Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

domingo, 7 de dezembro de 2014

EXPERIÊNCIAS COM PROJEÇÃO ASTRAL: CERVEJA E COORDENADAS VIVAS






Na última semana que passou vivenciei uma experiência com projeção astral bem interessante. Como todo o final de ano, época que também coincide com o recesso dos trabalhos espirituais do grupo de Apometria ao qual participo, procuro fazer uma análise sobre os trabalhos que foram desenvolvidos ao longo do ano, as técnicas em si, inclusive novas informações trazidas pelos amigos espirituais com o intuito de tornar ainda mais eficiente a ação mental do grupo na utilização das técnicas apométricas.


Comentei anteriormente que existe uma diferença entre a obsessão e a goécia, inclusive muito bem exemplificada na obra Tambores de Angola (na minha opinião o melhor livro dele) do Robson Pinheiro: a obsessão é a ação, individual ou coletiva, de um ou mais espíritos encarnados ou desencarnados na perseguição e cultivo de ligações energéticas de baixa vibração, enfermiças, ligadas a pensamentos e sentimentos de ordem inferior que visam influenciar negativamente o obsediado.


Na goécia essa ação é, digamos, mais profissional: há a contratação de entidades especializadas em processos obsessivos no astral que se utilizam, inclusive, de técnicas hipnóticas para potencializar pensamentos e sentimentos negativos já pré existentes no obsediado, além de utilizarem aparelhagens e outras estratégias, como vibriões e ovóides (há maiores informações sobre isso no livro Brasil o Lírio das Américas, capítulo 8, no relato da missão contra o mago Kukulkan).


A Apometria além de tratar casos mais complicados na área de saúde, que necessitam de técnicas que não são usualmente utilizadas em passes individuais ou coletivos (como por exemplo, a dialimetria, também explicada no livro Brasil o Lírio das Américas), trata especificamente no combate às chamadas obsessões mais complexas, o que em alguns centros espíritas é conhecido como “anti goécia”.


Realizando a tradicional reflexão que costumo fazer ao final de cada ano de trabalhos, pedi uma orientação especial dos amigos espirituais sobre algo de novo ou algo que pudesse acrescentar ao combate às obsessões mais complexas (goécias), casos que freqüentemente o grupo de Apometria que trabalho encara ao longo do ano. Foi aí que aconteceu uma interessante experiência projetiva, em resposta ao pedido que realizei.





“Acordei” no plano astral, desdobrado conscientemente em um grande elevador na companhia de um sereno amigo espiritual (identificado após rastrear sua vibração energética, pois mesmo um espírito com aparência serena e amiga pode ser, em verdade, algum kiumba disfarçado de ser de luz), observando que o elevador não subia verticalmente em 90 graus, mas sim em 45º. A entidade falou mentalmente comigo que havia uma entrega para mim no local de destino do elevador.


Chegamos a uma espécie de grande sala, na qual algumas pessoas aguardavam receber algo, que os funcionários do local entregavam. Compreendi, observando o local, que parecia algo como uma agência de Correios, na qual as pessoas recebiam cartas ou notícias através de outras “mídias” de pessoas desencarnadas. De alguma forma, os espíritos conseguiam se comunicar com amigos e parentes encarnados e, certamente, para aqueles que não acreditam em reencarnação ou temem entrar em um centro espírita ou espiritualista, aquela era uma ótima solução.


Uma funcionária vestida com um uniforme azul, entregou-me uma carta. Ao receber o pequeno envelope, assim que o segurei, fui literalmente teletransportado para um local fora daquele ambiente. Percebi que naquele caso, a carta que eu recebi não era para ser lida, mas sim o “caminho” para o destino ali marcado. Ainda conseguia me surpreender com as tecnologias e novidades do mundo espiritual, mas já que estava ali certamente era por algum motivo e como não havia sentido nada de negativo energeticamente desde a trajetória do elevador, prossegui atento, porém tranqüilo.


O local no qual me encontrava era uma longa rua com alguns estabelecimentos abertos. Em alguns trechos da calçada havia barracas que ofereciam alimento gratuitamente. Ao longo da rua havia muitos jovens, a sua maioria encarnados em desdobramento inconsciente e semiconsciente, com profundas olheiras e na grande maioria com aspecto alcolizado e drogado.


Quando percebi quem estava servindo os alimentos fiquei impressionado: eram alguns dos guardiões que faziam parte da equipe de Jeremias. Mentalmente um deles me explicou enquanto eu observava a cena:


– Estamos aqui oferecendo remédio para esses jovens, que após longas noites abusando de álcool e drogas, começam a sofrer processos de vampirização energética. Então uma das soluções que encontramos foi a de levar ajuda a essas pessoas, que ficam perambulando pelo astral (inferior e intermediário pelo que eu entendi do pensamento dele) enquanto dormem no mundo físico.


Reparei que os alimentos tinham formas bem convidativas: alguns tinham a aparência de suculentos hambúrgueres e outros pareciam atrativos cachorros-quentes. Na verdade aquela era apenas a forma que escondia o remédio colocado pelas equipes socorristas, sempre trabalhando em conjunto com os guardiões, com o objetivo de ajudar em qualquer oportunidade possível, a diminuir os inúmeros processos de vampirização entre os encarnados.


Caminhei mais alguns metros quando observei em um estabelecimento, parecido com um quiosque e ali, a frente, dois homens de pé conversando. Mentalmente recebi nova mensagem, do mesmo guardião que havia encontrado instantes antes:


– Repare que agora você vai receber sua resposta. Um deles é dos nossos.


Permaneci observando a certa distância, quando um dos homens pediu uma cerveja para o atendente do quiosque, enquanto o outro homem, já posicionava animadamente o copo para receber o “suco de cevada”. A cerveja, dentro de uma garrafa aparentemente comum de 600 ml, apresentava grande brilho, então o homem (na verdade um guardião disfarçado) que havia pedido a cerveja a sacudiu rapidamente e ao invés de encher o copo do outro homem, jogou todo o liquido sobre o seu corpo astral. O homem parecia desnorteado não acreditando no que havia acontecido e então algo interessante aconteceu: pequenas larvas escuras, semelhante a vibriões, começaram a aparecer e se desprender do corpo do sujeito, caindo uma a uma, “mortas” no chão.


Após aquela visão eu acordei, tracionado para o corpo físico, ainda ouvindo mentalmente a voz do guardião que servia os remédios em forma de alimento para aqueles jovens:


– 71 e 3....


Pensei comigo qual seria o significado daqueles números e então novamente o guardião falou comigo mentalmente


– São coordenadas.



Levantei-me da cama e quando liguei o computador fui pesquisar sobre os conhecidos banhos utilizados na Umbanda. Intuitivamente eu lembrava da existência entre esses banhos de um que se utilizava de cerveja, mas não recordava para qual situação tal banho seria indicado. Fui pesquisar então e eis que encontro em todos os sites especializados no assunto, a mesma indicação: o banho de cerveja é indicado para desagregar energias negativas, inclusive já havia publicado uma lista com vários tipos de banhos comumente utilizados na Umbanda aqui:


Banhos utilizados na Umbanda (link)


A forma de realizar o banho é simples: após o banho higiênico, diluir uma garrafa de cerveja em 3 litros de água mineral e banhar-se, dos pés a cabeça com esse preparado, secar-se e em seguida utilizar roupas brancas. O ideal é fazer antes de dormir.


Pude presenciar, claramente, via projeção astral consciente que o banho realmente funciona para desagregar energias negativas. Mas ainda me perguntava afinal o que seriam aquelas coordenadas (71 e 3) e como que tal banho foi realizado no astral. Novamente a mesma vibração mental do guardião adentrou meu campo energético:


– Os amigos socorristas aproveitam o excesso de substâncias alcoólicas que alguns encarnados levam a esses locais, no caso os fluidos etéricos ligados a substâncias como o malte e a cevada e obviamente o próprio álcool, para criar também o remédio que servirá para desagregar substâncias astrais enfermiças da aura das pessoas que estão sofrendo processos obsessivos, pois se ingerido em excesso o álcool junto com tais substâncias que formam a cerveja e outras bebidas fazem mal a saúde, na dosagem adequada o álcool, o malte, a cevada e o levedo proporcionam grande limpeza externa na aura energética, aplicados na forma de banho.


Refleti sobre aquelas informações por alguns instantes, mas os números ou coordenadas não saíam da minha cabeça. Porque afinal o guardião teria indicado aqueles números pra mim, afinal o que os amigos espirituais queriam mostrar ou comprovar além da experiência que eu já tinha vivenciado no plano astral.


Peguei algumas informações no próprio site do Google e tentei então digitar na caixa de busca do Google mapas as coordenadas (latitude e longitude), mas depois de umas 4 tentativas frustradas apareciam apenas resultados desconexos no programa, como se o programa não conseguisse ler o que eu estava digitando. Eu já tinha visto que no mapa cartográfico que tais coordenadas indicavam algum lugar remoto no meio do mar da Noruega.


Novamente a mesma voz falou mentalmente e claramente para mim:


– Tente 71º 01’ 01’’ e 03º 01’ 01’’


Digitei os números e novamente o programa não leu corretamente as coordenadas, parecia que estava com “vida própria” e apontou para um resultado sem qualquer nexo com as coordenadas que eu havia digitado: uma pequena cidade na república checa chamada Horazdovice





Cliquei então sobre o ponto mostrado no mapa: uma casa, próxima de algumas árvores e um lago. Ampliei o mapa e vi que havia uma grande cidade próxima chamada Strakonice. Novamente a voz se comunicou enquanto eu não compreendia como o programa poderia ter me levado até aquele local:


– Eis o local para onde o levamos através desse programa. Agora confirme a localização deste local.


Pensei comigo que tal local ficava na República Checa, mas por desencargo de consciência procurei na Wikipédia “onde” ficava a tal localidade de Strakonice(que descobri ser um distrito) e então quase caí pra trás da cadeira: o tal distrito ficava em uma região conhecida, como relatado na Wikipédia, na região da Boêmia do Sul!!!



Comecei a rir a frente do computador diante da criatividade dos amigos espirituais, pois além da Boêmia ser uma famosa marca de cerveja eu moro exatamente no sul.


E pra não deixar qualquer dúvida sobre a utilização do banho de cerveja (pelo menos pra mim), na capital dessa região (Boêmia do Sul), capital intitulada České Budějovice está a sede de outra famosa cervejaria: a Budweiser!!!


Cidade de České Budějovice (link)


De qualquer forma, com Budweiser ou Boêmia, havia ficado claro pra mim após os dois fenômenos, tanto a projeção astral como o local mostrado no mapa, que o banho de cerveja realmente tinha efeito para desagregar energias negativas.





No dia seguinte, quando confirmei no Google mapas a localização correta das coordenadas de latitude e longitude (71-3), exatamente no pequeno trecho do mar da Noruega, li novamente, no post sobre banhos energéticos que eu havia publicado em 17 de maio de 2013 sobre o banho de mar:


Banho de mar: Ótimo para descarrego e para energização – importante ser realizado em mar com ondas. A energia salina do mar “queima” as larvas e miasmas astrais.



Duas excelentes opções para desagregar energias negativas, o banho de cerveja e o banho de mar, que eu havia comprovado após aquelas interessantes experiências e a projeção astral orientada pelos amigos espirituais.


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036


Fórum Profecias 2036:
http://www.profecias2036.com.br/forum/