Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 31 de maio de 2014

A QUESTÃO DOS PORTAIS E A ASTROLOGIA




Eis um assunto interessante que já merecia um post há tempos. Muitas pessoas acreditam que em determinados horários ou datas portais de energia são abertos (como por exemplo 11:11 ou ainda em outras datas “especiais” como 4/4/2014) mas qual o fundamento disso, será que realmente portais “cósmicos” são abertos nesses horários numericamente “especiais”?


Devemos atentar, antes de qualquer coisa, para o fato de que o calendário ocidental é relativamente recente e que existem outros calendários usados amplamente em outras culturas, como o calendário judaico (que é lunisolar) e o calendário hegírico (lunar) utilizado pelos muçulmanos, que marcam cada um a sua forma determinados ciclos da Terra em relação ao Sol, a Lua ou a ambos.


A ferramenta mais adequada para analisar e utilizar em benefício próprio a influência da energia cósmica que chega a Terra (o fluido universal) é a Astrologia, pois ela estuda o arquétipo, a representação e a combinação das características do planeta ou orbe em relação a própria pessoa.


Por exemplo: Mercúrio, planeta com rápida órbita ao redor do Sol representa a capacidade de comunicação, aprendizado e expressão, pois é o planeta mais próximo do Sol, que se “comunica” mais rapidamente com o Sol, que por sua vez representa o intelecto, a razão, a figura do pai, a criatividade e justamente por esses significados do Sol (pai) Mercúrio (mais próximo do Sol) também representa os irmãos (considerando que na Astrologia os planetas e orbes são estudados do ponto de vista da Terra como o planeta que representa a própria pessoa e o céu a interação e influência desses aspectos sobre essa pessoa).


A Lua por sua vez representa a emoção, a figura materna e a sustentação, nutrição, pois mantém o suave equilíbrio orbital da Terra ao mesmo tempo que busca refletir a luz do Sol, arquetipicamente a emoção (Lua) que direciona a luz do conhecimento/intelecto (Sol) para a pessoa (Terra) que recebe a influência desses arquétipos.


Da mesma maneira, planetas com órbitas mais longas como Urano, Netuno e Plutão simbolizam mais as influências coletivas, pois suas órbitas que permanecem vários anos em um mesmo signo simbolizam mudanças e padrões de uma geração inteira, questões inconscientes ligadas às experiências que o individuo vivencia na sociedade em determinada época.


Da mesma forma o céu da Terra, no estudo da Astrologia, é dividido simbolicamente em 12 espaços, cada um contendo 30 graus, equivalendo a 360 graus da esfera terrestre e por sua vez interagem com os dias do ano do calendário ocidental (365).


Cada planeta, a exceção de Mercúrio e Vênus, representa um signo e cada signo representa uma casa, formando assim 12 signos e 12 casas, com significados e arquétipos que interagem entre si através de aspectos harmônicos ou tensos e expressam, como um espelho, certas qualidades e defeitos que a pessoa necessita trabalhar.


Por exemplo, alguém que teve má relação com o pai, não é porque o Sol mandou uma energia “má” para o nascimento de alguém em determinada hora e local fazendo com que a pessoa fosse azarada, mas tão somente o mapa irá mostrar, segundo o aspecto, que aquelas quadraturas e má aspectações do Sol em relação ao Ascendente identificam que a pessoa veio para trabalhar uma relação difícil com o pai. A Astrologia ajuda a identificar pelos arquétipos que ali vai existir uma relação difícil, não foi a energia do Sol que criou aquela situação ruim, a energia solar do mapa apenas expressa, marca, aponta a energia que a própria pessoa traz de questões kármicas, positivas ou negativas para serem trabalhadas, simplesmente um espelhamento.


Considerando, portanto, que o estudo dos astros é um espelhamento do próprio ser humano e que a Astrologia estuda seus arquétipos, identificando a nível pessoal e social karmas positivos ou negativos, assim como épocas na sociedade mais difíceis ou mais promissoras em determinadas áreas, segundo os ciclos evolutivos do planeta, é muito mais lógico se supor que qualquer fluxo ou combinação positiva ou negativa de energias a nível coletivo (um portal, por exemplo) será regido por combinações astrológicas e não por simples igualdades numéricas de repetição de números, até porque temos ainda duas questões:


Primeiro: A Astrologia tem vasto campo de comprovação dos seus arquétipos, ou seja, os estudos de signos, casas e significados de seus arquétipos estão profundamente bem fundamentados em diversas obras baseadas em centenas de mapas estudados.


Segundo: A numerologia no seu sentido mais estudado, amplo e antigo está ligada ao estudo dos arcanos maiores (22) que por sua vez estão ligados aos 22 caminhos da Árvore das Vidas, ou seja, o estudo de numerologia a respeito de fluxos de energia em direção a Terra é muito mais sólido se estudarmos os arcanos maiores do que simplesmente estipularmos datas de numeração idêntica (como 11:11 como se fossem o marco de algo especial)


O que acontece nessas datas ditas “especiais” como 11:11 que muitos divulgam como “portais” é tão somente uma interação de pensamentos em um foco comum (egrégora) das pessoas que acreditam que algo especial acontece naquele horário e trocam energias entre si, tão somente, compartilhando dos pensamentos e sensações coletivas ligadas a determinada egrégora, que pode ser tanto as 11h e 11minutos, no dia 4/4/2014 ou em uma data qualquer como 29 de dezembro de 2032, pois o que importa não é a igualdade dos números mas a formação da egregora em si das pessoas que acreditam na validade daquilo, tão somente.


O único problema dessa atividade não é nem a questão de não estar ligado a um evento cósmico ou de portal especial, mas sim de estar ligado a uma egrégora da qual não se sabe quem realmente a está controlando (normalmente o criador da idéia ou alguém ligado a esta pessoa que tenha maiores conhecimentos magísticos) e servir apenas como doador de ectoplasma, sentindo uma espécie de leveza após a prática que nada mais é do que o “tanque” (duplo etérico) mais leve por ter pedido ectoplasma.




Egrégora, seus tentáculos e foco central energético mais brilhante



Mas então como utilizar a energia cósmica em benefício próprio ou de outrem Zé??


Conhecendo os significados da Astrologia é possível realizar mentalizações, consagrações e inaugurações em horários específicos (na verdade janelas de horários que variam entre 5, 10, 15 minutos) nas quais determinadas posições astrológicas serão mais favoráveis para determinada ação segundo o arquétipo que representam.


Vamos a um exemplo prático: o horário do relógio é no sentido horário, enquanto que a ordem crescente das casas é no sentido antihorário.


O grau zero (cúspide) da casa 01, ponto conhecido como Ascendente, equivale às 6 horas da manhã e seguindo no sentido horário, chegaremos ao grau zero (cúspide) da casa 10, ponto conhecido como Meio Céu, por volta de meio dia, no auge do Sol, o ponto mais alto de um mapa astral. Ou seja, seguindo no sentido horário a partir do Ascendente seguiremos o sentido horário do tempo a partir das 6 horas da manhã e ao mesmo tempo no sentido decrescente das casas astrológicas (1,12,11,10...)


Os 4 eixos do mapa (pontos do Ascendente, Meio Céu, Descendente e Fundo do Céu) apontam respectivamente para 6 horas da manhã, meio dia, 6 horas da tarde e meia noite.


Dessa forma é possível associar um horário do dia à presença do Sol em determinada casa (tendo pequena variação no horário de verão) e sabendo dos significados de cada casa é possível calcular um horário melhor para realizar algumas atividades.


Por exemplo: não é aconselhável assinar contratos ou formalizar negócios entre o horário das 16h e 18h, isso se explica porque nesse horário (exceto de verão) o Sol está na casa 07, casa que apesar de mostrar em um mapa as sociedades e associações, mostra também as relações públicas, tudo aquilo que vem a público, aparece, “fica na vitrine”, o que para a formalização de muitos negócios que precisam sigilo não é nada bom.


No horário que o Sol está na casa 07 o mais adequado é fazer estratégias de divulgação, exposição, com a intenção de fazer o seu negócio ou atividade profissional ser visto.


Exatamente por esse motivo eu procuro sempre que possível lançar um novo post no Face ou no blog por volta desse horário (ali pelas 18h ou um pouco mais tarde até no horário de verão), pois assim o Sol está nos últimos graus da casa 07 levando essa energia ao máximo e indo em direção a casa 06, que fala do trabalho, cotidiano, rotinas em geral.


Lançamentos especiais, por exemplo, devem ser realizados se possível com o Sol na casa 07 ou na casa 10 (que fala do sucesso profissional, status, carreira, objetivos a nível social, reputação) e a presença de pelo menos mais dois planetas, sendo favorável a presença de Júpiter (expansão) e se possível um planeta com características “explosivas” (Marte, Urano) e melhor ainda com o signo da pessoa tendo um planeta em trígono ou sextil em relação ao Sol (ou pelo menos sem um aspecto tenso como uma quadratura ou oposição, a não ser que haja uma configuração positiva, como uma Estrela de Davi, um grande trígono ou um retângulo místico envolvendo a casa 07)


Vou dar um exemplo: alguém com o signo de Câncer (eu) que quisesse lançar um livro ali entre julho e agosto de 2013. Eu lancei o livro A Bíblia no 3º Milênio no dia 29 de julho em virtude de uma raríssima e auspiciosa Estrela de Davi que tinha se formado antes há quase 60 anos, na época do fim da Segunda Guerra (lembrando que na Astrologia, nas configurações astrológicas, os aspectos em relação a pontos arábicos e asteróides não são considerados, apenas são considerados os aspectos entre planetas, por isso o fenômeno da Estrela é raríssimo). Com alguns planetas na casa 10 e apenas um na casa 07, a configuração raríssima e muito forte energizou o mapa inteiro naquele horário, especificamente o signo de Câncer no topo (Meio Céu) e a Lua, regente de Câncer, na casa 07.







Mas eu poderia ter lançado duas semanas antes, pois dia 16 de julho de 2013 às 16 horas ocorreu também uma configuração favorável para alguém, do signo de Câncer, que quisesse lançar um livro. Vejamos abaixo:







Sol (autoridade, vitalidade, identidade), Mercúrio (capacidade de comunicação, razão, movimento rápido) e Júpiter com muita energia em exaltação (planeta que simboliza expansão, crescimento, filosofia de vida) estão na casa 07 em Câncer, sendo que Júpiter o planeta mais energizado do mapa nesse horário estava ligado a um grande trígono de água (configuração harmônica que em signos de água favorece as artes, expressão emocional), com Netuno energizado também por estar em domínio no signo regido por ele (Peixes) na casa 03 (que fala entre outras coisas da comunicação escrita e falada, na casa regida por Mercúrio que está na casa 07 no mapa), esses dois planetas bem energizados (Júpiter e Netuno) direcionam as energias para a Lua com pouca energia, mas ao receber essa dupla energia do trígono se fortalece, na casa que fala dos grupos, ideais, grandes organizações, pessoas que se juntam por um ideal, sendo que a Lua é o planeta que rege o signo de Câncer, na casa 07 e não bastasse tudo isso o Meio Céu está em Virgem, signo regido por Mercúrio, planeta que está na casa 07. Um mapa bem favorável para a divulgação de uma obra escrita com o objetivo de reunir pessoas em um mesmo objetivo.


Seguindo essa linha de raciocínio do significado das casas as consagrações (energizar sua egrégora pessoal e daquilo que você criou e deseja expandir, seja uma obra, um negócio, o que for) devem ser feitas com o Sol na casa 01, pois é a casa que fala dos começos, como projetamos nossa imagem nas outras pessoas.


Da mesma forma, iniciar o processo criativo de algo, assinar um contrato, deve ser realizado quando o Sol estiver na casa 05, pois é a casa regida por Leão tendo como planeta regente o Sol (vitalidade, autoridade, identidade), casa que fala da criatividade, auto-expressão, prazer de viver, aplicações financeiras com grau de risco maior


Para fortalecer os laços de amizade, companheirismo de uma equipe o ideal é organizar um coquetel ou uma confraternização quando o Sol estiver na casa 04 (por volta de 23 horas), pois é a casa regida por Câncer e Lua (sustentação, nutrição, receptividade, padrões e hábitos), casa 04 que fala além das características lunares dos imóveis, terras, raízes psicológicas, formação familiar


Ou seja, as mesmas dicas para uma divulgação (casas 7 e 10) devem ser observadas para uma consagração, início ou criação de algo (materializar uma obra ou um negócio que já estava sendo imaginado, seja a primeira página de um livro ou assinatura de um contrato) assim como os reforços dos laços de uma equipe profissional.


Para finalizar vou deixar como exemplo uma consagração de um livro que já foi escrito por um escritor que seja de Câncer (no caso, eu mesmo). No dia 26 de julho de 2014, às 5 horas e 10 minutos teremos a seguinte disposição no mapa astral dos céus de Porto Alegre:






Temos 5 planetas, o ponto da fortuna e o ascendente na casa 01 (sendo o ascendente, ponto da fortuna, Vênus, Mercúrio e Lua em Câncer). O Sol está em stellium (conjunção múltipla) com Júpiter e Lua, sendo que o Sol e a Lua estão ambos em domínio muito energizados, o que torna a energia da casa 1 em Câncer ainda mais forte nesse horário. Vênus está em conjunção com o ponto da fortuna e, além disso, está ligado por uma quadratura em T e um grande trígono de água (que favorece as artes, comunicação emocional), respectivamente a Plutão, Urano e Netuno e Saturno, sendo que Urano está cravado no Meio Céu e os outros 2 planetas transpessoais estão ligados a Vênus também, que é o planeta dos valores, equilíbrio, amor, beleza e que canaliza toda a energia da casa 1 e Câncer por essas duas configurações para o resto do mapa, sobretudo as casas 7 e 10.



Acredito por experiência própria que a utilização desses conhecimentos é muito mais eficaz do que a mentalização em datas de portais baseados em igualdades numéricas e espero que este texto tenha ajudado com algumas dicas os leitores de como aproveitar de forma positiva o estudo consagrado da Astrologia para obter maior sucesso nas ações do dia a dia.







Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036


Fórum Profecias 2036:
http://www.profecias2036.com.br/forum/



Read more: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2014/05/a-questao-dos-portais-e-astrologia.html#ixzz33KhYjYaS