Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

MÔNADA, ALMA E PERSONALIDADE:







A MÔNADA

Estamos na nossa experiência terrena condicionados ao Eu, um condicionamento necessário à evolução e expansão do Todo. Este condicionamento permite-nos viver e experienciar a vida na Terra como seres individuais, fazendo-nos esquecer um pouco da nossa existência primordial e da nossa ligação ao Todo.

Uma das teorias mais interessantes referentes à forma como se dá a ligação ao Todo é a proposta pelo Dr. Joshua David Stone, Ph. D. em psicologia transpessoal, a Teoria das Mônadas, a qual é sustentada pelos ensinamentos de dois dos mestres de Joshua, a britânica Alice Bayley (1880-1949) e o tibetano Djwhal Khul.

MÔNADAS

Segundo esta teoria, existe uma energia que se designa Mônada que se divide em 12 extensões que se designam Alma. Por sua vez, cada alma divide-se em outras 12 Extensões da Alma que experienciam a densidade, seja na Terra seja em outro plano material; assim sendo, cada um de nós que experiencia a vida na Terra, é uma extensão de uma energia superior designada alma.

Uma mônada é assim constituída por um total de 144 extensões que constantemente partilham experiências entre si, evoluindo e fazendo evoluir cada alma e consequentemente cada mônada. A energia Alma pode também ser vista como a energia que cada vez com mais frequência se conhece como o Eu Superior e a Mônada, na sua ligação com todas as outras mônadas, a energia que normalmente se designa por muitas culturas, como Deus.

OS SONHOS
Esta teoria acende muitas luzes, por exemplo, sobre o mundo dos sonhos. Quando sonhamos, acedemos também às memória e experiências de todas as outras 143 extensões da mônada, mas mais estreitamente às memórias das 11 extensões da alma que pertencemos. Durante um sonho pode ocorrer uma cura ou simplesmente uma das outras extensões, ou mesmo a energia da alma, pode-nos dar informação valorosíssima para a resolução de determinado problema.

Medos e fobias podem até ser aliviados, se a extensão está a passar por momentos demasiado dolorosos e a alma decide que a experiência não está a decorrer de acordo com a experiência pretendida. Normalmente isto acontece através da experiência de sonho que designamos por pesadelo mas que se deve entender como uma experiência necessária para a cura de determinado aspecto em nós próprios.

SINTOMAS INEXPLICÁVEIS

Esta teoria explica também determinadas dores ou efeitos físicos sem causa aparente, que acontecem inexplicavelmente e desaparecem conforme surgiram. Por exemplo, se uma das extensões da Alma está a experienciar uma morte traumática, ou dolorosa fisicamente, essa dor pode ser experienciada, ainda que a um nível subtil, pelas outras 11 extensões da mesma alma, ou mesmo, por todas as outras 132 extensões das outras 11 almas pertencentes à mesma mônada.

Esta teoria diz-nos ainda que, quando se entra em processo de regressão, está-se não só a aceder aos nossos registos akáshicos, mas, se necessário, aos registos das outras 143 extensões da mônada, caso por exemplo, se uma experiência doutra extensão influenciou duma forma marcada, a nossa vida atual.

ALMAS GÉMEAS

O facto de sentirmos inexplicavelmente que conhecemos uma pessoa à muito tempo, quando a acabámos de conhecer à minutos, explica-se por esta teoria, pois essa pessoa pode simplesmente ser uma das outras 11 extensões da sua alma, com a qual, você partilha as suas experiências e que normalmente na Terra designamos como Alma Gémea.

Estar na presença de uma das outras 132 extensões das outras 11 almas, pode também fazer aflorar o sentimento de familiaridade. Diz-se que quando duas extensões da mesma alma se juntam numa mesma experiência, se cria uma energia muito forte e que quando os seus propósitos de vida na Terra é a evolução dos aspectos ligados ao corpo espiritual, ambas as extensões evoluem bastante pois a sua ligação é bastante mais estreita.

A UNIDADE
A teoria das mônadas mostra-nos por fim, que somos todos Um, porque todas as mônadas estão também ligadas entre si, evoluindo e trabalhando constantemente para a evolução e expansão do Todo que na Terra designamos por Universo Infinito.

Introdução / definição

Conforme a estrutura universal publicada neste site, sobre “universo - formação constituição e nosso sistema solar“, observamos, que num determinado momento da criação, ainda no universo multimensional criado estão localizadas as mônadas.

Neste exato momento da criação, deus começa a colocar no universo criado os elementos primeiros, fundamentais da realidade.

Deus criou filhos e filhas no estado espiritual.
Ele criou o que chamamos de “centelhas” ou “células” espirituais individualizadas do criador.
Ele na verdade criou o que esotericamente chamamos de mônadas.
A mônada também é chamada de “presença do eu sou”.
Essa foi a nossa primeira inteligência e a nossa primeira identidade individualizada.
Na verdade são concebidas como átomos espirituais dotados de atividade, substâncias forças.
Deus criou números infinitos de mônadas.
Elas são eternas e não há duas mônadas perfeitamente iguais.
A mônada habita o segundo plano da nossa série de planos, que chamamos de plano monádico.

Formação e tipos de mônadas.

A mônada é uma substância simples, pois não possui partes sendo indivisível.
Como as mônadas são eternas, a sua imensa série se dispõe em escala hierárquica ascendente, contínua da ínfima mônada até a suprema, deus.

Elas não têm relações recíprocas e poderíamos distingui-las em quatro grandes ordens.

1- Mônadas nuas, que constituem o reino mineral e as plantas, dotadas de representação inconsciente;
2- Mônadas sensitivas, capazes de representação consciente ou apercepção; constituem as almas dos brutos;
3- Mônadas racionais, ou almas humanas, enriquecidas de conhecimento científico e consciência reflexa;
4- Mônada suprema, ou deus, absolutamente perfeita, causa eficiente em todas as outras.

A ordem entre elas é explicada pela harmonia preestabelecida, que deus introduziu na criação.
Deus seria a mônada suprema, criadora e ordenadora de todas as outras.
Poderíamos exprimir que cada mônada é um espelho vivo e perpétuo do universo, e este é regulado uma ordem perfeita.

Cada mônada é uma multiplicidade, com diversos compartimentos a realizar experiências com funções específicas, como cada célula de nosso corpo humano e com objetivo final, exprimir todo o universo.

A alma e a personalidade

A centelha divina, também chamada de espírito, é a nossa identidade verdadeira.
A mônada, ou centelha divina decidiu com seu livre-arbítrio que queria experimentar uma forma no universo material.
Cada uma das mônadas criou, com o poder se sua mente, doze almas.

Cada alma é uma projeção diminuta do criador. A alma também é conhecida como eu superior.
Por sua vez cada alma querendo experimentar uma forma mais densa do universo material, deu origem a doze personalidades, ou extensões de alma.

Através dessa divisão o objetivo era experienciar o plano físico e a evolução através deste processo.
Nos da terra somos personalidades, ou extensões de alma, de nossa alma, do mesmo modo que nossa alma é uma extensão de uma consciência maior, a nossa mônada.

Por sua vez nossa mônada é uma extensão de uma consciência ainda maior, que é deus, a divindade, o pai e a mãe, toda a criação.

Desse modo temos aqui na terra uma família de almas, por assim dizer, de onze outras extensões de alma.
As outras onze extensões de alma podem estar encarnadas aqui ou em algum lugar no infinito universo de deus.

As outras extensões de nossa alma podem não estar num corpo físico neste momento, podendo estar habitando um de outros planos espirituais de existência.

As onze extensões da nossa alma podem ser consideradas a nossa família espiritual mais próxima.
Portanto temos em nossa mônada uma grande família monâdica, que se soma cento e quarenta e quatro.

Supõem-se que em nosso sistema planetário terrestre temos, sessenta bilhões de mônadas operando, o que podemos concluir que no sistema de reencarnações deste planeta, teremos, portanto, oito trilhões e seiscentos e quarenta bilhões de personalidades envolvidas.

Notas:-

Na Bíblia Sagrada na parte do apocalipse de João são mencionados de forma singular as mônadas, com os cento e quarenta e quatro mil selados de Israel, antes que as cousas ruins aconteçam. (epístola 7).

E que todos estarão reunidos juntos com deus (epístola 14).

Desta forma temos uma visão geral de que todos fazemos parte de deus e um dia voltaremos ao seu seio, apesar de como disse em outras falas, que o processo é longo e lento.

Por isso somos eternos e somos deuses também, pois afinal somos sua centelha em ação e que nos dá a responsabilidade de co-criadores.

Vicente Chagas

O GRANDE SOL CENTRAL

O Grande Sol Central é o centro do cosmo; centro da luz; da divindade cristica dos Universos paralelos. É a Consciência da Central Cósmica . É Alfa e Ômega,criação pai-mãe, portal para as dimensões superiores. O ponto de integração do Espírito para a matéria. O ponto de origem de toda criação física e espiritual; O Grande Sol Central pode ser chamado como a fonte da luz divina, onde em sua manifestações puras , nós reconhecemos os Anjos, Arcanjos, Elohims, serafins, querubins, as hostes celestiais hierarquias e irmandades cósmicas.

Um número infinito de partículas de ondas de alta potências de Luz, alcançam a Terra em determinada frequência, que conhecemos como espectro eletromagnético e que podem ser visíveis por uma faixa chamada espectro visível . Essa faixa de ondas é dividida em sete raios, cada um emite uma vibração única, que podemos reconhecer fisicamente através da cor, por um efeito chamado Arco-Íris.

SUA REALIDADE TRASCENDENTE

Nossa Galáxia o MACROCÓSMOS gravita em torno do SOL CENTRAL SIRIO.
Por esta "porta" penetram as diretrizes da GRANDE LEI, que passam depois pela "porta" do SOL DE ORS, que é o SOL do nosso Sistema Solar.

Depois passam pelas "portas" do SOL CENTRAL do PLANETA, para finalmente penetrar ao interior do Microcosmos HOMBRE pelas "portas" do ÁTOMO NOUS, que vibra num recôndito lugar do CORAÇÃO.

Cada vez que SIRIO vibra de uma determinada maneira, também o fazem simultaneamente todos os SOIS da CADEIA SOLAR que culmina em NOUS, o SOL CENTRAL de cada ser humano.

QUANDO ASTROLOGICAMENTE SE DIZ QUE O SOL REGE O CORAÇÃO DO HOMEM, DEVE SER INTERPRETADO À LUZ DESTES CONHECIMENTOS TRASCENDENTES, COM O QUAL CONCLUIREMOS QUE O CORAÇÃO NÃO SÓ É O CENTRO GRAVITACIONAL DO HOMEM, SINÃO QUE É TAMBEM UM PONTO DE INTEGRAÇÃO COM A UNIDADE DO UNIVERSO.

(fonte : http://www.misteriosdevelados.com.ar/)

©2014 Solange Christtine Ventura
http://www.curaeascesao.com.br
Obrigado por incluir o link do website quando compartilhar esta Mensagem com outros.