Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 28 de janeiro de 2017

NOVAS PREVISÕES - UMA PROJEÇÃO E UM ACESSO AO AKASHA:





Semana passada no grupo eu trouxe uma pequena chamada falando sobre alguns textos que publicaria nos dias seguintes, entre eles um texto com novas previsões. Normalmente quando recebo alguma informação sobre futuro isso acontece de duas formas: ou pelo acesso ao akasha (como foi com a previsão sobre o ouro olímpico do futebol e o grande número 6 no quadro de medalhas, previsão contida no livro “Brasil: Ordem em Progresso”) ou através das equipes de Anik e Jeremias que informaram com antecedência de mais de 2 anos a queda do governo vermelho no Brasil e do populismo na América do Sul, previsões contidas no livro “Brasil o Lírio das Américas”. Esses dois tipos de previsões são explicados no link ao final desse texto.


Na experiência projetiva acontecida na semana passada, eu estava projetado junto a um pequeno grupo de 3 ou 4 guardiões “a paisana” (plasmados com uma forma perispiritual bem comum, roupas comuns, altura normal, diferentemente do porte mais avantajado que os guardiões costumam se apresentar que é bem robusto e alto). Dentro do grupo estava Jeremias na forma de um homem negro, com não mais que 1.70 de altura.


Estávamos em uma rua estreita nas imediações de Paris segundo ele explicou durante aquela projeção que ocorreu enquanto eu descansava no final de tarde, coincidindo com o início do anoitecer na capital francesa. Como se tratava de missão de espionagem os guardiões buscavam uma aparência bem semelhante aos demais desencarnados ou encarnados em projeção inconsciente no plano astral, diferentemente de missões de combate, quando a aparência alta e robusta dos guardiões com suas armaduras têm o nítido propósito de causar temor aos adversários milicianos.


Jeremias apontou para um ônibus que percorria uma daquelas ruas e informou que o plano do próximo atentado, organizado por milícias umbralinas e levado a cabo por terroristas, seja de grupos extremistas ou “lobos solitários” seria a tomada de um daqueles ônibus, inclusive utilizando-se de linhas turísticas para atropelar e metralhar, segundo palavras dele, o maior número possível de pessoas em um ataque surpresa.


Ele informou que os guardiões estavam trabalhando intensamente para evitar esse tipo de atentado, planejado pelas milícias umbralinas para ocorrer em até 50-60 dias, mas que a situação estava difícil, pois havia um número significativo de terroristas em potencial, “lobos solitários” em solo francês e belga que já estavam em profundo processo de simbiose com obsessores milicianos e em função disso seria difícil impedirem uma nova investida, da mesma forma que ocorreu em atentados anteriores envolvendo caminhões.


O guardião também explicou que mesmo com essas dificuldades o trabalho prosseguia, não apenas alertando pela via mediúnica que um plano desse porte estava sendo organizado pelas trevas como também as equipes de guardiões buscavam agir inspirando policiais e autoridades em solo francês, assim como os condutores desses veículos para que, caso não seja possível evitar o ataque, os danos sejam os menores possíveis.


Jeremias também explicou que o prazo diminuto para esse ataque tinha um motivo: as trevas estavam interessadas em criar um evento de forte impacto emocional estimulando ódios e radicalismos, próximo ao pleito francês em abril, para que assim você viabilizada a vitória da extrema direita na França:


– Quando existe um movimento coletivo em determinada direção o grau de influência ou intervenção dos guardiões torna-se mais limitado – explicou o guardião de forma preocupada – sobretudo em situações que há, claramente, uma motivação para que a pessoa utilize seu livre arbítrio, seja para votar em um político, seja para resistir ou sucumbir à um processo obsessivo. São escolhas que refletem os tipos de karma que a pessoa ou a coletividade vai gerar para si até o momento do resgate, momento este definido pelas instâncias superiores e que nesses momentos especiais podem agir de forma mais abrangente, atenuando ou mudando algum caminho que não condiga com o resgate ou uma missão maior direcionada à determinado local, exatamente como aconteceu recentemente com o processo de queda do populismo na América do Sul e Brasil, uma clara interferência divina, mas que só foi possível a partir do momento que ampla maioria da coletividade aceitou também lutar por esse novo caminho – refletiu o guardião de forma elucidativa.


Refleti por alguns momentos sobre aquelas palavras pensando como era delicado o equilíbrio entre o planejamento das esferas superiores e ao mesmo tempo as escolhas e os karmas que a coletividade gerava, o que muitas vezes limitava a atuação dos guardiões, ainda que o mundo espiritual tivesse grande influência sobre os encarnados e o poder de interferir mais diretamente nos resgates kármicos.


Enquanto eu retornava para o corpo fui levado pelos amigos espirituais a enxergar sobre uma outra situação, só que dessa vez nos arquivos akáshicos sobre o futuro e não mais projetado na companhia dos guardiões como estava minutos antes. Mais especialmente eu estava na companhia do homem da túnica azul Royal, o espírito que mais colabora nessas pesquisas sobre o futuro.





Observei na sacada de um grande hospital no mundo espiritual, que reluzia uma intensa luz esverdeada (naturalmente a energia que ajuda a revigorar a saúde energética dos pacientes) uma multidão de pessoas aguardava a chegada de um espírito. De repente surgiu na sacada em um dos últimos andares o jogador Maradona, nu, muito atordoado, falando em voz alta do que pude traduzir: "Onde estou? Morri?"


Segundo explicou o homem da túnica azul Royal durante essa visão, bem semelhante na sua dinâmica àquela que eu tive quando vi o ouro olímpico no futebol e o quadro de medalhas com o grande número 06, o jogador passaria por um severo problema de saúde, ficando em coma e podendo desencarnar, isso em um espaço de alguns meses até a Copa do Mundo. Tal acontecimento levaria grande comoção ao povo e a seleção argentina, explicando a visão anterior, contida nas previsões no inicio do ano, colocando a seleção dos “hermanos” como a grande favorita da próxima Copa na Rússia.



Essas previsões estão relatadas aqui:
http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2017/01/previsoes-2017-e-ate-2021.html


Dias depois daquelas visões alguns fenômenos de efeitos físicos interessantes aconteceram entre eles um em especial que narrarei em um próximo texto...


Para conhecer as profecias cumpridas e os livros lançados até o momento acesse o banner abaixo:









Read more: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2017/01/novas-previsoes-uma-projecao-e-um.html#ixzz4X4BkDD57