Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sábado, 28 de junho de 2014

GANDHI, BORBOLETA DE KRISHNA:




Gandhi, borboleta de Krishna
:: Wagner Borges ::


A borboleta bateu asas e voou. Acima dela, brilhava o sol no zimbório azul celeste. O seu casulo rompido jazia no chão, onde um dia ela fora lagarta. E ela pensou:
"Que transformação! Da prisão do casulo para a liberdade; de lagarta à borboleta, sem nem mesmo saber como ou por quê.
Do meu medo para a Luz!
Que Poder Maior é esse, capaz de operar tal transmutação? Sem nome ou forma, Ele está em mim. A Ele, eu presto reverência. A esse Amor, que ama sem nome, que mora em todos os corações."
De maneira semelhante à borboleta, o doce Gandhi também bateu asas e voou.
Acima dele, brilhava a estrela de Krishna no zimbório azul celeste. O seu corpo magro jazia no chão, onde um dia ele fora indiano. Mas ele era mais do que isso: era um cidadão do Universo, um avatar da paz, que descera entre os homens para ensinar as artes da não-violência.
Com o seu corpo espiritual brilhando no éter, ele pensou:
"Que transformação! Eu era lagarta pacífica; agora sou borboleta pacífica. E Krishna está em mim!
Que Sua luz ilumine toda humanidade nos caminhos da não-violência."
Então, ele voou de volta para o seio daquele que o enviara entre os homens.
Ele voltou para o coração cósmico de Krishna, lar de todas as borboletas e homens que têm a coragem de deixar os casulos de suas limitações, para se transformarem em consciências felizes e lúcidas.
O Mahatma Gandhi* estava em casa.

Paz e Luz!
(Texto extraído do livro "Na Luz de Krishna" - Editora Zennex - 2007.)

- Notas:
* Mohandas Karamchand Gandhi - 1869-1948 -, mais conhecido como Mahatma Gandhi, foi o grande líder hindu na luta pela independência da Índia do colonialismo inglês. Com sua filosofia de não-violência, tornou-se conhecido e admirado internacionalmente. Trata-se simplesmente de uma das grandes almas reencarnadas na terra do Ganges, com a missão de espalhar os ideais da paz entre os homens. Sem dúvida alguma, Gandhi foi um avatar enviado para ensinar aos homens da Terra as artes de Shanti - a paz espiritual.
Obs.: Esse texto foi escrito durante a apresentação do espetáculo "Gandhi - Um Líder Servidor", com o ator João Signorelli, realizado no IPPB, com a presença de 80 pessoas. Enquanto o ator realizava o monólogo - de forma brilhante e apaixonada -, eu via, pela clarividência, um grupo de mentores extrafísicos ligados à falange espiritual de Gandhi e que dão suporte energético ao lindo trabalho que o João vem fazendo com a atmosfera elevada dos ensinamentos do Mahatma.
Agradeço ao João pelo carinho com que apresentou o trabalho no IPPB. Que o Grande Arquiteto Do Universo continue iluminando sua jornada.

Gandhi, borboleta de Krishna - II

Alma lúcida,
Paciência em ação,
Consciência clara,
Alma em paz.

Borboleta de Krishna,
Que voou para fora do casulo,
Com o nome de Rama* nos lábios...
E o coração igual sol.

O seu casulo foi cremado...
Mas ele não morreu.
Não, mesmo... Voou para as estrelas.
Ah, ele foi para os braços de Krishna.

Ele viveu na Índia,
Mas é um ícone da paz mundial.
E, lá do Astral, continua trabalhando por isso...
Invisivelmente, ele ora pelo bem do mundo.

Ah, ele continua cantando o nome de Rama...
E, aqui na Terra, algumas pessoas escutam o mantra**.
Sim, escutam-no com o coração.
E escrevem - em nome da paz.

Salve, Gandhi!

P.S.:
Amigo, diante da dor do mundo, eu me lembrei de você.
E segui o seu exemplo: orei a Krishna.
Pensei na paz mundial, em Espírito e Verdade.
E, aqui, quietinho, eu escutei o seu mantra.
E sei que outras borboletas de Krishna também o escutam.
Sim, Gandhi, a paz é um estado de consciência.
E quem ama, sabe. E voa, algures...
Nos braços de Krishna.

(Dedicado a Gandhi - Borboleta de Krishna.)

Om Shanti!***
Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma****.
São Paulo, 15 de outubro de 2012.

Obs.: Na Cosmogonia hinduísta se acredita que Vishnu, O Preservador e Protetor da vida, encarne parte de sua Luz como um avatar espiritual entre os homens. Ao longo da tradição dos hindus, se diz que Ele encarnou por nove vezes em períodos diferentes. Na sétima vez, Ele "personificou" o nobre Rama. Para maiores detalhes, ver o épico "O Ramayana", escrito pelo rishi Valmiki.

- Notas
* Rama - o sétimo avatar de Vishnu vatar.
** Mantra - do sânscrito - palavra oriunda de manas: mente; e tra: controle; liberação - Literalmente, significa "Controle ou liberação da mente".
Determinadas palavras evocam uma atmosfera superior que facilita a concentração da mente e a entrada em estados alterados de consciência. Os mantras são palavras dotadas de particular vibração espiritual, sintonizadas com padrões vibracionais elevados. São análogos às palavras-senhas iniciáticas que ligam os iniciados aos planos superiores.
Pode-se dizer que os mantras são as palavras de poder evocativas de energias superiores. Como as palavras são apenas a exteriorização dos pensamentos revestidos de ondas sonoras, pode-se dizer também que os mantras são expressões da própria mente sintonizada em outros planos de manifestação.
*** Shanti - do sânscrito - paz espiritual; paz do coração.
**** Enquanto eu digitava essas linhas, rolava aqui no som a linda canção "Man of Colours" - da banda pop australiana Icehouse.
Link do Youtube para quem quiser ouvir essa música maravilhosa:
Icehouse - "Man of Colours" - http://www.youtube.com/watch?v=q6toh0yEI_o
Obs.: Deixo na sequência a primeira parte desse texto, extraída do meu livro "Na Luz de Krishna"

Confira as palestras gratuitas, os cursos e os eventos no IPPB clicando AQUI




Leia Também: Gandhi, borboleta de Krishna - III