Criei este Blog para minha Mãe Cigana Rainha do Oriente, sendo uma forma de homenageá-la, bem como postar assuntos atuais e de caráter edificante, lindas mensagens, poesias de luz, também aqui brindemos á amizade verdadeira e elevemos o principal em nós ou seja a essência Divina, Deus e a Espiritualidade em geral.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

IMPORTÂNCIA DO PLEXO SOLAR:




O plexo solar dirige todas as funções do corpo físico; é dele que dependem a respiração, a eliminação, a nutrição, o crescimento, a circulação, o sistema nervoso...
É também pelo plexo solar que o homem pode comunicar verdadeiramente com o Universo, porque o plexo solar está ligado a todo o Cosmos.
É, pois, um centro extremamente importante para nós e devemos evitar tudo o que pode contraí-lo, porque ele comanda, por sua vez, a contracção dos vasos sanguíneos e diversos canais do organismo, e quando o sangue ou outros líquidos circulam mal, formam-se depósitos que, com o tempo, acabam por provocar toda a espécie de perturbações.

Como reforçar o plexo solar

O que perturba mais o plexo solar e, por consequência, os órgãos internos (o fígado, os rins, o estômago, etc.), é o medo, a cólera, as preocupações, a dúvida, o amor desordenado, os pensamentos e sentimentos caóticos; e como o plexo solar é o reservatório das forças, a consequência desta desordem é uma desmagnetização total.

Mas se o plexo solar pode esvaziar-se, também pode voltar a encher-se e, é justamente o que o discípulo deve aprender: como recarregar o seu plexo solar.
Vou dar-vos alguns métodos:

1. Cada árvore é um reservatório de forças saídas do sol e da terra, e é possível absorver essas forças.
Escolhei uma árvore grande - um cedro, um castanheiro, uma faia, um pinheiro-alvar... -, encostai-vos a ela colocando a mão esquerda nas costas, com a palma apoiada no tronco da árvore, e ao mesmo tempo, colocai a palma da mão direita sobre o plexo solar.
Concentrai-vos na árvore, pedindo-lhe que vos dê uma parte das suas forças; dar-se-á então uma espécie de transfusão de energias que recebereis com a mão esquerda e canalizareis, pela mão direita, para o plexo solar.
Em seguida agradecei à árvore.

2. Também podeis reforçar o plexo solar olhando uma nascente, uma cascata, uma fonte, e escutando o barulho dessa água correndo.
É um método aparentemente insignificante mas que dá grandes resultados.
A água corrente influencia o plexo solar, que se põe a trabalhar, expulsando os materiais nocivos.

3. Quando meditais sobre temas elevados e divinos, podeis colocar a mão direita sobre o plexo solar a fim de o encher de forças e de energias que podereis utilizar mais tarde.
Quando vos sentirdes cheios de alegria ou de força, não as desperdiceis inutilmente em gestos, em palavras, em pensamentos e em sentimentos; utilizai antes o seguinte método: com a mão direita sobre o plexo solar, em atitude de meditação, enchei-o silenciosamente dessa força, dessa alegria.
O nosso plexo solar é o banco onde podemos juntar o dinheiro que nos será necessário mais tarde.
Podemos fazer a experiência todos os dias.

O cérebro e o plexo solar

O plexo solar é um cérebro invertido: no cérebro a matéria cinzenta está no exterior e a matéria branca no interior, ao passo que no plexo solar a matéria cinzenta está no interior e a matéria branca no exterior.
Foi o plexo solar que criou o cérebro e é ele que o alimenta: envia-lhe auxílios, isto é, energias, forças e, quando cessa de lhos enviar, o homem adormece, embrutece, ou tem dores de cabeça, não consegue reflectir.
Na realidade, o cérebro não está separado do plexo solar, mas muito raros são os humanos que sabem como fazer subir as energias do plexo solar ao cérebro.
O cérebro é dinâmico, activo, mas fatiga-se depressa se não for sustentado pelas energias do plexo solar.

Por essa razão, antes de se fazer um esforço intelectual, antes de se meditar, antes de se fazer uma concentração, deve-se agir sobre o plexo solar.

Podeis, por exemplo, massajá-lo em sentido inverso ao dos ponteiros do relógio...
Após alguns minutos, sentireis que o pensamento está liberto e que podereis lançar-vos ao trabalho.

É preciso que a actividade seja harmoniosamente repartida entre o cérebro e o plexo solar.

Os pés e o plexo solar

Todos notastes, sem dúvida, em certas circunstâncias muito simples da vida corrente, a existência de uma ligação entre os pés e o plexo solar.
Quando tendes muito frio nos pés, sentis uma contracção no plexo solar e, se comerdes nessas condições, a digestão far-se-á com dificuldade.

Ao passo que, se mergulhardes os pés em água quente, experimentareis uma dilatação no plexo solar, uma sensação agradável que vos trará boa disposição.

Portanto, quando vos sentirdes desmagnetizados, perturbados ou contraídos, preparai água quente, mergulhai os pés nela e começai a lavá-los com atenção: agireis assim, sobre o plexo solar, dando-lhe forças, e o vosso estado de consciência será imediatamente transformado.
Se um dia, em vossa casa, não conseguirdes meditar, fazei um banho de pés e vereis que tereis muito mais facilidade em vos concentrardes.

OMRAAM MIKHAËL AÏVANHOV
"A Nova Terra"
Métodos, exercícios, fórmulas, orações

Edições Prosveta