdadeiro significado da vida como sendo o exercício do AMOR em todos os seus níveis humanamente possíveis, estaremos, naturalmente, processando e, acima de tudo, sentindo o que a vida representa para o espírito e que a evolução é a nossa meta.

Nós, ao contrário, evitamos conversas sobre a morte, o que reforça ainda mais os obstáculos que cada pessoa carrega.

Naturalmente porque fomos educados de outra forma.

Mas hoje é possível encarar a vida com mais franqueza, verdade, simplicidade, objetividade.

Podemos a cada dia, a cada instante, experimentar um tipo de morte em nós.

Sentir a morte de várias maneiras, a morte de uma mente, de uma emoção, de um apêgo, de uma crença.

Deixar morrer opiniões, formas de ver a vida, entendimentos, conhecimentos, julgamentos, distorções, críticas, desequilíbrios.

Morrer para a tristeza, a derrota, o pessimismo, o preconceito. Morrer e morrer para aquilo que não serve mais, deixar ir, viver aqui, acordar.

Abrir os olhos, ver a vida em tudo, a beleza, o colorido, o pulsar inesgotável, a energia constante. Sentir que isso não cessa e, se não cessa, não há o que temer. É um sopro, um suspiro, uma brisa leve. Inspira, expira, aqui e agora. Assim, logo após a morte, será AGORA novamente.

É a vida que segue, sempre segue, não há morte então. Se há vida sempre, a morte é a nossa grande ilusão.



ALGUNS CONSELHOS PRÁTICOS PARA APLICARMOS NO DIA Á DIA, PARA OTIMIZAR AS MUDANÇAS

1. Mudança no padrão de sono

Perturbações durante o sono, pés quentes, acordar duas ou três vezes durante a noite. Sentir-se cansado e com sono depois de acordar. Adormecer e acordar durante o dia. O Padrão de 3 Sonos, que acontece freqüentemente a muitas pessoas caracteriza-se por: dormir cerca de 2-3 horas, acordar, voltar a adormecer mais 2-3 horas, acordar de novo, voltar a adormecer mais 2-3 horas. Outras pessoas viram alterar-se as suas necessidades de sono, passando a dormir menos. Ultimamente, algumas pessoas sentem enormes ondas energéticas percorrendo o seu corpo a partir do coronário (centro energético no alto da cabeça). Estas ondas podem afetar o sono.

Conselho: Habitue-se. Pacifique-se com essa energia e não se preocupe se não dormir o suficiente (preocupação que, por vezes, pode causar mais insônia). Será capaz de suportar bem o dia se pensar que tem a quantidade certa do que necessita. Também pode pedir ao seu Eu Superior que, de vez em quando, lhe dê um intervalo para poder ter um sono reparador. Se, durante a noite, não conseguir adormecer, aproveite esse tempo para meditar, ler poesia, escrever o seu diário ou olhar para a Lua. O seu corpo ajustar-se-á ao novo padrão.

2. Atividade do chakra coronário – (alto da cabeça)

Sensações de tilintar, comichão, formigamento e arrepios no couro cabeludo e/ou na coluna. Sensação de vibração energética no topo da cabeça, como se a energia jorrasse em chuveiro. Poderá sentir pressão na coroa, como se alguém estivesse a pressionar um dedo contra o centro da cabeça. Como referido no ponto 1, vivemos enormes carregamentos de energia através do chakra coronário. Podemos sentir uma pressão mais generalizada, como se a cabeça estivesse dentro dum aparelho muito suave.

Conselho: Não se assuste. Trata-se da abertura do chakra da coroa. Tais sensações dizem-lhe que você está aberto a receber a energia da fonte.

3. Repentinas ondas de emoção

Choro convulsivo ou inesperadamente, sente-se zangado, deprimido, triste ou muito infeliz à mínima provocação. Emoções à solta. Muitas vezes a pressão ou as emoções congestionadas são sentidas no chakra do coração (no centro do peito), o que não deve ser confundido com o coração, localizado à esquerda do chakra do coração.

Conselho: Aceite os seus sentimentos como surgem, abençoe-os e deixe-os partir. Sinta a conteúdo emocional da energia no chakra do coração. Expanda-a para todos os seus campos e respire profundamente, desde o umbigo até a parte superior do peito. Sinta a emoção e deixe-a evaporar-se. Não dirija as emoções para ninguém. Você está limpando o passado. Se necessitar de ajuda, diga em voz alta que pretende largar todo esse velho material e peça ajuda ao seu Eu Superior. Também pode pedir aos Anjos da Graça (energia branco cristal) que o ajudem a soltar estas emoções, fácil e suavemente. Agradeça por o seu corpo estar soltando estas emoções, não as retendo dentro de si, o que poderia provocar danos. Uma das nossas fontes sugere que a depressão está ligada às relações de “deixar ficar como está”, de relações pessoais, profissionais, etc. que já não servem nem a nós, nem às nossas frequências.

4. Clarificação de Karma

Velhos conteúdos parecem estar ressurgindo, como descrito acima, ressurgindo em sua vida as pessoas envolvidas nesses episódios. Casos de encerramento de processo. Ou talvez você precise trabalhar o seu amor-próprio, abundância, criatividade, apegos, etc. Começarão a aparecer os recursos ou as pessoas de que necessita para auxiliar neste trabalho.

Conselho: O mesmo do que para Ponto 3. E ainda: não se envolva demasiado na análise destas situações, pois isso fará com que volte para eles, novamente, cada vez a níveis mais profundos. Peça ajuda de um terapeuta, se necessitar, e avance. Não tente evitar nem «passar ao lado» destas «memórias». Abrace o que aparecer e agradeça por isso contribuir para o seu desenvolvimento. Agradeça ao seu Eu Superior por lhe dar a oportunidade de se livrar destes “resíduos”. Lembre-se, você não quer que eles continuem no seu DNA.

5. Alternância entre vigor e cansaço

Episódios de energia intensa que o fazem querer saltar da cama e agir, seguidos por períodos de letargia e cansaço. O cansaço, normalmente, segue-se a grandes mudanças. Aceite, pois este é um tempo de integração.

Conselho: Flua com a natureza da energia. Não a combata. Seja gentil consigo. Durma a sesta, se estiver cansado. No caso de sentir muita energia e não conseguir dormir, escreva pensamentos ou um romance. Tire vantagem do tipo de energia.

6. Ondas de energia

De repente, sente-se percorrido por energia da cabeça aos pés. É uma sensação momentânea e pouco confortável. Por outro lado, algumas pessoas sentem um frio inexplicável. Se você for um trabalhador de energia, deve ter reparado que o calor que corre nas suas mãos aumentou considerávelmente. Isto é bom.Tornar-se-á cada vez mais leve à medida que for limpando o material emocional, libertando crenças limitadoras assim como bagagem pesada do passado. A sua freqüência aumentou. Ama-se mais, assim como ama mais a vida. Comece a mostrar a perfeição que você realmente é.

7. Sonhos vivos

Por vezes, os sonhos são tão reais que acorda confuso. Também pode ter sonhos lúcidos, nos quais está no controle: você sabe que não está “sonhando”; o que está acontecendo é de alguma forma real. Muitos sonhos poderão ser místicos ou trazer mensagens. Lembrar-se-á daquilo que for importante para si. Não force nada. Acima de tudo, não tenha medo.

8. Acontecimentos que alteram completamente a sua vida

Morte, divórcio, mudança no trabalho ou de emprego, perda de casa, doença, e/ou outras catástrofes – por vezes, várias de uma só vez. Trata-se de forças que o obrigam a desacelerar, simplificar, mudar, reexaminar o que você é, assim como o que a sua vida lhe diz. Forças que não pode ignorar, que o obrigam a desapegar-se, que o acordam para o amor e compaixão por tudo.

9. Libertação

Desejo de cortar com todos os padrões restritivos: empregos, estilos de vida consumistas e pessoas ou situações tóxicas. Necessidade de “se encontrar” e de encontrar o propósito da sua vida – Agora.Quer ser criativo e livre para ser aquilo que é, na verdade. Apetência para as artes e a natureza. Desejo de cortar com coisas e pessoas que já não lhe dizem nada.

Conselho: FAÇA-O!

10. Confusão mental e emocional

Sentimento de que precisa arrumar a sua vida, pois está uma confusão. Mas, ao mesmo tempo, sente-se caótico e incapaz de o fazer, de se concentrar.

Conselho: Concentre-se no seu coração e ouça o seu próprio discernimento.

11. Introspecção, solidão e perda de interesse por atividades no exterior.

Este estado apareceu de surpresa a muitos extrovertidos que, antes, se viam envolvidos em diversas atividades. Agora dizem: “Não sei porquê, mas já não gosto tanto de sair como antes”.

12. Manifestações de criatividade

Recepção freqüente de imagens, idéias, música e outras inspirações criativas.

Conselho: Pelo menos registre estas inspirações, porque o Espírito está falando com você sobre como poderá preencher o seu propósito e contribuir para a regeneração do planeta.

13. Percepção de que o tempo está acelerando

Tem essa impressão porque sofreu muitas e freqüentes alterações na sua vida.

A quantidade de alterações parece estar aumentando.

Conselho: Repartir o dia em encontros e segmentos temporários, aumenta o sentido de aceleração. Pode abrandar o tempo relaxando no momento presente e prestando atenção ao que tem em mãos, sem antecipar os acontecimentos. Abrande e diga para si mesmo que tem bastante tempo. Peça ajuda ao seu Eu Superior. Mantenha-se atento ao presente. Tente passar de uma atividade a outra. Centre-se no seu guia interior.

14. Premonição

Um sentimento de que algo vai acontecer, que pode criar ansiedade.

Conselho: Não há nada com que se preocupar. As coisas acontecem mesmo, mas a ansiedade só lhe criará mais problemas. Não há nada a temer.

15. Impaciência

Sabe o que fazer, mas, por vezes, isso não ajuda. Quer resolver o que lhe parece estar no seu caminho. Reconhece que as incertezas são desconfortáveis.

Conselho: Aprenda a viver com incertezas sabendo que nada lhe aparecerá à sua frente, se não estiver pronto. A impaciência é, na realidade, uma falta de confiança, especialmente no seu Eu Superior. Quando focar o presente, verá milagres acontecerem.

16. Despertar

Talvez um interesse pelo Espírito surja, pela primeira vez, na vida. Uma chamada profunda para o significado da vida, para o seu propósito. Ligação espiritual e revelação. Um “constante desejo ardente” . A vida mundana não preenche este vazio.

Conselho: Siga o seu coração, e o caminho ser-lhe-á mostrado.

25. Ser diferente dos outros

Um sentimento estranho de que tudo na sua vida parece novo e alterado, que deixou o seu eu antigo para trás. E deixou. Está muito maior que pode imaginar. E há mais para vir.

17. Ajudas de vários tipos

Aparecem “professores” em todo o lado, no momento certo, para ajudar à sua caminhada espiritual – pessoas, livros, palestras, filmes, acontecimentos, Mãe Natureza, etc. Estes “professores” podem parecer negativos ou positivos, mas, de uma perspectiva transcendente, são sempre perfeitos. Surgirá, precisamente, o que tiver que aprender.

Conselho: Lembre-se de que nunca receberemos mais do que aquilo que estamos preparados para lidar. Cada desafio apresenta-nos uma oportunidade para provarmos a nossa mestria na superação.

18. Compreensão súbita

Encontro de uma pista espiritual, que faz sentido para si e que lhe “toca” nos mais profundos níveis. Repentinamente, obtém uma perspectiva que nunca tinha considerado. Tem fome de mais. Lê, partilha os conhecimentos com outros, faz perguntas e vai ao fundo para descobrir quem é e porque está aqui. Corre o risco filosófico de se perguntar “Por que Existo?”.

19. Rapidez de aprendizagem

Aprende depressa. Sente que está “captando” muito rápidamente.

Conselho: Lembre-se que as coisas lhe chegarão quando estiver pronto para lidar com elas. Não antes. Lide corajosamente com o que for surgindo e, assim, avançará rápidamente.



20. Intensificação de integridade

Reconhece que é tempo para viver e falar a sua verdade. Súbitamente, parece-lhe importante ser mais autêntico, mais você mesmo. Talvez tenha que dizer “não” a pessoas a quem tentou agradar no passado. Achará intolerável manter-se num casamento, emprego ou lugar, que já não se coaduna com o que você é atualmente. Igualmente, talvez se dê conta de que já não tem nada a esconder ou segredos a manter. A honestidade torna-se importante em todos os seus relacionamentos.

Conselho: ouça o seu coração. Se o seu interior lhe disser para não fazer algo, fale alto e aja.

Diga “não”. Da mesma forma deverá dizer “sim” àquilo que considera válido.
Deve arriscar-se a não agradar aos outros, sem culpas, de forma a atingir a soberania espiritual.

21. Harmonia com épocas e ciclos

Sente-se mais sintonizado com as estações do ano, fases da lua e ciclos naturais.
Maior entendimento sobre o seu lugar no mundo. Uma forte ligação à Terra.

22. Aumento da sincronicidade

Se ocorrem muitos pequenos “milagres”… espere por mais.

Conselho: Situações sincronizadas dizem-lhe que está agindo na direção certa ou fazendo as escolhas acertadas. O espírito usa a sincronicidade para se comunicar com você. Começou a viver os milagres diários.

23. Desenvolvimento das habilidades intuitivas e alteração de estados de consciência

Pensar em alguém e imediatamente saber desse alguém. Mais sincronismo. Ter percepções internas sobre padrões ou acontecimentos passados. Ver o futuro, ter experiências fora do corpo e outros fenômenos físicos. Intensificação da sensibilidade e do conhecimento. Entender a sua própria essência e a dos outros.

24. Comunicação com o Espírito

Canalizar informação. Cada vez mais pessoas parecem estar recebendo esta oportunidade. Sentir inspiração e obter informação, que toma a forma de escrita, pintura, idéias, comunicações, dança, etc.

25. Sentimento de Unidade

Experiência direta de União. Conhecimento transcendente. Compaixão e amor por tudo o que vive. Compaixão desligada ou amor incondicional por tudo, o que nos leva a mais altos níveis de consciência e júbilo.

26. Alegria e benção

Um profundo e permanente sentido de paz e acompanhamento.

27. Integração

Torna-se mais forte e mais leve emocional, psicológica, física e espiritualmente.
Sensação de alinhamento com o Eu Superior.

28. Viver o seu propósito

Sabe que está, finalmente, fazendo aquilo que o trouxe à Terra. Novas aptidões e dons estão emergindo, especialmente os de recuperação da saúde. A sua vida/trabalho está, agora, convergindo e começando a fazer sentido. Vai usar, finalmente, todas estas aptidões.

Conselho: ouça o seu coração. A sua paixão leva-o para onde deve estar. Deixe-se ir e pergunte ao seu Eu Interior: «O que queres que eu faça?» Preste atenção às sincronicidades. Ouça.

29. Sentir-se mais perto dos animais e plantas

Para algumas pessoas, os animais parecem ser mais «humanos» no seu comportamento. Os animais selvagens mostram menos medo. As plantas respondem ao amor e à atenção que você lhes dá, agora mais que nunca. Algumas até podem ter mensagens para você.



30. Visualização de seres de outras dimensões

O véu entre dimensões é cada vez mais fino, pelo que este fato não surpreende. Mantenha-se no seu posto. Dado que você tem mais poder do que imagina, não receie nada. Peça ajuda aos seus guias, no caso de sentir que escorrega para o medo.

31. Manifestação física de pensamentos e desejos

Tudo isto passa a ocorrer de forma mais rápida e eficiente.

Conselho: Controle os seus pensamentos. Pois todos eles são orações. Tenha cuidado com o que pede.

32. Hemisfério esquerdo confuso

As suas habilidades físicas, o seu saber intuitivo, os seus sentimentos e compaixão, a sua forma de sentir o corpo, a sua visão, a sua expressão, todos emanam do lado direito do cérebro. Para que esta parte do cérebro se desenvolva melhor, o lado esquerdo do cérebro deve “abrandar”. Normalmente, a capacidade do hemisfério esquerdo de ordenar, organizar, estruturar, alinhar, analisar, rever, precisar, concentrar, resolver problemas e aprender matemática domina o nosso menos valorizado cérebro direito.

Daqui resultam: lapsos de memória, colocação de palavras na seqüência errada, falta de habilidade ou falta de vontade de ler durante muito tempo, falta de concentração, esquecer-se do que ia dizer, impaciência com formas lineares de comunicação (áudio ou escrita), dispersão, perda de interesse em investigar ou em informação complexa; sentimento de ser bombardeado com palavras, conversas e informação. Relutância em escrever.

Por vezes sente-se “obtuso” e não tem interesse em analisar, viver discussões intelectuais ou investigar. Por outro lado, pode se sentir inclinado ao que tem significado: vídeos, revistas com fotografias, trabalhos artísticos, filmes, música, escultura, pintura, estar com pessoas, dançar, jardinagem, andar a pé e outras formas de esforço muscular. Pode procurar informação espiritual ou até ficção científica.

Conselho: Se permitir que o seu coração e o lado direito cerebral o orientem, o cérebro esquerdo será ativado apropriadamente para o ajudar. Um dia, estaremos bem equilibrados, usando ambos os hemisférios com maestria.

CONCLUSÃO:

Os avanços desses conceitos, vão passar pelo nosso upgrade dimensional e o nosso contato com outros Orbes das galáxias e sistemas planetários com outros seres, com outras visões e circunstâncias evolutivas e isso, não podemos deixar de considerar quando falamos desses assuntos tratados aqui.

À medida que a nossa consciência evolui espiritualmente, ela se eleva em frequência.

Cada passo que aumenta a consciência, traz com ele uma visão mais expandida da realidade.

Hoje, a Humanidade está processando o conceito de expansão da mente, de vida em outros planetas. Cada passo nesta direção encontra a resistência intolerante e o ceticismo e, no entanto, estes passos continuam sendo dados por aqueles que ousam se aventurar para longe da “visão paroquial” de nosso pequeno planeta.

Os seres humanos físicos podem viver em reinos mais iluminados da quarta dimensão, bem como em nossa existência atual, da terceira dimensão.

Na Terra, estivemos trabalhando através da experiência de terceira dimensão e usando o mundo na quarta dimensão como o espaço em que iremos na vida após a morte. Isto está prestes a mudar.

A maior mudança da Mudança será quando a Terra “elevar-se aos Céus Dimensionais” e todos nós mudaremos para uma frequência da existência física na quarta dimensão. As coisas ainda parecerão as mesmas após esta mudança de frequência, embora a consciência seja vista como tendo uma influência mais perceptível na realidade.

Assim, não desconsideremos a existência de vida física na quarta dimensão em qualquer destes 500 milhões de planetas ou mais.

Uma visão que engloba um universo povoado, ao invés de apenas um planeta, explicaria também o mistério de onde vieram todas as almas que vivem hoje. De onde vieram todos estes bilhões de almas?

Hoje, há mais pessoas encarnadas na Terra do que a soma de todas as encarnações já registradas em toda a história, assim estamos recebendo mais pessoas de outros lugares.

Quando expandimos o nosso ponto de vista para uma concepção cósmica, podemos apreciar que A Mudança é uma onda de ascensão reverberando através desta parte da Galáxia.

Poderia ser que, como os surfistas que procuram a próxima onda boa, as pessoas vieram de outros planetas para ser uma parte da ação aqui na Terra?

A verdade é que a Terra é um “acontecimento local” agora. Encarnar na Terra durante a era da Mudança é uma imensa experiência para qualquer alma que explore a realidade física em qualquer lugar do universo.

Apenas ser uma parte das mudanças que estão levando à grande mudança, é algo que fica gravado na experiência de qualquer pessoa viva hoje, seja em um corpo físico ou no mundo da vida após a morte.

Vamos encarar isto: estamos experienciando uma onda de ascensão histórica que nos levará da terceira dimensão para a quarta dimensão.

Quando começamos a compreender que toda a vida é Sagrada, começamos a ver a vida de uma maneira diferente. Começamos a ver as cores e os padrões da vida e isto é porque não estamos tendo toda a nossa atenção tomada pela necessidade incessante de ganharmos e consumirmos.

Temos tempo para percebermos a grande sinfonia da vida e o nosso espaço nela.Podemos começar a nos conectarmos com o Círculo Sagrado da Vida, estamos também aqui para compartilharmos do sonho comum da Vida e da Criação, e apreciarmos a Grande Criação do Planeta e de todos os seus seres.

Quando abordamos a vida e o planeta a partir de uma perspectiva de admiração e de gratidão, começamos a ver coisas que não veríamos de outra forma.E começamos a apreciar o nosso espaço na Terra e a nossa parte nesta Grande Transição.

Podemos também começar a sentir que precisamos “viver o nosso discurso” e começarmos a ver como podemos mudar as nossas vidas para nos alinharmos com as novas energias que chegam. Estas novas energias nos levarão de volta ao projeto original e então, para um Planeta com Harmonia e Equilíbrio.

Mas devemos dar estes passos para a harmonia e o equilíbrio, e observarmos as maneiras com que as nossas vidas estão ainda conectadas ao contínuo sistema do consumismo. Neste momento de mudança, é inevitável que vivamos com um pé em cada mundo, por assim dizer, mas deveríamos estar trabalhando para garantir que nos movamos mais e mais para um mundo de harmonia e de equilíbrio, e que façamos estas escolhas.

Isto cabe a nós. É para isto que estamos aqui. Precisamos fazer as escolhas de vida que nos alinhe com uma Terra do Futuro que seja rica e harmoniosa e que apóie toda a Vida.

Fonte: http://portal2013br.wordpress.com

http://despertardegaia.blogspot.com/