Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 19 de dezembro de 2015

UNIDADE VERSUS SEPARAÇÃO:





O eterno tema da história humana na Terra tem sido o do bem contra o mal. Nós geralmente definimos o bom comportamento como o que é altruísta e solidário. O mau como seu oposto é então definido como um comportamento que é de auto serviço em detrimento dos outros.

Por trás destas definições opostas está um princípio comum, o da separação. Muito antes do tempo da consciência original assumir a forma humana, todas as formas de consciência sabiam que elas eram UM, que elas eram parte de um todo interligado. Isso é chamado de consciência da UNIDADE.

Originalmente os seres humanos estavam conscientemente conectados a natureza e também uns aos outros, assim como os animais estão hoje. Por exemplo, após o enorme tsunami que atingiu a Indonésia em dezembro de 2004, um grande número de seres humanos mortos foram encontrados, mas nenhum animal selvagem morreu. Todos os animais tinham conhecimento do desastre iminente e dirigiram-se para terrenos mais elevados.

A mídia informou que um grupo de elefantes normalmente dóceis arrancou as suas estacas de fixação do chão e correu morro acima em direção à segurança, alardeando avisos para outros os seguirem. Assim que o tsunami começou a recuar, os elefantes voltaram e usaram sua altura e força para resgatar crianças da inundação das águas e as levaram para locais mais altos.

Em algum momento na história humana, decidimos explorar o conceito da separação. Nós queríamos não apenas corpos fisicamente separados, mas um verdadeiro sentimento de separação consciente de outras pessoas, do Universo e do Divino.

Já tínhamos almas individuais separadas, corpo espiritual e corpo físico. Decidimos ir até o fim e nascer sem conexão consciente com os outros. Desta maneira nós seriamos entidades verdadeiramente separadas e independentes, enquanto em corpos físicos.

Mesmo que ainda estávamos conectados ao todo, como todas os seres estão, não estaríamos conscientes dessa ligação. Agora podemos pensar, isto foi uma grande experiência !

A razão fundamental para a individualidade é que o Criador primordial pode se experimentar de um número infinito de pontos de vista. Quanto mais realista nós pedimos para ser, mais os pontos de vista seriam verdadeiramente independentes e criativos, com seus próprios sentidos de inteligência e livre arbítrio.

Desde aqueles dias, há muito esquecidos nas brumas do tempo, as pessoas foram nascendo em um mundo onde a separação é a sua realidade. É também um mundo onde o medo da falta pode se desenvolver facilmente. Em condições adversas, a vontade de sobreviver torna-se o medo pela sobrevivência. A ideia de que não existem muitos recursos disponíveis para a própria sobrevivência cria a vontade de lutar por esses recursos. O medo de ser dominado em um ambiente potencialmente perigoso pode levar ao desejo de ganhar poder sobre os outros, a fim de se sentir mais seguro.

E assim, o baixo-ventre negativo da separação da Fonte começou a se desenvolver. À medida que as pessoas se tornavam mais e mais separadas umas das outras pela dura experiência das individualidades egoístas das pessoas, a escuridão se aprofundou. Em um mundo de solidão, onde a pessoa mais próxima pode não ser confiável, onde não existe ninguém a quem recorrer.

Prevendo estas profundezas da escuridão, o Criador tem repetidamente enviado indivíduos de grande luz a este mundo para guiar a humanidade, os indivíduos têm mostrado às pessoas como sair do caminho das trevas. A cultura ocidental está mais familiarizada com os ensinamentos emocionalmente transformadores de Cristo. Outras culturas também receberam professores que trouxeram luz de forma que são mais adequadas para eles. Exemplos destes seres incluem Buda, Krishna, Confúcio e Lao Tse.

Hoje, o capítulo atual desta experiência humana na Terra está chegando ao fim. Estes são tempos de mudança. A frequência de toda a vida no planeta está sendo elevada para que um novo capítulo da vida possa começar. A velha maneira de ser está terminando. As novas crianças que nascem hoje já ressoam com a frequência da nova consciência. O mundo está mudando e, hoje, estamos testemunhando o nascimento de uma nova realidade.

©Owen Waters

Origem: spiritualdynamics

Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível